Primeiro tratamento com vírus geneticamente modificado salva jovem às portas da morte

Pela primeira vez no mundo, um vírus geneticamente modificado foi usado como tratamento para salvar a vida de uma jovem. A britânica contraiu uma infeção resistente a antibióticos após um transplante de pulmões.

Aos 17 anos de idade, Isabelle Holdaway foi a primeira paciente a ser tratada com um vírus geneticamente modificado e não podia ter corrido de melhor maneira. A jovem conseguiu recuperar de uma infeção resistente a antibióticos que contraiu após um transplante de pulmões.

Depois de passar nove meses no hospital de Great Ormond Street, em Londres, a jovem regressou a casa para receber cuidados paliativos. Contudo, Isabelle conseguiu recuperar depois do seu médico juntar forças com um laboratório americano para desenvolver uma terapia experimental.

“É uma ciência médica incrível. Foi um milagre“, disse a mãe de Isabelle, que foi a primeira a sugerir o tratamento aos médicos após ter lido sobre o assunto na internet.

Os cientistas por detrás deste avanço científico dizem que estes vírus geneticamente alterados capazes de matar as bactérias — conhecidos como fagos — têm o potencial de serem usados como um tratamento alternativo para combater a resistência aos antibióticos cada vez mais comum.

Isabelle foi submetida a um transplante de pulmões, uma vez que sofre de fibrose cística, uma doença genética que, segundo o The Guardian, resulta em infeções frequentes que entopem os pulmões com muco. No verão de 2017, os seus pulmões estavam apenas com um terço do seu desempenho normal. Os médicos decidiram então que fazer um transplante de pulmões era a melhor opção.

Depois do transplante, Isabelle contraiu uma infeção semelhante à tuberculose e que poderia ser fatal. “Ela perdeu muito peso. Estava literalmente um esqueleto“, disse a mãe. “Não havia nada que pudessem fazer para deixá-la confortável. Foi horrível”, acrescentou.

O tratamento recorre a fagos, que infetam as células bacterianas e matam-nas. “A ideia é usá-los como antibióticos — como algo que poderíamos usar para matar as bactérias que causam infeções”, disse Graham Hatfull, o cientista americano que colaborou com o hospital britânico.

Em junho do ano passado, Isabelle tomou um cocktail de fagos e, passadas seis semanas, um exame ao fígado revelou que a infeção tinha essencialmente desaparecido. “Nunca achamos que chegaríamos a um ponto que se usasse esses fagos terapeuticamente. É um resultado brilhante”, disse Hatfull.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Museu Neandertal responde a Joe Biden. "Eram mais espertos do que pensa"

O Museu Neandertal, na Alemanha, endereçou um convite ao Presidente norte-americano Joe Biden, depois de o governante ter considerado a decisão do governador do Texas de acabar com a obrigatoriedade de utilização de máscara um …

Olhos postos no Senegal. Violentos protestos contra a prisão do opositor do Governo

Os confrontos no Senegal, os piores dos últimos anos, foram desencadeados pela detenção do líder da oposição Ousmane Sonko. Os confrontos eclodiram em Dakar, na quinta-feira, depois de o principal líder da oposição, Ousmane Sonko, ter …

Grupo de cientistas questiona missão da OMS e pede investigação independente na China

Um grupo de cientistas está a pedir uma investigação independente sobre a origem do Sars-CoV-2, com acesso total aos registos da China. Um grupo de cientistas escreveu uma carta aberta, divulgada nos jornais Le Monde e …

Brasil a braços com uma tragédia anunciada. República Checa pede ajuda estrangeira

No Brasil, o número diário de mortes já ultrapassou o dos Estados Unidos. Alemanha, Suíça e Polónia estão a disponibilizar os seus hospitais para receber casos graves de covid-19 da República Checa. Em relação a número …

Iniciativa Liberal diz não a Moedas e avança com candidatura em Lisboa

Este sábado, a Iniciativa Liberal rejeitou integrar a megacolicação encabeçada por Carlos Moedas e anunciou um candidato próprio à Câmara de Lisboa.  Foi este sábado, na Praça do Município, que João Cotrim de Figueiredo, líder do …

Agente da PSP que chamou "aberração" a Ventura suspenso por 10 dias

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) confirmou a suspensão de dez dias a Manuel Morais, o agente que chamou "aberração" a André Ventura. O agente da PSP Manuel Morais vai iniciar, este sábado, …

1.007 novos casos e 26 mortes nas últimas 24 horas

Portugal registou este sábado 26 mortes e 1.007 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico deste sábado, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de 1.007 …

Publicada lista de entidades abrangidas por alargamento da ADSE

A ADSE já publicou a lista de entidades abrangidas pelo alargamento do subsistema de saúde da função pública aos trabalhadores com contrato individual de trabalho. As entidades reguladoras e a maioria das empresas municipais foram …

O "caminho ainda é longo", mas Portugal já administrou um milhão de vacinas

Esta sexta-feira, Portugal ultrapassou o marco do primeiro milhão de vacinas administradas, mas o "caminho ainda é longo". Portugal ultrapassou, esta sexta-feira, um milhão de vacinas contra a covid-19 administradas, uma marca que o secretário de …

Cavaco fala em "democracia amordaçada" (e na "vergonha" dos números da pandemia)

Este sábado, numa participação na Academia de Formação Política das Mulheres Sociais-Democratas, Cavaco Silva deixou duras críticas ao Executivo de António Costa, sublinhando que a pandemia mostrou um "SNS fragilizado por decisões erradas do governo". O …