Cientistas conseguiram manter tecido cerebral de cobaias vivo durante semanas

Cientistas japoneses conseguiram manter partes de tecido cerebral de cobaias vivas e viáveis durante 25 dias, isoladas numa cultura, graças a um novo método.

De acordo com o Science Alert, a chave para o sucesso foi um novo método para manter o tecido cerebral vivo, que envolveu a combinação de um tipo especial de membrana com um dispositivo microfluídico modificado.

O dispositivo consiste num canal microfluídico semi-permeável, cercado por uma membrana artificial permeável e paredes sólidas. Essas paredes sólidas são feitas de polidimetilsiloxano (PDMS), um polímero de organossilício geralmente utilizado em dispositivos microfluídicos.

Logo, o fluido circulava pelo canal e passava pela membrana permeável para manter o tecido húmido enquanto ainda permitia a troca de gases entre as células. Embora pareça “simples” — para os mais entendidos claro —, os investigadores afirmam que não foi assim tão fácil de concretizar.

“Controlar o fluxo médio foi difícil porque o micro canal formado entre as paredes do PDMS e a membrana porosa era incomum. No entanto, tivemos sucesso depois de modificações por tentativa e erro na membrana porosa e ajustes nas taxas de fluxo de entrada/saída”, explica o bioquímico Nobutoshi Ota, do RIKEN BDR, no Japão, e um dos autores do estudo agora publicado na revista científica Analytical Sciences.

A equipa usou um pequeno pedaço do cérebro chamado núcleo supraquiasmático (SCN), responsável nos mamíferos pela manutenção do ritmo circadiano e dos ritmos biológicos. As células neuronais no SCN trocam e sincronizam informações de fase movendo peptídeos e pequenas moléculas entre as células, o que o torna ideal para o estudo das interações celulares.

As cobaias das quais os cientistas colheram esses SCNs foram geneticamente editados, de modo a que a atividade do ritmo circadiano no cérebro estivesse ligada à produção de uma proteína fluorescente: se tudo estivesse a funcionar como deveria, o tecido também ficava fluorescente.

E foi exatamente isso que aconteceu, durante 25 dias, só porque esse foi o tempo limite estipulado para o experimento. Na verdade, os investigadores esperavam que pudesse durar mais de 100 dias.

É precisamente esse período que tencionam testar da próxima vez. A equipa acredita que o método poderia ser usado para todos os tecidos dos órgãos, não apenas do cérebro. E também há potencial para órgãos humanos criados em laboratório.

“Este método pode ser usado para mais do que tecidos ex plantados de animais. Também melhorará a pesquisa sobre organogênese através da cultura e observação a longo prazo, necessárias para o crescimento de tecidos e órgãos”, conclui Ota.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Os olhos são (mesmo) o espelho da alma. Estudo revela que experiências traumáticas afetam as pupilas

Uma nova investigação acaba de revelar que as pupilas podem revelar se uma pessoa sofreu uma experiência traumática no passado. Recentemente, uma equipa de investigadores da Universidade de Swansea, no Reino Unido, descobriu que as pupilas …

No Japão, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação

Na Terra do Sol Nascente, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação (sem ter de arcar com as culpas). De acordo com a BBC, estes agentes privados chamam-se "wakaresaseya" e têm …

Arqueologia estelar revela restos de antigo enxame globular. É o "último do seu género"

Uma equipa de astrónomos, incluindo Ting Li e Alexander Ji do Instituto Carnegie, descobriu uma corrente estelar composta pelos restos de um antigo enxame globular que foi dilacerado pela gravidade da Via Láctea, há 2 …

Petição para Reino Unido incluir Portugal no corredor aéreo com quase 30 mil assinaturas

O jornal em língua inglesa com maior circulação em Portugal lançou uma petição pela Internet a pedir ao Governo britânico para reconsiderar e incluir Portugal no corredor aéreo com o Reino Unido, já assinada por …

eBussy é o novo elétrico modular que se transforma em 10 carros diferentes

10 em 1. O eBussy, um veículo elétrico projetado pela alemã ElectricBrands, permite variar a carroçaria numa dezena de configurações diferentes. A fabricante alemã ElectricBrands revelou o seu mais recente carro-conceito: o eBussy, um elétrico modular capaz …

República Dominicana nega que Juan Carlos tenha entrado no país

A imprensa espanhola noticiou, esta terça-feira, que o rei emérito de Espanha estaria na República Dominicana, depois de ter anunciado que ia viver para fora. Mas as autoridades deste país negam essa informação. De acordo com …

Fome causada pelo coronavírus mata 10 mil crianças todos os meses

A cada mês que passa, 10 mil crianças morrem devido à fome causada pela pandemia do novo coronavírus. Há ainda 500 mil crianças malnutridas todos os meses. A pandemia do novo coronavírus está a intensificar problemas …

Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem clandestina que o FBI

A operação Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem utilizados por John Edgar Hoover, o temível líder do FBI durante quase 50 anos. Durante quase 50 anos, John Edgar Hoover liderou o FBI, ficando conhecido …

Por três dólares, já é possível comer refeições de avião em casa

A empresa Tamam Kitchen, líder na produção de alimentos para várias companhias aéreas de Israel, decidiu vender ao público e a baixo custo as refeições que habitualmente vende a empresas de aviação e que depois …

Ministério Público está a investigar acidente com Alfa Pendular em Soure

O Ministério Público está a investigar o descarrilamento do comboio Alfa Pendular, em Soure, que, na última sexta-feira, provocou dois mortos, oito feridos graves e 36 feridos ligeiros. Questionada na sexta-feira pela agência Lusa, a Procuradoria-Geral …