Vinte e nove mortos em acidente com autocarro na Madeira. Quatro pessoas em estado crítico

Homem de Gouveia / Lusa

Acidente com autocarro turístico na Madeira causa vários mortos

Um autocarro de turismo com 55 passageiros saiu de uma estrada na zona do Caniço, na Madeira, caindo em cima de uma habitação e provocando vários mortos, esta quarta-feira. Até ao momento, foram confirmados 29 mortos – 11 homens e 17 mulheres -, e 28 feridos. Foram decretados três dias de luto.

Segundo avançou o Diário de Notícias, o presidente do Serviço Regional da Proteção Civil, José Dias, confirmou em conferência de imprensa que os 28 feridos foram transportados para o hospital com ferimentos de várias gravidades. O governo regional da Madeira decretou três dias de luto.

O número de vítimas aumentou entretanto para 29. Uma mulher, de nacionalidade alemã, morreu no bloco operatório do Hospital Dr. Nélio Mendonça, noticiou o Público. Das outras 28 vítimas que foram hospitalizadas, duas já receberam alta médica e três estavam a ser submetidas a operações cirúrgicas.

Dados da Proteção Civil Regional indicam que as vítimas mortais têm entre 40 e 50 anos. O governo madeirense decidiu decretar três dias de luto regional (dias 18, 19 e 20) pelos “trágicos acontecimentos” ocorridos no Caniço.

As causas do acidente ainda não foram adiantadas. Num conferência de imprensa no início da noite de quarta-feira, o vice-presidente do governo madeirense, Pedro Calado, informou que o autocarro era novo (cerca de cinco anos) e tinha sido inspecionado recentemente. A estrada estava também em boas condições, daí estar a ser avançada a hipótese de uma falha mecânica ter estado na origem do despiste.

Em declarações à RTP, o presidente do município de Santa Cruz, Filipe Sousa, já havia confirmado a morte das 28 pessoas. As vítimas mortais são de nacionalidade estrangeira. Tanto o condutor como a guia, de nacionalidade portuguesa, sobreviveram e foram encaminhados para o hospital, embora não se consiga precisar o estado de saúde.

O Diário de Notícias da Madeira e a RTP Madeira indicaram que o acidente ocorreu numa curva junto ao entroncamento da Estrada da Ponta da Oliveira com a Rua Alberto Teixeira (antiga variante).

De acordo com o Jornal de Notícias, o autocarro, com turistas estrangeiros, saiu do Hotel Quinta Splendida com destino ao Funchal, tendo o acidente ocorrido às 18:30. Por motivos que ainda se desconhecem, o motorista perdeu o controlo do veículo coletivo de passageiros e acabou por precipitar-se sobre uma casa.

Filipe Sousa já havia informado que várias pessoas tinham sido retiradas para o hospital da Cruz de Carvalho (atual Hospital Central do Funchal) e algumas estavam a ser assistidas no local.

As primeiras informações recolhidas pelo Diário de Notícias da Madeira revelam “um cenário horrendo”, com corpos espalhados pela encosta.

Depois de o acesso ao Caniço de Baixo a partir do centro da cidade ter estado encerrado de modo a permitir o socorro às vítimas, às 21:40 as autoridades estavam a retirar os cadáveres do local, referiu o Diário de Notícias.

Também em conferência de imprensa, o responsável da proteção civil e o secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, explicaram que está a ser prestado apoio psicológico às vítimas e aos familiares e amigos. Equipas de psicólogos acompanhadas de tradutores estão também no Hospital Dr. Nélio Mendonça e na unidade hoteleira onde os turistas estavam hospedados, a prestar apoio aos sobreviventes.

O Público apurou igualmente que os corpos das vítimas mortais iriam ser autopsiados numa morgue improvisada por baixo da pista do Aeroporto da Madeira. Foram também criadas três linhas de apoio (291 705 777/ 778 / 779) e contactos permanentes com a embaixada alemã.

À TVI 24, a Proteção Civil da Madeira indicou que foram enviados para o local “muitos meios de várias corporações”, incluindo duas viaturas de emergência médica, 13 ambulâncias e duas viatura de apoio ao desencarceramento e um total de 50 operacionais.

Medicina Legal reforçada no Funchal

O Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses vai enviar uma equipa do continente para a Madeira para reforçar o gabinete do Funchal. “O Instituto de Medicina Legal já está a preparar uma equipa que vai de cá para lá, para reforçar o Gabinete Médico-Legal do Funchal”, disse à agência Lusa fonte oficial do Ministério da Justiça.

