Leonardo da Vinci pode ter sofrido de défice de atenção e hiperatividade

Mido / Wikimedia

Leonardo da Vinci

O génio renascentista Leonardo da Vinci, que morreu há 500 anos, poderá ter sofrido de Síndrome de Défice de Atenção e Hiperatividade, doença que pode explicar a sua incapacidade de terminar projetos.

Esta é a conclusão de um novo estudo, cujos resultados foram esta quinta-feira publicados na revista científica especializada Brain.

Além de ser uma possível explicação para o adiamento de ações do artista e inventor, a Síndrome de Défice de Atenção e Hiperatividade pode ainda justificar a sua criatividade, segundo o investigador Marco Catani, do King’s College London, no Reino Unido.

“Estou convencido de que a Síndrome de Défice de Atenção e Hiperatividade é a hipótese mais plausível para explicar a dificuldade de Leonardo em acabar os projetos”, afirmou, citado em comunicado pela instituição britânica.

De acordo com o investigador, “registos históricos revelam que Leonardo passava imenso tempo a planear projetos, mas tinha falta de perseverança“.

A Síndrome de Défice de Atenção e Hiperatividade é uma perturbação do comportamento que se caracteriza, nomeadamente, por incapacidade em terminar tarefas, dispersão de pensamento e inquietação. Apesar de a doença estar identificada em crianças, o seu diagnóstico tem vindo a aumentar entre os adultos, incluindo estudantes universitários e pessoas com carreiras de sucesso, refere o comunicado do King’s College London.

Catani espera que o legado de Da Vinci possa mudar o estigma associado à Síndrome de Défice de Atenção e Hiperatividade. “O caso de Leonardo mostra que a Síndrome de Défice de Atenção e Hiperatividade não está ligada a um Quociente de Inteligência baixo ou à falta de criatividade, mas à dificuldade em capitalizar talentos naturais”.

Uma outra publicação, divulgada no início de maio na revista académica da Real Sociedade de Medicina Britânica, sugeria que o pintor pode ter sofrido uma paralisia na mão após um acidente, o que o teria impedido de concluir algumas das suas obras, como Mona Lisa.

A alegação foi feita pelos médicos italianos, Davide Lazzeri e Carlo Rossi, que analisaram a representação da mão direita de Da Vinci em duas obras de arte. Pelas imagens, os especialistas diagnosticaram paralisia ulnar, ou “mão em garra“, e sugeriram que o estado da mão do artista pode ter sido causado por um desmaio.

Leonardo da Vinci, inventor, artista, engenheiro mecânico e cientista multifacetado italiano, morreu em 02 de maio de 1519, em Amboise, França, aos 67 anos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PSG na corrida por Bruno Fernandes. Atlético já terá proposta

Bruno Fernandes continua com o futuro incerto, mas o mercado continua a mexer. De acordo com a imprensa desportiva, o Paris Saint-Germain entrou na corrida pelo médio do Sporting e o Atlético de Madrid terá …

Crédito Agrícola vai cobrar MB Way e transferências online

O Crédito Agrícola, instituição bancária liderada por Licínio Pina, vai passar a cobrar não só as transferência feitas através da aplicação móvel MB Way, como também as transferências online, escreve o jornal Eco este sábado. …

Há uma "Cidade do Futuro" inacabada no deserto do Arizona

https://vimeo.com/342345734 No deserto do Arizona, nos Estados Unidos, há uma cidade experimental projetada para milhares de pessoas que agora contém apenas algumas dezenas de habitantes. Durante quase cinco décadas, um grupo chamado Fundação Cosanti tem trabalhado na …

Montenegro vai estudar liderança em França. Quer qualificar-se para o futuro

O ex-líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, vai para França estudar num programa de gestão avançada para executivos promovido pelo Instituto Europei para Administração de Empresas, escreve este sábado o Expresso. De acordo com o …

A dieta perfeita não existe

O número de dietas que existem não cabe nos dedos das nossas mãos, mas grande parte das pessoas vai dizer-lhe qual a melhor dieta a seguir. Mas não acredite, é tudo bluff. Uma equipa de cientistas …

Fenprof critica Marcelo. "Não é o Presidente de todos os portugueses”

O 13.º congresso da Fenprof terminou este sábado com a garantia de luta pela contagem integral do tempo de serviço dos professores e críticas a Marcelo Rebelo de Sousa, que “não é o Presidente de …

Consumo de álcool dos filhos associado a educação branda dos pais

Um estudo descobriu que há uma associação entre o consumo de álcool dos filhos e a educação que os pais dão em relação às bebidas alcoólicas. Quanto mais brandos os pais forem, mais probabilidade há …

Espiões podem estar a usar o LinkedIn para recrutar novos contactos

O LinkedIn é uma rede social de negócios, mas espiões podem estar a usá-la para encontrar novos contactos. Os espiões estarão a usar perfis falsos, gerados por inteligências artificial. Apesar de ser uma rede social bem …

Mercado de compras online pode não ser tão lucrativo quanto se pensa (e pode estar perto do fim)

Muitas pessoas provavelmente presumem que as lojas online estão a fazer uma fortuna, mas a realidade é bem diferente. Muitas atividades de comércio eletrónico são, na verdade, não lucrativas. Se as pessoas tivessem que pagar o …

Canábis já era fumada há pelo menos 2.500 anos

Uma descoberta nos túmulos do cemitério Jirzankal, no oeste da China, mostra que os povos que viviam nessa zona montanhosa já queimavam canábis com elevados níveis de THC. Uma equipa de arqueólogos encontrou pequenos artefactos de madeira …