1 em cada 10 alunos do secundário nunca leu um livro até ao fim

Cerca de 10% dos alunos do secundário nunca leram um livro até ao fim, revela um estudo realizado em 15 escolas secundárias do programa Ler+Jovem.

“No ensino secundário, num nível de ensino em que muitos pretendem aceder ao ensino superior, 10% dos alunos nunca leu um livro até ao fim. É um dado que nos deve por a pensar”, disse hoje à agência Lusa Leopoldina Viana, da Universidade do Minho e responsável pelo estudo que decorre desde 2013 no âmbito da iniciativa Ler+Jovem e que será apresentado esta sexta-feira, em Lisboa, no primeiro encontro nacional de escolas participantes neste programa.

A ideia é, segundo a responsável, perceber o que é que os alunos leem, onde leem e quais as suas preferências.

A investigadora adianta que, globalmente, os alunos leem e, desde que é feito o estudo, não se têm registado grandes variações em termos de leitura.

O estudo revela ainda que 14% das famílias dos alunos participantes no inquérito não têm livros em casa e que um quarto dos alunos afirma que não gostava de ler em criança porque tinham dificuldade de compreender o que liam.

“É um dado importante para investir mais na compreensão da leitura nos anos iniciais”, disse Leopoldina Viana.

Leopoldina Viana manifestou ainda preocupação pelo facto de o professor como motivador de leitura aparecer em último lugar entre as motivações dos alunos para lerem. “Dá-nos a entender que há trabalho a fazer e que o professor tem que ter um papel mais ativo nesta área”, considerou.

A procura do conhecimento e de atualização são as principais motivações apontadas pelos alunos para ler, bem como a influência do grupo de amigos.

Os alunos do secundário leem literatura sobretudo dos tempos livres e nas férias, conclui ainda o estudo, que revela, contudo, um “uso intensivo das bibliotecas escolares”.

O livro continua a ser o suporte preferencial de leitura e, entre 2013 e 2014, registou-se uma diminuição do número de alunos que acede à Internet e que tem computador.

“Provavelmente tem que ver com a crise e as dificuldades económicas”, disse Leopoldina Viana.

Leopoldina Viana sublinhou ainda que os alunos escolhem por vezes um tipo de literatura que não é aconselhada pela escola o que leva os professores a pensarem que os alunos não são leitores.

“Há muitos jovens que leem bastante, leem um tipo de literatura que não é muito consagrada do ponto de vista académico e relativamente à qual os professores fazem tábua rasa. Se calhar é preciso que a escola pense nesta leitura e possa integrar este tipo de leitura para seduzir o leitor”, disse.

Professores, alunos e professores bibliotecários de todo o país estão hoje reunidos em Lisboa no I Encontro de Escolas Ler+Jovem, uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura e da Rede de Bibliotecas Escolares, que visa fomentar a leitura nos alunos do ensino secundário.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Exactamente. mais uma vez são esses senhores os culpados. A estratégia sugerida, de adicionar aos programas títulos da chamada literatura trash é genial – é assim como se no conservatório se tentasse motivar os pupilos para Mozart através da obra de Emanuel. Genial.

RESPONDER

Renato Sanches a prazo no Lille. Chovem propostas pelo ex-Benfica

Renato Sanches voltou a encontrar a sua boa forma no Lille. As boas exibições do internacional português levaram-no a receber propostas volumosas de vários clubes. O presidente do Lille confirmou que tem recebido várias propostas avultadas, …

Ação judicial contra ordem executiva de Trump de restrição às redes sociais. Viola a Primeira Emenda

O Centro para a Democracia e Tecnologia (CDT) apresentou uma ação judicial contra a ordem executiva de Donald Trump cujo alvo eram as redes sociais, alegando que viola a Primeira Emenda da Constituição norte-americana. O The …

Grécia suspende voos com o Qatar após chegada de 12 passageiros infetados

A Grécia anunciou, esta terça-feira, a suspensão dos voos de e para o Qatar até 15 de junho, depois de ter detetado vários casos de coronavírus numa ligação de Doha para Atenas. Pelo menos 12 dos …

Norte e Porto são demasiado importantes para que TAP não olhe para região "com respeito"

Pedro Nuno Santos adiantou, esta quarta-feira, que o novo plano de retoma da atividade da TAP está a ser trabalhado e o objetivo é que a TAP "dê resposta às necessidades nacionais". O ministro das Infraestruturas …

Se Chega vencer eleições, "ofender polícias, magistrados ou guardas prisionais vai dar prisão"

Tal como Donald Trump, André Ventura abriu guerra contra o Twitter e deixou um aviso: "Se o Chega vencer as eleições, ofender polícias, magistrados ou guardas prisionais vai dar mesmo prisão". Numa altura em que os …

Reestruturação do Novo Banco é para terminar este ano, garante António Ramalho

António Ramalho, presidente do Novo Banco, garante que o processo de reestruturação ficará concluído ainda este ano. Desde a venda do Novo Banco ao fundo Lone Star a história repete-se todos os anos: a administração ativa …

Dívida pública pode atingir 141,8% do PIB em 2020

Esta quarta-feira, o Conselho das Finanças Públicas (CFP) apresentou dois cenários para a evolução da economia e das finanças públicas no período 2020-2022. De acordo com as estimativas divulgadas esta quarta-feira pelo Conselho das Finanças Públicas …

Portugal entre incumpridores de recomendações anti-corrupção do Conselho da Europa

No final de 2019 Portugal só tinha implementado integralmente uma das 15 recomendações emitidas pelo Grupo de Estados contra a Corrupção (GRECO). Das restantes 14 recomendações, oito foram implementadas parcialmente e seis recomendações não foram …

André Ventura "é declaradamente uma pessoa racista", atira socialista Isabel Moreira

Numa discussão na comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, esta quarta-feira, a deputada socialista Isabel Moreira afirmou que o líder do Chega "é declaradamente uma pessoa racista". Esta quarta-feira, numa discussão na comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, …

Chegaram 108 ventiladores da China esta quarta-feira

Do total de 1.151 ventiladores comprados pelo Ministério da Saúde à China, só 264 é que terão chegado a Portugal até esta quarta-feira, avança o Correio da Manhã. O secretário de Estado da Internacionalização garantiu, …