A fonte não conseguiu, porém, adiantar quantos profissionais integrarão a equipa que vai prestar apoio ao Gabinete Médico-Legal e Forense do Funchal, instalado no Hospital dr. Nélio Mendonça.

“Ainda não têm isso fechado, porque estão à espera da confirmação do número de mortos”, indicou a fonte, apontando que, mediante essa informação, “ajustarão às necessidades”.

Fonte oficial do ministério liderado por Francisca Van Dunem informou também que este reforço poderá partir “ainda esta noite”.

Costa prestou condolências a Merkel

O primeiro-ministro, António Costa, transmitiu, em nome do Governo português, as “sentidas condolências” às famílias das vítimas do acidente com um autocarro turístico na Madeira e exprimiu o seu pesar à chanceler alemã, Angela Merkel.

“Foi com profundo pesar que tomei conhecimento do trágico acidente na Madeira. A todas as famílias envolvidas transmito, em nome do governo português, as mais sentidas condolências”, escreveu, numa mensagem à qual a agência Lusa teve acesso.

António Costa enviou também “uma palavra de consternação e apoio aos madeirenses” e referiu que já enviou uma mensagem à chanceler germânica. “Também já tive a oportunidade de transmitir o voto de pesar à chanceler Angela Merkel, nesta hora difícil”.

O porta-voz do Governo alemão, Steffen Seibert, lamentou as “notícias terríveis” da Madeira e manifestou “uma dor profunda por todos aqueles que perderam a vida na queda do autocarro”. No Twitter, deixou ainda os contactos do serviço de negócios estrangeiros para os membros das famílias que pretendam informações.

“Chegam-nos notícias terríveis da #Madeira. Sentimos uma dor profunda por todos aqueles que perderam a vida na queda do autocarro, os nossos pensamentos estão com os feridos”, lê-se na mensagem.

Marcelo cancelou viagem

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ponderou deslocar-se para o local, mas acabou por cancelar a ida de modo a ceder os Falcon da Força Aérea para o eventual transporte de feridos para Portugal Continental, apurou o Público.

Em declarações no exterior do Palácio de Belém, em Lisboa, em direto para o Telejornal da RTP, o chefe de Estado disse que era sua intenção viajar de imediato para o Funchal, num avião da Força Aérea Portuguesa, “mas surgiu uma prioridade”.

“Eu fui muito sensível a essa prioridade, que é a necessidade de os aviões, nomeadamente o avião que ia utilizar da Força Aérea Portuguesa, poder ser utilizado para transportar feridos. E sendo necessários os dois, isso tem prioridade. É muito mais importante haver o acorrer aos feridos do que o Presidente partir hoje”, justificou.

“Portanto, irei, mas não irei imediatamente, porque há essa prioridade”, acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República adiantou que irá falar com o seu Presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier, na quinta-feira. “Amanhã [quinta-feira] mesmo tinha aprazado uma conversa com o Presidente alemão. Aproveitarei para lhe apresentar o pesar do povo português pelo sucedido”, frisou o chefe de Estado.

O Presidente da República manifestou também “solidariedade em relação ao povo madeirense, às suas autoridades em geral, mas ao povo madeirense” e deixou “uma palavra de apoio àqueles que têm trabalhado para enfrentar esta situação” e “uma palavra dirigida ao futuro”.

“Este é um momento muito difícil, um momento de pesar, mas é um momento também de se olhar para o futuro da Madeira, e olhar para o futuro das relações da Madeira, que é uma região autónoma aberta a todo o mundo, com esse outro mundo”, considerou.

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, também já veio lamentar o acidente e “endereçar pêsames a todos os familiares das vítimas mortais”, garantido que da parte das autoridades do Funchal “tudo será feito em prol dos sobreviventes”.

“Numa hora em que as palavras são sempre poucas para expressar a desolação e a tristeza que assola toda a região, o que se pode fazer é tentar minorar o sofrimento dos que sobreviveram. É isso que se está a fazer”, reforça a nota do executivo insular.

Miguel Albuquerque acrescentou que está em curso uma “operação efetivamente muito delicada, que está a ser liderada pelo Serviço Regional de Protecção Civil, tendo para o efeito sido accionado o plano de emergência no Hospital do Funchal”.

