/

Aos olhos dos alemães, estes são os 10 maiores talentos da Primeira Liga

7

José Sena Goulão / Lusa

A plataforma alemã Fussball Transfers elegeu aqueles que considera ser os 10 maiores jovens talentos do futebol português.

O futebol europeu está de olho no campeonato português, a casa de alguns talentos que a plataforma alemã Fussball Transfers fez questão de destacar. O portal fez, recentemente, o levantamento dos 10 maiores talentos que jogam na Primeira Liga.

Os ‘leões’ conquistam o pódio do clube com mais representantes nesta lista, seguindo-se o Benfica. O FC Porto, o Famalicão e o SC Braga têm um representante cada.

Nuno Tavares é um dos melhores jogadores do campeonato NOS. O lateral-esquerdo do Benfica é “particularmente impressionante pela sua força física e, quando embala, dificilmente é parado”.

O jogador, de 21 anos, já realizou 10 jogos esta época e “incorpora de forma ideal os requisitos do lateral moderno”. O internacional português sub-21 “só tem de trabalhar na precisão”, diz a Fussball Transfers.

Mas a rapidez e a “grande visão de jogo” de Darwin Núñez também conquistaram os alemães, que elegem o avançado do Benfica, “a melhor transferência das águias”, como uma das 10 maiores promessas do futebol português.

“Por alguma razão o treinador, Jorge Jesus, disse que vai ser um jogador de classe mundial”, lê-se na lista do portal alemão, que destaca que “o homem do Uruguai marcou três golos e fez sete assistências em 16 partidas”.

Outro grande talento, “com enorme capacidade técnica e muito veloz”: Pedrinho. O brasileiro “é um pesadelo para os defesas, mas tem de ser mais consistente se quiser chegar ao topo”.

A excelência técnica e a alta velocidade são as qualidades destacadas pela imprensa alemã, que cobiça o extremo do Benfica.

Dos azuis e brancos, Fábio Vieira “é, atualmente, o jogador mais promissor da academia do FC Porto”. O pé esquerdo “de grande classe” confere ao médio de 20 anos o destaque para aquela publicação.

“Quer seja em cantos, livres ou simplesmente num passe para um colega, todos chegam precisamente onde Vieira quer que eles cheguem”, dizem.

Nuno Mendes, lateral-esquerdo do Sporting, é o jogador que se segue. “Protegido por uma linha de três centrais atrás, frequentemente rompe as linhas defensivas contrárias em velocidade. É um dos maiores talentos da liga portuguesa.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O canhoto, de 18 anos, “encontra lacunas nas linhas defensivas opostas e avança com a sua velocidade”.

Mas o “cabeça de cartaz do Sporting” é Pedro Gonçalves, o “melhor marcador do campeonato”. O Fussball Transfers escreve que o jogador foi uma verdadeira “pechincha que o Sporting encontrou por 6,5 milhões de euros”.

Com 15 jogos, 14 golos e duas assistências, Pote “não conquista apenas um grande recorde, como ilustra a forma como o Sporting conseguiu uma ‘pechincha'”.

Pedro Porro, lateral-direito do Sporting, também surge na lista alemã. “Um empréstimo para o futebol português foi passo certo para a carreira de Porro, que foi titular em todos os jogos do Sporting esta época”, lê-se.

O espanhol, de 21 anos, só falha, “por vezes, na determinação no capítulo defensivo”.

Tiago Tomás é mais um exemplo do motivo pelo qual “a academia do Sporting é uma das melhores do mundo”. O avançado de 18 anos combina “boa velocidade” com uma “agressividade saudável”.

“Se melhorar o jogo posicional e a precisão no passe, nada o vai impedir de ter uma grande carreira”, adivinham.

O “típico centralão” da lista alemã é David Carmo, que impressiona, acima de tudo, pela força física.

O jogador de 1,96 metros e 85 quilos “tem uma grande capacidade de construção com o pé esquerdo e, mesmo pressionado, consegue entregar a bola limpa aos colegas”.

“O Liverpool tentou contratá-lo, mas o SC Braga não o deixou sair”. A saída de jogo do central é também elogiada no artigo, no qual se lê que é “um dos pontos fortes do seu pé esquerdo”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Gustavo Assunção encerra a lista. “Apesar de ser médio defensivo”, o jogador do Famalicão “impressiona pelo bom controlo de bola e a excelente visão de jogo”.

O médio de 20 anos, que “já é capitão”, é uma das estrelas da Primeira Liga, que tem ainda de trabalhar com o pé direito “no seu azar de golo”. Em 13 partidas, só conseguiu brilhar uma vez.

  Liliana Malainho, ZAP //

7 Comments

  1. Tenha juízo Armindo, é precisamente por haver doentes como você, que o mundo do futebol está como está todo corrompido. Sempre beneficiados mas sempre a queixarem-se é o vosso lema, já não há paciência para vos ouvir, calem-se por favor com as v/ ladainhas, as v/ xicoespertices e pensem em contribuir para uma sociedade justa e c/ princípios, sobretudo morais, que a despeito das frequentes idas a Fátima o v/ presidente nunca praticou, tendo arrastado consigo toda uma série de outros que com os mesmos ideais acéfalos, submundistas e altamente danosos, querem ganhar sempre e a qualquer preço.
    Esse senhor que cita, tem sido ao longo dos anos em que está na arbitragem o v/ maior aliado, com o seu contributo e de vários outros, ganharam uma série de campeonatos, uma vergonha.
    Esta lista faz reflectir a realidade actual do futebol português, a avaliação dos jogadores citados parece-me inteiramente justa, e assim sendo, o seu clube estará (aqui que não há “amizades”) no lugar que merece.

    • Eh eh eh…Só mesmo para rir. Nos últimos 4 a 5 jogos o Corona tem sido alvo de todo o tipo de barbaridades em campo. Contra o Benfica foi uma vergonha. É incrível como é que o defesa esquerdo se manteve em campo até final. E até se ouvia o Jesus a pedir que lhe dessem pancada. É de lamentar essas atitudes. Talvez seja por isso que o Benfica está como está.
      Se analisar corretamente verá que nos últimos 5 ou 6 jogos o FC Porto teve jogadores avermelhados que em condições normais não o seriam. Amarelos mostrados incorretamente, dualidade de critérios na amostragem dos cartões num mesmo jogo. O FC Porto tem sido claramente prejudicado. Mas ainda assim há de ser campeão.

    • Esta seita do FCP convenceu-se que é alguma coisa, quando no presente, até é uma instituição intervencionada. Andaram mais de uma década a roubar a seu belo prazer e têm agora o desplante de falar em roubos de arbitragem quando não têm argumentos para vencer este ou aquele jogo. É uma forma de tentar encobrir esses insuceços, sobretudo por parte do seu limitado treinador e depois acolitado pela troupe fanática.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.