Veneno de vespa pode ter muito “potencial” na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de vespa, que pode ser um componente forte de antibióticos.

A comunidade médica tem alertado cada vez mais para o grande problema dos antibióticos. Estes medicamentos foram um dos avanços científicos mais importantes do século 20, evitando assim milhões de mortes por infeções. Contudo, décadas de uso excessivo fizeram com que as bactérias ficassem cada vez mais resistentes aos medicamentos.

Para evitar que isto aconteça de forma catastrófica, um grupo de cientistas da Universidade da Pensilvânia, está a investigar um conjunto de novos candidatos a antibióticos, bem como procura outros métodos alternativos para destruí-los.

Um caminho promissor é aberto a novos candidatos a medicamentos, como é o caso do veneno de vários animais e insetos, cascavéis, escorpiões e vespas, sendo que é este último que o novo estudo, publicado na PNAS a 12 de outubro, investigou.

César de la Fuente, autor principal do estudo, garante que “os novos antibióticos são urgentemente necessários para tratar o número cada vez maior de infeções resistentes aos medicamentos, e os venenos são uma fonte inexplorada com muito potencial”. O cientista acredita ainda que “as moléculas derivadas do veneno serão uma fonte valiosa de novos antibióticos”.

Assim, a equipa começou por analisar um peptídeo altamente tóxico encontrado no veneno da vespa do casaco amarelo. O peptídeo, conhecido como mastoparan-L (mast-L), consegue matar bactérias, mas também pode ser prejudicial aos humanos, uma vez que é capaz de destruir os glóbulos vermelhos e pode desencadear anafilaxia em certas pessoas.

Perante os possíveis efeitos secundários, a equipa teve de encontrar uma maneira de modificá-lo. Esta situação levou os cientistas a substituir a parte mais tóxica do veneno por um pentapeptídeo – conhecido por ser fortemente ativo contra bactérias.

O resultado final foi o surgimento de uma nova molécula à qual os investigadores apelidaram de mastoparan-MO (mast-MO). A nova molécula foi testada em ratos infetados com níveis letais de E. coli, e demonstrou proteger os animais na maioria dos casos, uma vez que 80% dos animais tratados sobreviveram.

Segundo o New Atlas, os especialistas também descobriram que várias variações do mast-MO têm atividade antimicrobiana, por isso a equipa espera continuar a desenvolvê-las em antibióticos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …