Vem aí um botão de “dislike” no Facebook?

O Facebook está a procurar promover uma interação mais significativa entre os seus utilizadores. Para isso, está a testar a sua própria versão de um botão de “dislike” ou, pelo menos, o mais próximo disso que iremos ver na rede social.

O “dislike” é uma das ferramentas mais pedidas pelos utilizadores do Facebook. No entanto, o pedido nunca foi acedido. A administração da rede social considera que a adição desta ferramenta vai contra a sua política, que visa não encorajar ou facilitar negatividade entre os membros registados na rede.

Numa conferência em 2015, Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, falou sobre a questão do não gosto. “Algumas pessoas pediram um botão de dislike para poderem dizer que algo não é bom, mas não o vamos fazer. Não acho que seja bom para a comunidade,” referiu.

“Não queremos apenas criar um botão de ‘não gosto’ porque não queremos tornar o Facebook num fórum onde as pessoas votam para o bem e para o mal nas publicações dos outros“, acrescentou.

Não, não é um dislike. Então o que é?

Numa tentativa de promover a harmonia entre os seus utilizadores, bem como um maior policiamento de comentários inapropriados, está a ser testada a função de “Downvote”.

Esta ferramenta pretende que a comunidade faça uma espécie de “voto negativo”, que servirá maioritariamente para alertar o Facebook que determinado comentário ou publicação pode ser inapropriado, permitindo à rede social uma melhor gestão do conteúdo que é mostrado aos seus utilizadores.

A introdução desta ferramenta complementa as recentes alterações que a rede social fez ao algoritmo do seu Feed de Notícias, que permite valorizar o tempo que os utilizadores gastam na rede social. Como tal, as alterações pretendem priorizar publicações de amigos, potenciar posts com conteúdo de interesse público (como é o caso das páginas de órgãos noticiosos) e, ainda, regular os anúncios e publicações virais que surgem na Página Inicial.

Ao TechCrunch, um representante do Facebook esclareceu: “Não estamos a testar um botão de dislike. Estamos a explorar uma ferramenta que permite às pessoas dar-nos o seu parecer sobre comentários em páginas e publicações públicas”.

Como funciona?

O “Downvote” é o mais próximo do dislike que o Facebook apresentará nas suas opções de reação a publicações.

A nova ferramenta assemelha-se ao “downvote” do Reddit, que permite aos utilizadores expressar desagrado por determinado comentário ou publicação. O mesmo irá acontecer agora no Facebook. Este é o aspeto da ferramenta quando surge numa lista de comentários a uma publicação:

Ao premir a nova função, o conteúdo que foi downvoted é escondido, surgindo posteriormente uma série de opções de denúncia como “Ofensivo”, “Enganoso” ou “Fora de Contexto”.

Assim, o Facebook irá conseguir perceber mais facilmente que ameaça é que o comentário ou publicação que foi marcado poderá conter, avaliando se este é ofensivo, irrelevante ou, até, uma forma de “fake news”.

No entanto, não será possível ver quantos Downvotes um conteúdo recebeu. Assim, a ferramenta foi desenhada apenas para dar feedback ao Facebook sobre o que a publicação contém, e não ao criador da mesma.

A polémica da “censura”

A ferramenta está neste momento a ser apenas testada por uma limitada amostra de utilizadores Android (apenas 5% a podem testar) nos Estados Unidos, que tenham o site em língua inglesa. O “Downvote” aparece, para já, em publicações de páginas públicas e em posts promovidos. De acordo com o Facebook, este é apenas um breve teste que não afeta os rankings de cada página a nível de comentários e publicações.

Porém, os utilizadores estão preocupados. Com a chegada da notícia da introdução desta ferramenta, bem como das suas especificações, a comunidade que usa a rede social começa a levantar questões sobre censura e o papel do Facebook como empresa de media, uma vez que não é explícita a forma como a rede social irá lidar com os comentários problemáticos nem o critério que irá aplicar na consideração de um conteúdo como impróprio.

Ainda não existem informações sobre a expansão dos testes da nova ferramenta nem se irá ver a luz do dia para os restantes utilizadores do Facebook ao redor de mundo.

PARTILHAR

RESPONDER

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …

Novo Banco tinha autorização de Bruxelas para financiar venda de imóveis

A DG Comp da Comissão Europeia autorizou o Novo Banco a conceder crédito aos compradores do imobiliário vendido pela instituição. Quando o Novo Banco foi constituído, o acordo assinado entre a Direção Geral da Concorrência europeia …

Quase cinco meses depois, a Champions está de volta

A Liga dos Campeões é retomada esta sexta-feira, quase cinco meses depois da suspensão devido à pandemia de covid-19. Suspensa logo depois do jogo Leipzig-Tottenham, disputado a 11 de março, a prova milionária está de regresso …

Segunda vaga de covid-19 pode levar o desemprego aos 17,6%

Caso haja uma segunda vaga da pandemia de covid-19 em Portugal, a consultora EY estima que a taxa de desemprego possa atingir os 17,6% no final do ano. De acordo com a quarta edição do "Caderno …

Juan Carlos estará num luxuoso hotel nos Emirados Árabes Unidos

O rei emérito espanhol, Juan Carlos I, que deixou no passado fim-de-semana o país sob suspeitas de corrupção, estará hospedado num luxuoso hotel nos Emirados Árabes Unidos, de acordo com o jornal espanhol ABC, que …