Vaticano anuncia acordo histórico com o Estado da Palestina

AngMoKio / wikimedia

Estátua de São Paulo no Vaticano

Estátua de São Paulo no Vaticano

O Vaticano anunciou sábado a entrada em vigor de um “acordo global” com o Estado da Palestina, que regulará a atividade da Igreja Católica no território e que reafirma o apoio da Santa Sé a uma solução “negociada e pacífica” para a situação na região”.

O texto foi assinado em junho de 2015 por D. Paul Richard Gallagher, secretário do Vaticano para as relações com os Estados, e por Riad Al-Malki, ministro dos Negócios Estrangeiros da Palestina.

Na altura, D. Paul Richard Gallagher, frisou a esperança da Santa Sé para que este acordo ajude a promover um “fim definitivo para o conflito israelo-palestino”, que “continua a causar sofrimento às duas partes”.

“Espero também que a muito desejada solução dos dois Estados se torne uma realidade o mais rapidamente possível”, acrescentava o arcebispo escocês.

Riad Al-Malki, por sua vez, destacava o facto de “pela primeira vez”, o acordo em causa incluir “um reconhecimento oficial” do Estado da Palestina, por parte da Santa Sé.

Para o líder da diplomacia palestina, este acordo “consolida e melhora o atual estado de coisas, no qual a Igreja Católica Romana goza de direitos, privilégios, imunidades e livre acesso”, reconhecendo o “importante” contributo da Igreja “para as vidas de muitos palestinos”.

O ministro aludiu no seu discurso ao “estatuto especial da Palestina” como “local de nascimento do Cristianismo e berço das religiões monoteístas”.

O documento, que este domingo entrou em vigor, veio na sequência de um primeiro “acordo básico” assinado entre as duas partes a 15 de fevereiro de 2000.

O acordo global é constituído por um preâmbulo e 32 artigos que dizem respeito a “aspetos essenciais da vida e da atividade da Igreja no Estado da Palestina”, refere uma nota oficial publicada este sábado pela sala de imprensa da Santa Sé.

O texto reconhece a personalidade jurídica da Igreja Católica, assegurando a liberdade de culto e a autonomia das suas instituições, isentando o pessoal eclesiástico do serviço militar, entre outras determinações.

As questões ligadas às propriedades eclesiásticas e ao regime fiscal vão ser “objeto de novas negociações e acordos”.

Bom Dia

PARTILHAR

RESPONDER

Casos disparam: 1350 novas infeções e seis óbitos

Nas últimas 24 horas, houve 1.350 novos casos positivos de covid-19 e morreram seis pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou 1.350 novos casos e seis óbitos por covid-19 …

Parlamento vai ouvir Medina e ministro dos Negócios Estrangeiros

Fernando Medina e Augusto Santos Silva vão ser ouvidos no Parlamento sobre o caso da partilha de dados pessoais de ativistas russos. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o ministro dos Negócios …

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

É crucial para a retoma que haja "estabilidade e previsibilidade na legislação laboral", de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …