Uma morte a passo de… tartaruga? Vídeo inédito mostra tartaruga gigante a matar e comer outro animal

Zora et al., Current Biology, 2021

Foi a primeira vez que se filmou uma tartaruga a matar outro animal

Apesar de serem maioritariamente herbívoras, os investigadores acreditam que o comportamento no vídeo sugere que as tartarugas podem matar e comer outros animais com mais frequência do que se pensava inicialmente.

Longe de ser uma perseguição excitante das que se vê no National Geographic, esta pode ser a predação mais lenta alguma vez registada em câmara – mas não deixa de ser histórica e importante.

Conhecidas pela sua lentidão e por serem os animais mais bacanos no filme do Nemo, quem diria que as tartarugas gigantes também podiam ser predadoras? Podemos agora dizê-lo com certeza, depois de se ter conseguido filmar pela primeira vez uma a caçar um pássaro, numa morte a passo de tartaruga. Literalmente.

Não conseguia acreditar no que estava a ver. Foi apavorante e incrível ao mesmo tempo. Estava a olhar para o pássaro e a caminhar propositadamente na sua direcção. Foi muito, muito estranho e totalmente diferente do comportamento normal das tartarugas”, explica o biólogo Justin Gerlach, da Universidade de Cambridge, citado pelo Science Alert.

Apesar de serem maioritariamente herbívoras, já há alguns relatos de tartarugas gigantes a esmagar caranguejos com as suas carapaças ou destes animais a comer pássaros, mas é a primeira vez que um destes momentos ficou registado em vídeo.

As imagens foram capturadas na ilha Frégate, nas Seychelles, e mostram uma tartaruga gigante fêmea a perseguir um pássaro que não deu grande luta. O vídeo não registou todo o processo, mas é suficiente para mostrar uma ataque deliberado da tartaruga. O registo foi feito por Anna Zora, gerente da conservação da Fundação da Ilha Frégate.

Um novo estudo a relatar o acontecimento afirma que esta foi “a primeira observação documentada de uma tartaruga deliberadamente a atacar e a consumir outro animal”. A caça durou sete minutos no total.

“Até agora, tem sido sempre impossível saber se a tartaruga tinha matado directamente o animal ou se só se tinha sentado num e convenientemente o tinha esmagado”, afirma Justin Gerlach.

Sabe-se agora sem sobra de dúvidas que as tartarugas também caçam outros animais, só demoram um bocadinho mais e precisam de presas fáceis de apanhar. Segundo os investigadores, estes acontecimentos até podem ser mais comuns do que pensamos, pelo menos na ilha Frégate.

“A abordagem directa até ao pássaro no tronco sugere que a tartaruga tinha experiência na captura de um pássaro nessa situação. Isto indica que este tipo de interacção não é pouco frequente para este indivíduo. A observação de outras tartarugas a comer pássaros sugere que este comportamento foi adoptado por vários indivíduos“, escrevem os cientistas.

  AP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Pessoas a explorar o mapa 3D mais detalhado do Universo com realidade virtual

Google Earth do Espaço. Já é possível navegar pelo mapa mais detalhado do Universo

Investigadores da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, lançaram este mês um software de código aberto que permite visitas virtuais ao Espaço. O Virtual Reality Universe Project (VIRUP) utiliza o maior conjunto de dados do …

Otamendi e Vertonghen disputam a bola com Lewandowski

Benfica 0-4 Bayern | Primeiro a ilusão, depois o rolo bávaro

A ilusão durou 70 minutos. Ao longo de toda a partida, o Bayern foi melhor, criou inúmeros lances de golo, viu dois anulados, acertou no ferro, Vlachodimos fez defesas importantes, mas o Benfica deu luta, …

China quer punir pais de crianças mal-educadas

O regime chinês está a analisar um projeto de lei que prevê que os pais possam ser punidos se os seus filhos exibirem um mau comportamento ou cometerem crimes. De acordo com a agência Reuters, o …

Rui Moreira com Francisco Rodrigues dos Santos e Carlos Moedas

Rui Moreira promete manter a "identidade do Porto" e concluir os projetos que a pandemia atrasou

O presidente da Câmara Municipal do Porto tomou posse, esta quarta-feira, e comprometeu-se a "tudo fazer" para manter a identidade do Porto e a concluir os projetos que a pandemia atrasou. "Quero concluir os projetos que …

Já há um medicamento para tratar a covid-19 em casa (e vários países assinaram acordos de compra)

Países asiáticos já estão na luta pelo novo comprimido antiviral, cujo uso ainda nem sequer foi autorizado, contra a covid-19. Países da região asiática estão já a fazer encomendas da mais recente arma contra a covid-19: …

A Facebook vai implementar uma nova estratégia e o nome vai ser das primeiras coisas a mudar

As últimas semanas têm sido tumultuosas para a empresa de Mark Zuckerberg, que se viu confrontada com os testemunhos de antigos trabalhadores no Senado norte-americano. As notícias da última semana que resultaram do testemunho, no Senado …

Cadetes da Escola Naval investigados por alegados comportamentos abusivos

A Marinha está a investigar uma denúncia sobre alegados comportamentos abusivos entre cadetes da Escola Naval. "A Marinha informa que hoje, 19 de outubro, teve conhecimento de uma denúncia sobre alegados comportamentos abusivos praticados entre cadetes …

Índia. "Montanha de lixo" que garante sobrevivência de pobres será substituída por estação de tratamento

As "montanhas de lixo" das cidades da Índia em breve serão substituídas por estações de tratamento de detritos. A maior de todas — equivalente a um prédio de 18 andares — garante a sobrevivência de …

Candidatura de Nuno Melo acusa direção de não facultar cadernos eleitorais e de sanear senadores

A candidatura de Nuno Melo à liderança do CDS-PP acusou, esta quarta-feira, os opositores de não facultarem os cadernos eleitorais nem possibilitarem a fiscalização da eleição de delegados ao congresso, apontando também a substituição de …

Bolsonaro acusado de nove crimes pela comissão de inquérito sobre gestão da pandemia

O relatório apresentado, esta quarta-feira, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado brasileiro pede o indiciamento do Presidente por nove crimes durante a pandemia de covid-19. No texto, com mais de 1200 páginas, pede-se que …