O representante da República na Região Autónoma da Madeira, Ireneu Cabral Barreto, enviou uma nota de “sinceras condolências” ao embaixador alemão em Portugal.

Empresa quer que se apurem causas

A empresa proprietária do autocarro acidentado manifestou “profundo empenho” para que se apurem todos “os factos, causas e responsabilidades” e disponibilidade para colaborar com as autoridades.

Num comunicado enviado à agência Lusa, a SAM – Sociedade de Automóveis da Madeira, proprietária do autocarro que foi fretado pela Travel One, apresentou as “mais sentidas condolências, a todos os familiares e amigos das vítimas do mesmo”.

“É nossa vontade e profundo empenho que se obtenha o absoluto apuramento de todos os factos, causas e responsabilidades do acidente e, desde já, manifestamos que daremos inteira colaboração às autoridades encarregues das investigações que se vão seguir”, afirmou.

A empresa manifestou ainda a “total solidariedade para com todas as pessoas feridas no acidente e que se encontram em cuidados hospitalares”. “Num momento de tanta dor estamos especialmente solidários com o sofrimento profundo de todos quantos foram atingidos por este acidente”, acrescentou.

Ministério Público abriu inquérito

O Ministério Público anunciou a abertura de um inquérito após o acidente e a “realização de todas as diligências necessárias à recolha de prova”, segundo confirmou à agência Lusa a magistrada coordenadora da Comarca da Madeira, Maria de Lurdes Correia.

Segundo a própria, o Ministério Público pediu “apoio à Polícia Judiciária para a identificação dos corpos em colaboração com o Gabinete Médico-Legal e Forense do Funchal”.

A remoção do veículo ocorreu por volta das 03:00, depois dos vários peritos terem concluído as investigações no local do acidente. A retirada do autocarro acidentado foi coordenada pela Proteção Civil, auxiliada por bombeiros e polícia.

TP, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pelas imagens que vi, não me parece que haja Muro de Suporte Nessa Arriba, a onde está o Certificado de Segurança? lamento informar mas nós aqui no continente também temos esses perigos em estradas próximas ao rio Douro e não só, desperdiça-se tanto dinheiro em Futebóis na Religião e Novelas. Mais uma vez a culpa vai morrer solteira
    OS MEUS SINCEROS PESAMOS AQUELAS VITIMAS

  2. Bonito.
    Agora os alemaus vão deixar de fazer turismo em Portugal!
    O cuitado do condutor vai acabar por pagar com as “favas”.

RESPONDER

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …

Ícones da moda de luto: a indústria fashion nunca mais será a mesma

Muitas são as áreas da economia a ser gravemente afetadas pela pandemia de covid-19. A indústria da moda não foge à tendência e já são muitos os líderes de grandes marcas a "declarar morte" à …

Covid-19: Cigarros eletrónicos aumentam riscos de infeção em cinco a sete vezes para jovens

O risco de contrair covid-19 entre adolescentes e jovens adultos que fumam cigarros eletrónicos é cinco a sete vezes superior, segundo um estudo liderado pela faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. O …

Apenas 10% da população escreve com a mão esquerda. Cientistas lutam para explicar porquê

Em praticamente qualquer lugar do globo, apenas 10% das pessoas são canhotas, isto é, têm maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, especialmente com a mão, comparativamente com o lado direito. Os cientistas tentam há …

Para reavivar o turismo, esta pequena cidade está a contar com a ajuda dos "vampiros"

A pequena cidade de Forks, em Washington, nos Estados Unidos, é lar de 3.600 pessoas, cujos meios de subsistência nos últimos 15 anos foram impulsionados por uma indústria do turismo alimentada por "Crepúsculo", a série …

Tim Cook acaba de se juntar ao clube dos milionário à boleia de recorde histórico da Apple

O diretor-executivo (CEO) da Apple, Tim Cook, acaba de se juntar à lista de multimilionários do mundo, depois de a gigante tecnológica norte-americana atingir um valor de mercado histórico. De acordo com os cálculos da …

Cientistas calculam probabilidade de contágio ao viajar de comboio

Investigadores da Universidade de Southampton, no Reino Unido, calcularam a probabilidade de contrair covid-19 ao viajar numa carruagem de comboio com uma pessoa infetada. Em colaboração com a Academia Chinesa de Ciências, a Academia Chinesa de …