Ambientalistas da Zero medem esta sexta-feira “o inferno nos céus” de Lisboa

Esta sexta-feira, a Zero vai montar equipamento de monitorização na zona do jardim do Campo Grande. A campanha começa às 7h00 de hoje e só termina à mesma hora de sábado.

A associação ambientalista Zero lança esta sexta-feira a campanha “dÉCIbEIS A MAIS, O INFERNO NOS CÉUS” para alertar e sensibilizar para o ruído dos aviões na cidade de Lisboa, e convida a população a participar. Numa ação de 24 horas a monitorizar o ruído dos aviões, a campanha começa às 07h00 e só termina à mesma hora de sábado.

O ruído provocado pelos aviões vai ser medido na zona do jardim do Campo Grande, junto da avenida do Brasil, uma zona que é sobrevoada pelos aviões que aterram ou levantam do aeroporto Humberto Delgado. Mas a organização incentiva os habitantes de zonas abrangidas pelo ruído a fazerem também monitorizações.

A organização vai montar equipamento “homologado e certificado” de monitorização para realizar medições contínuas e vai divulgar em direto a informação.

“A Zero vai dar voz a muitos dos residentes afetados por ruído associado ao aeroporto de Lisboa, desde casos de pessoas que só conseguem descansar com medicação aqueles que não conseguem trabalhar ou conversar por estarem sempre a ser interrompidos. Mais ainda, o caso único do maior hospital psiquiátrico do país no local mais afetado pelo ruído dos aviões com níveis impressionantes para quem precisa obviamente de um local silencioso”, diz a associação num comunicado alusivo à iniciativa.

As medições, segundo o comunicado, vão avaliar os dois indicadores de ruído previstos na lei (consoante a hora do dia), mas avisa que medições preliminares “dão indicações de uma significativa ultrapassagem” dos valores máximos permitidos, “independentemente dos picos de ruído que infelizmente a legislação não avalia diretamente”.

A Zero sugere que os cidadãos descarreguem aplicações de análise de ruído e que tornem púbicos os resultados. E diz que o aeroporto de Lisboa tem atualmente mais de 650 movimentos (aterragens e descolagens) por dia e que os dados detalhados da monitorização de ruído no Aeroporto Humberto Delgado não são públicos.

“Os limites de ruído da legislação portuguesa não são cumpridos nas proximidades do aeroporto devido à influência dos aviões”, acusa a Zero, que refere haver na zona de aproximação dos aviões várias escolas primárias e secundárias, o Instituto Português de Oncologia, o maior hospital do país e a maior concentração de faculdades do país.

E alerta ainda que a exposição ao ruído provoca distúrbios do sono ou de concentração e que as crianças são mais afetadas.

“O Governo apoia a expansão do aeroporto Humberto Delgado de 30 para 42 milhões de passageiros sem avaliação ambiental estratégica. Implicará um aumento máximo dos movimentos de 40 para 48 por hora”, assinala também a Zero.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rússia ameaça retaliar face às sanções "hostis" do Reino Unido

A Rússia ameaçou responder às sanções "hostis" anunciadas por Londres contra 59 pessoas e entidades, 25 delas russas. A Rússia vai responder às sanções "hostis" anunciadas pelo Governo britânico contra 49 pessoas e organizações, 25 das …

Ministério dispensa quase todos os alunos da renovação de matrículas (após ataques informáticos e o desespero dos pais)

As matrículas online são agora obrigatórias apenas para os alunos que no próximo ano lectivo vão iniciar os 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade. O anúncio é feito pelo Ministério da Educação depois das …

"Estavam prontos para bater". Atleta Ricardo dos Santos vai processar polícia londrina

O atleta português Ricardo dos Santos disse na segunda-feira que não demorou mais de 20 segundos a parar o carro, quando lhe foi pedido pelas autoridades em Londres, e garantiu que vai processar a polícia …

Motorista de autocarro em morte cerebral depois de agressões de passageiros em França

Um motorista de autocarro foi declarado em morte cerebral esta segunda-feira, em França, depois de ter sido agredido no domingo por passageiros a quem recusou a entrada no transporte público. No domingo à noite, um motorista …

Erro de laboratório origina 20 casos em dois clubes da Liga búlgara

Vinte pessoas estão infetadas com o novo coronavírus, após um futebolista com covid-19 ter participado no duelo entre o Cherno More e o Tsarko Selo, da Liga búlgara, devido ao erro de um laboratório, foi …

Soleimani foi assassinado de forma "ilegal e arbitrária", considera perita da ONU

A relatora especial da ONU, Agnes Callamard, considera que os Estados Unidos não apresentaram provas suficientes para justificar o ataque. Uma especialista da ONU concluiu que o general iraniano Qasem Soleimani, morto num raide norte-americano …

Bolsonaro infetado com covid-19

A imprensa brasileira confirmou, esta terça-feira, que o Presidente Jair Bolsonaro está infetado com covid-19. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, testou positivo à covid-19. De acordo com a Globo, a informação foi avançada pelo próprio, …

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …

"Fracasso" no combate à covid-19. Diretora de Saúde de Israel demite-se

Siegal Sadetzki, diretora dos serviços públicos do Ministério da Saúde de Israel, denunciou o "fracasso" das autoridades em retardar a propagação da covid-19 no país, apresentando a sua demissão. Uma responsável do Ministério da Saúde de …

Quase 900 professores vão entrar nos quadros do Ministério da Educação

Quase 900 professores vão entrar nos quadros do Ministério da Educação, no âmbito do concurso externo imposto ao Estado pela União Europeia. Mais de 800 professores passaram a integrar os quadros do Ministério da Educação através …