Vítimas de violação no Reino Unido têm de dar acesso ao telemóvel para investigação não parar

Uma nova medida implementada em Inglaterra e no País de Gales permite que as autoridades solicitem o acesso aos telemóveis, e-mails, mensagens e fotografias às vítimas de variados crimes. Caso não os facultem, a investigação ou o processo podem não ter seguimento.

Segundo avançou o Expresso, na segunda-feira, a medida faz parte das orientações de atuação levadas a cabo pelas autoridades e abrange as vítimas dos mais variados crimes, incluindo violação.

Como explicou a BBC, o pedido de consentimento às vítimas para aceder às informações digitais pode ser um recurso de qualquer investigação, embora o mais provável é que seja usado em casos de violação e de agressão sexual, sobretudo quando estas conhecem o suspeito, situação em que qualquer comunicação entre ambos pode esconder uma prova.

Caso a vítima não dê o seu consentimento, terá a possibilidade de explicar porque não o fez. No entanto, “é possível que a investigação ou o processo não prossigam”.

As medidas não são do agrado das associações de apoio à vítima. As mesmas alegaram que podem tornar-se um entrave para as vítimas, que deixam de denunciar as agressões. Além disso, os mais críticos alertaram para a dificuldade em equilibrar o direito à privacidade e a necessidade de recolha de provas.

O pedido de consentimento é uma medida que surgiu após vários casos terem sido desconstruídos já na reta final – o que tem abalado também a confiança no sistema judicial. Exemplo disso foi o caso de Liam Allan, 22 anos, acusado de violação. No final, surgiram novas provas que viriam a dá-lo como inocente. A polícia de Londres chegou mesmo pedir desculpa pela acusação, admitindo um erro na investigação.

As tais provas de última hora eram as mensagens trocadas entre Liam Allan e a alegada vítima, em que esta dizia o quanto estava apaixonada por ele e sobre fantasias de violação.

TP, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A acusação de violação passou a ser mais uma arma de arremesso contra os homens nesta sociedade misandrica, até pode ser sexo consentido, mas se a mulher se lembrar por algum motivo de se fazer de vítima tem todo o apoio do estado e lá vai um inocente para um calvário!.. As falsas acusações deviam ser severamente punidas, tanto nos casos de assédio, violação, e todas as artimanhas usadas para perseguir o homem! Punindo severamente as falsas acusações protegem se as verdadeiras vítimas, pois não haveriam tantos casos e dar se ia muito mais valor ao depoimento das vítimas de verdade e não se pensaria mais uma mentirosa! Dizem que 90% das acusações de violência doméstica são falsas! Com um número destes como se pode defender e saber quem é realmente vítima? Tem de se arranjar um equilíbrio e proteger as vítimas e os inocentes e o único caminho é punir quem anda a usar a justiça para outros meios que normalmente são de aproveitamento ou de vingança!

RESPONDER

Portugal tem 796 mil “eleitores-fantasma”

Portugal tem mais 796 mil eleitores do que população residente com 18 e mais anos. O número de inscritos nos cadernos eleitorais, em território nacional, apresenta uma diferença de 9,3% face ao número de residentes …

Lenine Cunha e Ana Filipe conquistam mais duas medalhas nos INAS Global Games

Os portugueses Lenine Cunha e Ana Filipe conquistaram esta quinta-feira medalhas de prata e bronze, respetivamente, nos INAS Global Games, competição mundial para atletas com deficiência intelectual, que decorre em Brisbane, na Austrália. Os dois pódios …

Homem detido em França por ameaça de ataque inspirado no 11 de setembro

Um indivíduo identificado como sendo um radical islâmico foi detido em França acusado de terrorismo devido a uma ameaça de sequestro e ataque inspirado no atentado às Torres Gémeas, nos Estados Unidos, em 2001, anunciaram …

Nick Cave and The Bad Seeds regressam a Portugal em 2020

Dois anos depois do concerto no NOS Primavera Sound, no Porto, Nick Cave and The Bad Seeds vão regressar a Portugal no Campo Pequeno, em Lisboa. Os dois concertos, marcados para 22 e 23 de abril, …

Retirar amianto é 50 vezes mais barato do que tratar doente de cancro

A Quercus alertou esta sexta-feira que retirar uma cobertura de amianto de uma escola fica 50 vezes mais barato do que tratar um doente com mesotelioma, o cancro da pleura do pulmão provocado pela exposição …

Sócrates critica recusa do PS em fazer acordo escrito com o Bloco de Esquerda

O antigo primeiro-ministro José Sócrates critica a recusa do PS em fazer um acordo escrito de legislatura com o Bloco de Esquerda, considerando que revela "uma visão meramente utilitária" e que pode gerar "ressentimento" à …

Pelo menos 28 mortos e 55 feridos em explosão de uma mesquita no Afeganistão

Pelo menos 28 pessoas morreram e 55 ficaram feridas devido a uma explosão numa mesquita na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, durante o período de oração desta sexta-feira, anunciaram as autoridades locais. "Os números …

Pedro Alves escolhido para a presidência executiva do Banco Montepio

Pedro Gouveia Alves, atual presidente do Montepio Crédito, foi escolhido para novo CEO do Banco Montepio. O nome reuniu o consenso de Carlos Tavares e de Tomás Correia. O Banco Montepio escolheu Pedro Alves como novo …

Tancos. Sindicato dos procuradores sugere que ordem para não inquirir Costa e Marcelo é ilegal

O Sindicato dos procuradores sugere que a ordem do diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) que travou a inquirição de António Costa e de Marcelo Rebelo de Sousa, como testemunhas no …

Guardas prisionais voltam à greve pela quinta vez desde setembro

Esta será a quinta greve dos guardas prisionais, convocada pelo SNCGP, desde setembro. O presidente do sindicato diz que, caso se mantenha o silêncio do Governo, vão ser marcadas mais paralisações para dezembro. Os guardas prisionais …