Zuckerberg telefona a Obama para se queixar sobre espionagem

Ludovic Toinel / Flickr

-

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, disse ter telefonado para o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para “expressar frustração” sobre as novas denúncias de espionagem digital por parte do governo.

O empresário de 29 anos afirmou num post na rede social que o governo dos Estados Unidos “deveria ser o paladino da internet, não uma ameaça”.

As declarações de Zuckerberg acontecem um dia depois de documentos secretos revelarem que a Agência de Segurança Nacional (NSA) se disfarçou de um servidor do Facebook para infectar milhões de computadores de utilizadores suspeitos.

Os documentos foram dados a conhecer pelo ex-funcionário da NSA Edward Snowden, o mesmo que revelou o esquema de espionagem do governo americano no ano passado.

A NSA alegou que as informações contidas nos documentos eram “imprecisas”.

Zuckerberg já tinha afirmado em setembro que os Estados Unidos “estragaram tudo” ao espionar a internet.

O fundador do Facebook escreveu na sua página pessoal na quinta-feira que “parece que demorará ainda muito tempo para uma verdadeira reforma completa [do programa de espionagem dos EUA]”.

Quebra de confiança?

“Quando os nossos engenheiros trabalham incessantemente para oferecer segurança, imaginamos que estamos a proteger os nossos utilizadores contra criminosos, não contra nosso próprio governo”, disse Zuckerberg na sua página pessoal.

“O governo dos Estados Unidos deve ser o campeão da internet, não a sua ameaça”.

“Eles [o governo] precisam de ser muito mais transparentes sobre o que estão a fazer, senão as pessoas vão acreditar no pior”.

As informações divulgadas por Snowden no ano passado sobre a NSA revelaram a gravação de chamadas telefónicas e violação de cabos de fibra óptica que transmitem comunicações globais e de redes locais.

Segundo os documentos, as agências do governo americano tinham acesso a servidores de nove grandes empresas de tecnologia, incluindo a Microsoft, Yahoo, Google, Facebook, PalTalk, AOL, Skype, YouTube e Apple.

As empresas, entretanto, negaram qualquer envolvimento no esquema.

Num comunicado, a NSA afirma que “usa as suas capacidades técnicas apenas para dar suporte a operações de inteligência internacional apropriadas e de acordo com a lei, todas realizadas em estrita concordância com as autoridades”.

A porta-voz da Casa Branca Caitlin Hayden confirmou que o presidente conversou com Zuckerberg na noite de quarta-feira a respeito de “informações recentes na imprensa sobre supostas actividades das agências de inteligência dos EUA”.

Hayden não deu mais declarações sobre o caso.

Aliança

Quando começaram a surgir os rumores de que os serviços de segurança estariam a usar as redes sociais e as empresas de tecnologia para monitorizar pessoas, o Facebook juntou-se com Google, Apple, Microsoft, Twitter, AOL, Linkedin e Yahoo para formar uma aliança chamada de Reforma de Vigilância do Governo.

O grupo reivindicou “mudanças de larga escala” em relação à espionagem do governo americano.

No seu último post, Zuckerberg afirma que, para deixar a internet forte, “precisamos de a manter segura”.

No início da semana, Snowden afirmou numa entrevista colectiva que a espionagem conduzida pelos Estados Unidos e por outros governo estava a “incendiar o futuro da internet”.

ZAP / BBC

 

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Moedas já fala como presidente. "Temos que deixar a política da fricção e apostar na construção de soluções, de resultados"

Carlos Moedas, que se vê como um presidente inclusivo", recusa uma política de "fricção", nomeadamente na oposição ao poder nacional e promete concentrar-se nos "resultados e nas pessoas" para melhorar a vida dos lisboetas. Carlos Moedas, …

Responsabilidade é a característica mais importante para alcançar bons resultados escolares

Cerca de 300 estudantes do concelho de Sintra participaram no estudo internacional que teve como objetivo correlacionar o desempenho escolar com as competências sociais e emocionais dos mesmos. A responsabilidade é uma das características mais importantes …

CCB condenado por violar direitos laborais de técnicos de espetáculos

O Centro Cultural de Belém (CCB) foi condenado em tribunal por violação dos direitos laborais de 12 técnicos de espetáculos. Segundo o jornal Público, os juízes do Tribunal da Relação de Lisboa deram razão a 12 …

Berlinenses apoiam expropriação de grandes proprietários para conter preços da habitação

Resultados do referendo são um sinal da crescente divisão que se vive na sociedade berlinense em relação à especulação imobiliária. Agentes imobiliários interpretam o resultado como um "mau sinal" que pode levar à "paralisação imediata …

Portugal com 230 novos casos de covid-19 e uma morte. País cada vez mais próximo da zona verde da matriz de risco

Portugal registou, esta segunda-feira, 230 novos casos e uma morte na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). País está mais próximo da zona verde da …

Restauração defende manutenção do lay-off simplificado

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu hoje a continuidade do lay-off simplificado para apoio à manutenção dos postos de trabalho das atividades da restauração, similares e alojamento turístico. “Esta medida assume …

Cumbre Vieja deixou de expelir lava, mas os sismos voltaram

O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, nas Canárias, parou de emitir lava. Apesar de a atividade ter sido a mais baixa da última semana, as autoridades alertam que a situação pode mudar rapidamente. A atividade …

Portugal continental tem 83,89% da população com vacinação completa

Cerca de 8,27 milhões de pessoas em Portugal continental tinham a vacinação completa contra a covid-19 até às 19h00 deste domingo, revelou à agência Lusa fonte oficial da task force que coordena o processo de …

Mulheres ganham 9% das câmaras, menos do que em 2017

Das 308 câmaras do país, 28 foram ganhas por uma mulher, o que corresponde a aproximadamente 9% do total e menos do que as 32 autarcas eleitas em 2017, segundo o portal de dados estatísticos …

Turismo só usou um terço das linhas de crédito criadas para o setor

A utilização das linhas de crédito destinadas especificamente ao turismo ficou aquém do esperado. Até agora, as empresas só utilizaram cerca de 30% destas linhas, que disponibilizam um valor conjunto de 400 milhões de euros. Rita …