Vaticano considera “moralmente aceitável” receber vacina de células de fetos abortados

O Vaticano divulgou um comunicado no qual afirma ser “moralmente aceitável” receber uma vacina contra a covid-19, mesmo que a pesquisa ou a produção da mesma envolva o uso de linhagens celulares derivadas de fetos abortados.

A Congregação para a Doutrina da Fé publicou, na segunda-feira, um esclarecimento sobre o uso de vacina desenvolvida a partir de linhas celulares provenientes de tecidos obtidos de fetos abortados não espontaneamente.

“Quando vacinas eticamente irrepreensíveis contra covid-19 não estão disponíveis (por exemplo, onde a distribuição é mais difícil devido a determinadas condições de armazenamento e transporte, ou quando vários tipos de vacinas são distribuídos no mesmo país, mas, pelas autoridades de saúde, os cidadãos não podem escolher a vacina), é moralmente aceitável usar vacinas anti-covid-19 que usaram linhagens celulares de fetos abortados no seu processo de pesquisa e fabricação”, lê-se no comunicado.

“Todas as vacinas reconhecidas como clinicamente seguras e eficazes podem ser usadas em sã consciência, com o conhecimento de que o seu uso não constitui cooperação formal com o aborto do qual derivam as células usadas na produção das vacinas”, acrescenta o relatório.

De acordo com o Raw Story, a Congregação para a Doutrina da Fé adiantou ainda que qualquer pessoa que se oponha à vacina devido à sua natureza e religião pode fazê-lo, mas deve “fazer o possível para evitar, por outros meios profiláticos e comportamento apropriado, tornar-se um veículo de transmissão do agente infeccioso”.

Na nota, a Congregação considera também que é um imperativo moral para a indústria farmacêutica, governos e organizações internacionais garantir que vacinas, eficazes e seguras do ponto de vista da saúde, bem como eticamente aceitáveis, também sejam acessíveis à maioria pobres e de uma forma barata.

O Vaticano News informou que o Papa Francisco aprovou o documento na quinta-feira.

Segundo o Full Fact, a alegação de que as vacinas contêm células de fetos abortados é falsa, uma vez que o conteúdo das vacinas é purificado de forma a só ter os componentes que se espera que estejam no seu interior.

A origem das linhagens tiveram origem em fetos abortados nos anos 1960 e 1970, de forma legal, e não tiveram como objetivo a utilização das células para investigação médica.

A utilização das linhagens resulta das células desses dois fetos que foram preservadas e multiplicadas em laboratório. Depois de modificadas, as linhagens celulares que agora existem em laboratórios só muito remotamente podem ser ligadas às células originais, conforme explica o Observador.

A Science Mag escreve que, ao contrário das vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna, que são baseadas em ARN mensageiro, as vacina da Oxford/AstraZeneca e da Janssen precisam de usar células de fetos.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Prosecco ou prošek? A batalha da UE entre Itália e Croácia por causa de vinho

Prosecco é provavelmente o vinho italiano mais famoso, mas por trás da efervescência deste néctar, a Itália está numa grande disputa sobre se a Croácia pode vender um vinho de sobremesa com o nome de …

China vai limitar abortos. E nada tem a ver com saúde

A China vai reduzir o número de abortos realizados por motivos que não estejam relacionados com a saúde, anunciou o governo esta segunda-feira, avançando que serão também criadas medidas para evitar a gravidez indesejada. As autoridades …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: SL7, arte e paciência

Líder soma e segue. Leões e dragões vencem à justa. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder reina no castelo Vitória SC 1 (Bruno Duarte 78', g.p.) – SL Benfica …

"Atropelamento e fuga." Terra e Vénus cresceram como planetas rebeldes

Planetas como a Terra e Vénus, que residem dentro de Sistemas Solares, são fruto de repetidas colisões. Esta conclusão desafia os modelos convencionais sobre a formação de planetas. Investigadores do Laboratório Lunar e Planetário (LPL) da …

A origem do "Gigante de Segorbe" pode finalmente ter sido esclarecida

Um novo estudo revela que a origem do "Gigante de Segorbe" pode ser bastante mais complexa daquilo que se pensava. O "Gigante de Segorbe", como é conhecido, foi um indivíduo encontrado por arqueólogos numa necrópole islâmica …

Instagram suspende planos de uma versão da aplicação para crianças

Para já, a empresa ainda não fez se se trata de um abandono temporário ou definitivo. Tempestade mediática em torno da influência das redes sociais na saúde mental dos jovens, sobretudo raparigas, pode ter influenciado …

Com todos os votos contados, PS vence com pior resultado que em 2013 e PSD conquista 113 câmaras

PS continua a ser o partido com mais representação autárquica em Portugal, apesar de cair para números anteriores à liderança de António Costa. PSD recupera das hecatombes de 2013 e 2017. Quase 24 horas depois após …

Presidente sul-coreano admite proibir consumo de carne de cão

O Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de proibir o consumo de carne de cão, costume que se tornou "uma vergonha internacional", segundo fonte do seu gabinete. "Não terá chegado …

Pelo menos 24 países criaram novas leis para controlar o conteúdo na Internet, revela relatório

Autoridades de pelo menos 24 países, incluindo os Estados Unidos (EUA), estabeleceram novas regras que determinam o tratamento dos conteúdos por parte das plataformas 'online', concluiu um relatório da Freedom House. No seu relatório anual, intitulado …

Exames nacionais e provas de aferição deverão “retomar a normalidade” este ano

Depois de dois anos letivos condicionados pela pandemia da covid-19, o Governo está apostado em retomar, entre outras formas de avaliação, a obrigatoriedade de exames nacionais nas disciplinas de conclusão do ensino secundário. Os exames nacionais …