Ambientalistas da Zero medem esta sexta-feira “o inferno nos céus” de Lisboa

Esta sexta-feira, a Zero vai montar equipamento de monitorização na zona do jardim do Campo Grande. A campanha começa às 7h00 de hoje e só termina à mesma hora de sábado.

A associação ambientalista Zero lança esta sexta-feira a campanha “dÉCIbEIS A MAIS, O INFERNO NOS CÉUS” para alertar e sensibilizar para o ruído dos aviões na cidade de Lisboa, e convida a população a participar. Numa ação de 24 horas a monitorizar o ruído dos aviões, a campanha começa às 07h00 e só termina à mesma hora de sábado.

O ruído provocado pelos aviões vai ser medido na zona do jardim do Campo Grande, junto da avenida do Brasil, uma zona que é sobrevoada pelos aviões que aterram ou levantam do aeroporto Humberto Delgado. Mas a organização incentiva os habitantes de zonas abrangidas pelo ruído a fazerem também monitorizações.

A organização vai montar equipamento “homologado e certificado” de monitorização para realizar medições contínuas e vai divulgar em direto a informação.

“A Zero vai dar voz a muitos dos residentes afetados por ruído associado ao aeroporto de Lisboa, desde casos de pessoas que só conseguem descansar com medicação aqueles que não conseguem trabalhar ou conversar por estarem sempre a ser interrompidos. Mais ainda, o caso único do maior hospital psiquiátrico do país no local mais afetado pelo ruído dos aviões com níveis impressionantes para quem precisa obviamente de um local silencioso”, diz a associação num comunicado alusivo à iniciativa.

As medições, segundo o comunicado, vão avaliar os dois indicadores de ruído previstos na lei (consoante a hora do dia), mas avisa que medições preliminares “dão indicações de uma significativa ultrapassagem” dos valores máximos permitidos, “independentemente dos picos de ruído que infelizmente a legislação não avalia diretamente”.

A Zero sugere que os cidadãos descarreguem aplicações de análise de ruído e que tornem púbicos os resultados. E diz que o aeroporto de Lisboa tem atualmente mais de 650 movimentos (aterragens e descolagens) por dia e que os dados detalhados da monitorização de ruído no Aeroporto Humberto Delgado não são públicos.

“Os limites de ruído da legislação portuguesa não são cumpridos nas proximidades do aeroporto devido à influência dos aviões”, acusa a Zero, que refere haver na zona de aproximação dos aviões várias escolas primárias e secundárias, o Instituto Português de Oncologia, o maior hospital do país e a maior concentração de faculdades do país.

E alerta ainda que a exposição ao ruído provoca distúrbios do sono ou de concentração e que as crianças são mais afetadas.

“O Governo apoia a expansão do aeroporto Humberto Delgado de 30 para 42 milhões de passageiros sem avaliação ambiental estratégica. Implicará um aumento máximo dos movimentos de 40 para 48 por hora”, assinala também a Zero.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …