Venezuelanas refugiadas no Brasil denunciam assédio para venderem os filhos

Mães e grávidas venezuelanas refugiadas no estado do Roraima, no Brasil, denunciam assédio de brasileiros e de indivíduos de outras nacionalidades para comprar os seus filhos. O valor oferecido vai de 200 a 6000 reais, ou seja, de cerca de 50 a 1500 euros.

Os casos, que já são do conhecimento da Organização Internacional de Migrações e vêm sendo investigados pelo ministério público e pela polícia federal, são puníveis com quatro anos de prisão segundo a lei brasileira, informou na quinta-feira a TSF.

Numa extensa reportagem da Globo, mães e futuras mães venezuelanas relataram as suas situações. Uma delas, de 25 anos, afirmou que uma brasileira a abordou num supermercado e ofereceu 1500 euros pela sua filha, argumentando que, assim, ela poderia alimentar os outros filhos.

Outra mulher, de 35 anos, contou que a sua filha, que transportava no colo o seu irmão ainda bebé, foi abordada por quatro homens, entre os quais um venezuelano, que lhe ofereceram o equivalente a 50 euros pelo menino. Perante a recusa, aumentaram a oferta para cerca de 175. Devido ao assédio, a mulher e a filha resolveram fugir do local.

Uma mulher de 44 anos, que pedia ajuda à porta de uma farmácia, viu um carro parar e de lá sair um casal a oferecer cerca de 500 euros pela neta que carregava no colo.

Já em 2018, um homem natural do Bangladesh e uma mulher brasileira foram presos a tentar registar em cartório a filha de uma venezuelana por quem tinham pago 50 euros.

“Muitas grávidas em situação de extrema vulnerabilidade a pedir nos semáforos e na rua aceitam esses negócios”, disse Camila Asano, da Conectas, organização não governamental de direitos humanos.

Estima-se que 32 mil venezuelanos vivam na região de Boa Vista, capital do Roraima, em virtude da crise económica e humanitária no país sob o regime de Nicolás Maduro.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas imprimiram, pela primeira vez, células cerebrais vivas em 3D

Uma equipa de cientistas usou uma nova técnica laser e conseguiu imprimir em 3D células cerebrais vivas. A maioria dos neurónios sobreviveram durante mais de dois dias após terem sido impressos em 3D, o que significa …

Descoberto antídoto contra agentes nervosos tipo Sarin e Novichok

Uma equipa do Laboratório Nacional Lawrence Livermore (LLNL), nos Estados Unidos, desenvolveu um antídoto que neutraliza a exposição ao envenenamento por agente nervoso. O estudo, que foi publicado na revista Scientific Reports, foi o resultado de …

Marte sobreviveu a super-erupções (que libertaram "oceanos" de poeira e gases tóxicos)

A região de Arabia Terra, situada no norte de Marte, já foi palco de erupções suficientemente potentes para libertar "oceanos" de poeira e gases tóxicos no ar.  A NASA confirmou, recentemente, que uma região do norte …

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …