Vulcão das Bermudas formou-se de uma forma nunca antes vista na Terra

jurvetson / Flickr

Um vulcão nas Bermudas formou-se de uma forma nunca antes vista na Terra. O vulcão parece ter surgido a partir de um material que se ergue de uma região nas profundezas – a zona de transição.

A zona de transição é a região entre o manto superior e inferior. Estende-se entre 402 a 400 a 643 quilómetros abaixo da superfície do planeta e é rico em água, cristais e rocha derretida.

Os vulcões, normalmente, formam-se quando as placas tectónicas são empurradas ou separadas, produzindo uma fenda na superfície da Terra por onde o magma pode escapar. Também se podem formar em hotspots, onde plumas do manto se levantam – o Hawaii é um exemplo disso.

Agora, investigadores descobriram que vulcões também se podem formar quando o material sobe da zona de transição. A equipa acredita que houve um distúrbio na zona de transição que forçou o material nesta camada a derreter e a mover-se em direção à superfície. As descobertas foram publicadas na revista Nature.

Os geólogos estavam a analisar um vulcão agora adormecido sob o Oceano Atlântico, responsável pela formação das Bermudas. Olhando para a composição química de uma amostra central de 792 metros, poderiam construir uma imagem da história vulcânica das Bermudas.

“Antes do nosso trabalho, as Bermudas foram interpretadas como o resultado de uma profunda anomalia térmica no manto da Terra, mas não havia dados diretos para apoiar essa ideia. Isto é devido ao facto de que o edifício vulcânico é completamente coberto por calcário”, disse Cornell Esteban Gazel, um dos autores do estudo, à Newsweek.

Em comunicado, Gazel disse que estavam à espera para mostrar que o vulcão era uma formação como a do Hawaii. Porém, as medições feitas a partir da amostra central eram diferentes de tudo visto antes, sugerindo que a lava veio de uma fonte não identificada.

As amostras continham marcas da zona de transição. Em comparação com amostras retiradas de zonas de subducção, havia mais água aprisionada nos cristais. Sabe-se que a zona de transição contém vastas quantidades de água – um estudo calcula que há três vezes mais água nessa região da Terra do que em todos os oceanos do mundo.

“Suspeitei pela primeira vez que o passado vulcânico das Bermudas era especial enquanto experimentava o núcleo e notei as diversas texturas e mineralogia preservadas nos diferentes fluxos de lava”, disse a principal autora, Sarah Mazza, da Universidade de Münster, na Alemanha. “Rapidamente confirmamos enriquecimentos extremos em composições de elementos-traço. Foi emocionante ver os nossos primeiros resultados. Os mistérios das Bermudas começaram a desvendar-se”.

Modelos numéricos desenvolvidos pela equipa indicam um distúrbio na zona de transição que força o material a subir. Acredita-se que tenha ocorrido há cerca de 30 milhões de anos e forneceu a base em que as Bermudas se encontram hoje. “Encontramos uma nova maneira de fazer vulcões“, rematou Gazel.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mapa de férias pode ser decidido até 10 dias após o fim do estado de emergência

As empresas e os trabalhadores poderão decidir o mapa de férias deste ano até 10 dias após o fim do estado de emergência, que termina a 17 de abril, sem prejuízo de haver renovação. Esta quinta-feira, …

9886 casos confirmados e 246 vítimas mortais em Portugal

O boletim epidemiológico da DGS desta sexta-feira revela que há mais 852 infetados pelo coronavírus em Portugal. face ao dia anterior. O número de vítimas mortais é agora de 246. Segundo o Relatório da Direção Geral …

Donos da ANA adiam investimentos e deixam Montijo em risco

O grupo Vinci Airports, que controla a gestora aeroportuária nacional, vai adiar investimentos e o novo aeroporto do Montijo poderá ser uma das baixas. Como seria de esperar, a pandemia de covid-19 está a ter um …

Bancos com mil milhões de euros em pedidos de moratórias em média numa semana

Uma semana depois de a legislação da moratória pública ter entrado em vigor, os bancos nacionais já têm uma estimativa do número de pedidos de particulares e de empresas. De acordo com o Jornal Económico, os …

Idosos em lares infetados vão mudar-se (e podem ir para outros concelhos)

Na sequência do aumento de números de casos confirmados de covid- 19 nos lares, o Governo pretende “encontrar equipamentos alternativos” para alojar idosos, em isolamento profilático e que não precisem de tratamento hospitalar, dentro ou …

Apesar da pandemia, juiz Carlos Alexandre marca sessões do caso Tancos para abril

O juiz Carlos Alexandre marcou o interrogatório do principal arguido do processo relativo ao furto das armas de Tancos, João Paulino, para dia 21 de abril. De acordo com um despacho datado de 1 abril, citado …

Conceição pode estar de saída. FC Porto oferece 5 milhões por ano a Jesus

O treinador portista, Sérgio Conceição, pode estar de saída para a Alemanha. Como alternativa, o FC Porto está disposto a pagar 5 milhões de euros por ano a Jorge Jesus. Sérgio Conceição pode estar de saída …

Estado paga subsídio de refeição em teletrabalho. No privado, os patrões estão confusos

Mesmo à distância, os funcionários públicos mantêm o direito ao subsídio de refeição. No privado, a confusão mantém-se e os patrões estão divididos. De acordo com o secretário-geral da UGT, alguns patrões do privado estão a …

UEFA não quer campeonatos a seguir o exemplo belga

A UEFA reprovou a decisão da Liga de futebol da Bélgica que, esta quinta-feira, recomendou que se dê por terminada a época e se atribua o título ao Club Brugge.  Numa carta conjunta com a Associação de Clubes …

Boris Johnson em cheque. Desta vez, por causa da quantidade ínfima de testes

A pandemia de covid-19 está a ser um calvário político para Boris Johnson. O primeiro-ministro britânico tem sido alvo de várias críticas, sendo que a última tem a ver com a quantidade ínfima de testes …