Vacinar as crianças pode ser a chave para controlar a covid-19, dizem especialistas

A vacinação de crianças e adolescentes pode ser a chave para controlar a pandemia, apontaram especialistas, à medida que os ensaios clínicos permitem estudar os efeitos das vacinas contra a covid-19 nestas faixas etárias.

Embora a covid-19 tenha uma incidência menor na mortalidade de jovens e as evidências indiquem que as crianças têm menos probabilidade de contrair a infeção, o papel que estas desempenham na transmissão do vírus não é claro, de acordo com o Royal College of Paediatrics and Child Health, citado esta segunda-feira pelo The Guardian.

O vírus pode causar infeções assintomáticas em todas as faixas etárias. Nessa lógica, a imunização das crianças permite proteger os idosos, indicou Stanley Plotkin, que participou na criação das vacinas contra a rubéola e o rotavírus e ajudou a desenvolver outras, incluindo para a poliomielite e para a raiva.

“Não consigo imaginar como podemos ter esperança de erradicar o vírus, a menos que estejamos dispostos a imunizar a maioria da população”, afirmou.

Os pesquisadores da Oxford/AstraZeneca lançaram um estudo para testar a sua vacina contra a covid-19 em crianças e jovens, entre os seis e os 17 anos. Outros fabricantes seguem o mesmo caminho. A Pfizer/BioNTech espera partilhar os dados do seu estudo com jovens entre os 12 e os 15 anos nos próximos meses e iniciar outro com crianças entre os cinco a 11 anos.

Os dados sobre a segurança e eficácia das diferentes vacinas nos mais jovens devem começar a chegar no verão. Para já há indícios de que algumas vacinas estão a reduzir a propagação do vírus, mas os dados ainda não são conclusivos, alertaram os cientistas.

Se for comprovado que estas têm um efeito significativo na transmissão, com todos os adultos imunizados ao longo deste ano, os grupos etários que impulsionarão a disseminação da doença serão os jovens, destacou Rinn Song, pediatra e clínico-cientista do Oxford Vaccine Group.

Paul Heath, professor de doenças infeciosas pediátricas da Universidade de Londres, e principal investigador do braço britânico dos testes da vacina Novavax Covid-19, indicou que a infeção contínua em crianças poderia servir como um reservatório de infeção para adultos e idosos não vacinados.

“Ainda pode ser uma estratégia razoável, portanto, vacinar as crianças para que não transmitam [a doença] a esses adultos suscetíveis”, referiu.

Outra razão para vacinar crianças é a segurança dos estabelecimentos de ensino, apontou Adam Finn, professor de pediatria no Bristol Children’s Vaccine Center. No entanto, advertiu, quando se trata de doenças infeciosas, geralmente é possível controlar os surtos sem imunizar toda a população.

Finn afirmou, contudo, que ainda não se sabe até que ponto o programa de vacinação deve ir para haver controlo da doença. “É provável que até o final deste ano estejamos” a vacinar “menores de 18 anos. Não é uma certeza, é uma probabilidade”, frisou, acrescentando que a decisão de imunizar crianças deve ser baseada na necessidade.

Taísa Pagno Taísa Pagno //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Mas … então não vamos começar o desconfinamento pelas escolas ? Será que terão estes, e outros, factos emergentes em consideração e irão reavaliar esta medida?

  2. Este pessoal é confuso! Os mesmos erros uma e outra vez!
    Então e não iam desconfinar as escolas? Desde o início que existem provas científicas que as crianças além de portadoras sofrem com o virus… que se faz? Manda-se tudo para a escola para ficarem TODOS infectados!
    Este mundo está perdido… ouvem políticos em vez de médicos, cientistas…

  3. Na minha humilde opinião, deviam de ser os piolhos e as pulgas os primeiros a serem vacinados.
    É claro e provado (pelo resultado deste confinamento desde 15/1) que crianças não adoecem tanto, mas transmitem de que maneira.

