Mark Zuckerberg vai assumir culpas do Facebook no escândalo dos dados

tuaulamac / Flickr

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, vai pedir desculpa durante uma audiência no Congresso dos EUA, pelo escândalo dos dados de 87 milhões de utilizadores da rede social que foram usados pela consultora Cambridge Analytica para eleger Donald Trump, nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016.

Segundo o depoimento preparado por Zuckerberg, que foi antecipado com a divulgação à imprensa norte-americana, o director do Facebook assumirá a responsabilidade pelos erros e pedirá desculpas.

Zuckerberg vai prestar declarações em três comités do Congresso norte-americano – dois do Senado e um da Câmara de Representantes – para responder às perguntas dos congressistas sobre o escândalo de dados para a Cambridge Analytica e outros assuntos.

No Comité de Energia e Comércio da Câmara de Representantes, Zuckerberg assumirá a responsabilidade pela fuga de dados, pelas notícias falsas divulgadas nas redes sociais e pela interferência da Rússia nas eleições de vários países.

“Está claro agora que não fizemos o suficiente para prevenir que essas ferramentas fossem usadas para causar prejuízo. Isso engloba notícias falsas, interferência estrangeiras em eleições, discurso de ódio e privacidade de dados”, dirá Zuckerberg na audiência.

“Não tivemos uma visão suficientemente ampla de qual era a nossa responsabilidade e isso foi um grande erro. Foi meu erro e peço desculpas. Comecei o Facebook, administro-o e sou responsável pelo que ocorre por lá”, afirmará o executivo-chefe da empresa.

Além disso, Zuckerberg reconhecerá que a companhia reagiu de maneira lenta à interferência da Rússia nas eleições americanas de 2016, algo negado pelo Kremlin e investigado nos EUA, pelo promotor especial Robert Mueller.

O depoimento cita a empresa Internet Research Agency, com sede em São Petersburgo, acusada por Mueller de colher dados de cidadãos americanos.

Pela primeira vez, Zuckerberg revelará que essa empresa russa “actuou repetidamente de maneira enganosa”, tentando manipular cidadãos da Europa, EUA e Rússia. Para o executivo-chefe do Facebook, a empresa atingiu 126 milhões de pessoas com uma única página na rede. No Instagram, foram 20 milhões.

Zuckerberg também falará no depoimento de algumas das eleições de 2018, como as de Brasil e México, e afirmará que o Facebook está a trabalhar para evitar novos incidentes.

ZAP // EFE

PARTILHAR

RESPONDER

Rulotes vão ser proibidas de vender álcool em zonas do Porto, Lisboa e Albufeira

O Governo anunciou, esta sexta-feira, que está a articular com as câmaras de Lisboa e Albufeira a proibição de vendas alcoólicas por rulotes "nas zonas de diversão noturna identificadas como problemáticas pelas forças de segurança". A …

Condenada a mais oito. Ex-Presidente Park arrisca agora 32 anos de prisão

Esta sexta-feira, o Tribunal Distrital de Seul condenou a ex-Presidente sul-coreana Park Geun-hye a mais oito anos de prisão. Park Geun-hye, ex-Presidente da Coreia do Sul, já tinha sido condenada a 24 anos de prisão por …

Viagem de deputados contra supressão de comboios cancelada (porque o comboio foi suprimido)

Uma comitiva de deputados e autarcas que pretendia viajar de comboio entre as Caldas da Rainha e Lisboa, para exigir soluções para a Linha do Oeste, ficou apeada e foi obrigada a fazer o percurso …

12 feridos em ataque com arma branca em autocarro na Alemanha

12 pessoas ficaram feridas, duas delas em estado grave, no ataque perpetrado por um homem, armado com arma branca, no interior de um autocarro na cidade alemã de Lübeck, norte do país, segundo a televisão …

É um "emprego de sono". 1000 euros para dormir 8 horas por dia

Um salário de 1000 euros ao fim do mês para dormir oito horas por dia. Eis a oferta de emprego da marca portuguesa Desonno, especializada em colchões e almofadas, que é, acima de tudo, uma …

Marinha Portuguesa vai receber 7 novos navios (para cumprir acordo com a NATO)

O primeiro-ministro anunciou, esta sexta-feira, a construção, nos próximos seis a oito anos, de sete novos navios para a Marinha portuguesa, no âmbito da revisão da Lei de Programação Militar (LPM). António Costa falava nos estaleiros …

Por dia, são assassinadas pelo menos 3 crianças no México

Pelo menos três crianças são assassinadas todos os dias no México, país que fechou o ano passado com o número mais elevado de homicídios das últimas duas décadas, lamentaram esta quinta-feira as autoridades do país. “Temos …

Macron despede colaborador que agrediu manifestante

O Presidente francês viu-se obrigado a despedir o colaborador que tinha sido filmado a agredir um manifestaste no 1º de maio, alegando terem surgido "dados novos" sobre o caso. Segundo o Público, o colaborador de Emmanuel Macron que foi …

Há uma empresa neozelandesa em que se trabalha 4 dias por semana (e ganha-se o mesmo)

Os trabalhadores da Perpetual Guardian trabalham apenas quatro dias por semana e recebem o mesmo salário. A empresa neozelandesa decidiu fazer a experiência e os resultados não poderiam ser melhores. Mantendo o mesmo salário e sem …

Enorme sarcófago negro tinha 3 múmias (e nenhuma maldição)

O enorme sarcófago negro encontrado em Alexandria foi finalmente aberto e o mistério foi desvendado. Nem maldição nem restos mortais de Alexandre, o Grande. Na verdade, o túmulo tinha 3 múmias e água de esgoto. O …