Xeque-mate. Os Vikings jogavam “xadrez” (e uma das suas peças raras foi encontrada)

Uma equipa de investigadores da Universidade de Durham, no Reino Unido, e da organização de arqueologia DigVentures encontrou uma peça de um jogo de tabuleiro com 1.200 anos. A peça será o “rei” de um jogo da época dos Vikings semelhante ao que hoje conhecemos como o xadrez.

O tesouro arqueológico foi descoberto em Lindisfarne, uma pequena ilha remota de enorme significado religioso e cultural na região de Northumberland.

A peça será o “rei” do jogo de tabuleiro Viking hnefatafl (“mesa do rei”), que é semelhante ao xadrez. É feita de vidro branco e azul e tem o tamanho de um pequeno doce ou chocolate.

Parte do seu valor deve-se à sua idade. De acordo com o especialistas, a peça remonta a cerca de 1.200 anos, sendo originária do século VIII ou IX. Nessa altura, as incursões Viking na Grã-Bretanha estavam apenas a começar. Os 300 anos de revolta seguintes remodelariam o país para sempre.

Apesar disso, os investigadores não sabem se a peça tenha sido levada para lá pelos Vikings. “Muitas pessoas estarão familiarizadas com as versões Viking do jogo e muita gente perguntar-se-á se esta peça de jogo foi descartada por um Viking durante o ataque a Lindisfarne”, disse a arqueóloga Lisa Westcott Wilkins, diretora administrativa da DigVentures, em comunicado. “Acreditamos que pertencia a uma versão do jogo que era disputada pelas elites do norte da Grã-Bretanha antes dos Vikings chegarem”.

Se a peça é de uma versão local do hnefatafl, mostra a crescente influência da cultura nórdica no antigo mosteiro de Lindisfarne e no resto da região medieval da Nortúmbria.

“É incrível pensar que, quando os Vikings lá chegaram, poderiam, em teoria, sentar-se com os monges de Lindisfarne a jogar um jogo que seria familiar para ambas as culturas, embora quase certamente discutissem sobre as regras”, disse Westcott Wilkins.

“A grande qualidade desta peça sugere que este não é um jogo antigo”, disse David Petts, arqueólogo da Universidade de Durham, em declarações ao jornal britânico The Guardian. “Alguém na ilha está a viver um estilo de vida de elite”.

Este é apenas o segundo pedaço de vidro a ser descoberto nas Ilhas Britânicas. O xadrez chegou à Europa mais tarde durante os séculos XI e XII. De acordo com os especialistas, a descoberta da peça ajuda a mostrar como Lindisfarne era um lugar movimentado e vibrante – longe da imagem de austeridade e simplicidade associada ao cristianismo medieval.

O objeto ajuda a pintar uma imagem mais detalhada da vida em Lindisfarne na época. Anéis de cobre, um alfinete de cobre e uma pequena fivela de bronze também foram encontrados durante a última temporada de escavação.

A forma como a peça foi encontrada também é peculiar. A DigVentures é uma empresa de financiamento coletivo (crowdfunding) que depende de doações e apoio do público para financiar escavações. O trabalho em Lindisfarne está em andamento há quatro temporadas. Esta peça foi encontrada pela mãe de um dos arqueólogos, que visitava as escavações, o que mostra que os voluntários se podem envolver nos mais valiosos achados arqueológicos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

YouTube remove vídeos que vinculam falsamente a Covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a engenheiros. Agora, o YouTube está a reprimir essa desinformação. O YouTube informou que removerá …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …

Viseiras de Leiria despertam cobiça. Bélgica e EUA queriam comprar toda a produção

Várias empresas de moldes e plásticos da região de Leiria estão a fabricar viseiras de protecção contra a Covid-19. Uma adaptação em tempos de pandemia que está a levantar atenção no estrangeiro, com EUA e …

Apple vai começar a produzir um milhão de máscaras por semana

O presidente da Apple, Tim Cook, anunciou que a empresa poderá produzir um milhão de máscaras por semana a partir do próximo fim de semana. Tim Cook explicou, na sua conta da rede social Twitter, que …

Robert Weighton é o homem mais velho do mundo. Tem 112 anos

Com 112 anos completados no dia 29 de março, o britânico Robert Weighton tornou-se o homem mais velho do mundo. Robert Weighton nasceu no dia 29 de março de 1908, em Kingston-Upon-Hull, no Yorkshire. Ao longo …