  4. Condenar uma geraçao inteira uma vacina experimental é de uma burrice atroz!!

    Nao se sabe ainda o impacto das vacinas! Nao consigo percber esta ciencia… As vacinas tambem tem estudos, apos as tomas, para quem nao sabia.

    Qual é o risco de estas vacinas criarem problemas serios nas crianças? Andamos a brincar aos cientistas com as pessoas. Experimentalismo farmaceutico!
    Ainda por cima uma doença que so é realmente perigosa para quem ja tem problemas de saude.

    Ao que chega uma sociedade quando para tentar sobreviver a uma doença com 2% de mortalidade a nivel mundial, quer vacinar tudo e todos, novos velhos saudaveis e moribundos. Sem criterio nem cuidado!

    Onde e que esta a analise de risco???

RESPONDER

Cientistas criam massa que muda de formato assim que entra em contacto com a água

Da penne à fusilli: as pessoas adoram massas pelos seus formatos. Agora, uma equipa de cientistas liderada pelo Morphing Matter Lab da Carnegie Mellon University está a desenvolver massas planas que se transformam em formas …

Australiana fez uma cirurgia para remover as amígdalas (e acordou com um sotaque irlandês)

No dia 19 de abril, Angie Mcyen foi submetida a uma cirurgia para remover as amígdalas, um procedimento bastante simples que demorou apenas meia hora. Uns dias depois, acordou e apercebeu-se de que tinha um …

“Foi o crime do século“. Museu Britânico mostra o impacto do assassinato de Thomas Becket na Europa

Thomas Becket foi abatido dentro da Catedral de Cantuária por cavaleiros da comitiva do rei Henrique II. O assassinato, em 1170, causou ondas de choque em toda a Inglaterra. Agora, o religioso será recordado através …

Na Índia, ser-se rico ou pobre pode fazer a diferença no acesso à vacina

A Índia enfrenta uma grave escassez de vacinas contra a covid-19. Até ao momento, só 2,5% da população recebeu ambas as doses, enquanto 10% recebeu uma. Na Índia, as pessoas que vivem em cidades com fácil …

Ilha italiana torna-se "covid-free" e mostra-se pronta para receber turistas de todo o mundo

Numa altura em que vários países da Europa já começam a planear a abertura ao turismo de forma intensiva, há regiões que mostram já estar um passo à frente. É o caso da ilha de …

Política chinesa torna uigures reféns nas suas próprias casas

A China introduziu, em 2016, uma política de parentesco para promover a harmonia nacional e a unidade étnica, levando a que desde então mais de 1,1 milhões de funcionários do Estado ocupassem periodicamente as casas …

O palco de um dos maiores contos britânicos de sempre vai transformar-se num hostel

A Irlanda aprovou uma proposta para converter num hostel um dos pontos de referência de James Joyce mais icónicos de Dublin. O irlandês James Joyce é um dos maiores escritores da literatura britânica, sendo autor de …

Liz Cheney é a cara da oposição ao "trumpismo" no Partido Republicano

Esta quarta-feira, e depois de ter criticado o antigo Presidente dos Estados Unidos, a congressista Liz Cheney foi afastada de um cargo de liderança no Partido Republicano. Na noite desta terça-feira, e pouco antes de …

SC Braga punido com dois jogos à porta fechada por falta de habilitações de Custódio

O Sporting de Braga foi punido com dois jogos de interdição do seu estádio, após queixa da Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF), devido à falta de habilitações de Custódio, anunciou o Conselho de …

Marinha dos EUA faz apreensão de armas ilícitas no Mar da Arábia

A Marinha dos Estados Unidos apreendeu um carregamento ilícito de armas no Mar da Arábia, anunciou a Quinta Frota da Marinha americana. A apreensão do arsenal foi feita pelo navio USS Monterey na passada quinta-feira, dia …