Uma vacina contra a gripe (mas sem agulha)

PAHO / WHO

Os cientistas têm estudado formas de tornar a vacinação menos dolorosa e livre de agulhas. Uma nova tecnologia alcançou eficácia suficiente para que possa agora ser utilizada em massa.

Um artigo científico, recentemente publicado no Journal of Investigative Dermatology, aborda uma invenção que, para aqueles que temem as agulhas, é uma excelente notícia: o potencial de substituir o método atual de vacinação com agulhas por adesivos, que dispensam a aplicação por um profissional da saúde.

Benjamin L. Miller, professor de dermatologia no Centro Médico da Universidade de Rochester no estado de Nova Iorque, nos Estados Unidos, adianta que o próximo passo é testar estes adesivos em seres humanos.

Segundo os cientistas, desenvolver uma tecnologia capaz de transportar grandes moléculas pela pele é um enorme desafio, uma vez que a derme tem como principal objetivo manter os agentes estranhos fora do corpo, impedindo a sua entrada.

A coautora do artigo, Lisa Beck, descobriu que a proteína claudin-1 induz a fortificação da barreira e, por outro lado, reduz a permeabilidade da pele.No entanto, apesar da descoberta, era também preciso criar um cenário em que a barreira fosse rompida apenas por tempo suficiente para libertar as proteínas contra a gripe.

Depois de várias experiências conduzidas em ratos de laboratório, a equipa conseguiu criar a versão ideal do adesivo, de modo a que a vacina fosse “injetada” na derme, ao mesmo tempo que a barreira continuava a fazer o seu trabalho de proteção contra agentes indesejados.

“Quando aplicamos o adesivo com o peptídeo (que inibe a claudin-1), a pele do rato tornou-se permeável por um curto período de tempo. Mas assim que o adesivo foi removido, a barreira da pele começou a fechar-se. Após 24 horas, a pele voltou ao normal – o que é uma ótima notícia do ponto de vista de segurança”, explicou outro coautor do artigo, Matthew Brewer, citado pelo Science Daily.

Embora sejam eficazes, as vacinas implicam que sejam profissionais de saúde especializados a aplicá-las na nossa pele, o que causa muitas barreiras à vacinação, nomeadamente em países em vias de desenvolvimento.

Segundo Lisa Beck, estes países não têm dinheiro nem mão de obra suficiente para vacinar população inteiras. “Além disso, há uma aversão aos cuidados de saúde em muitas dessas comunidades. Uma agulha é dolorosa, é invasiva e dificulta as coisas quando lida com um viés cultural que tem resistências à medicina preventiva.”

Neste contexto, um adesivo contra a gripe seria uma excelente solução – e uma forma não invasiva – de proteger um grande número de pessoas.

Ainda assim, há muito trabalho pela frente. A equipa quer realizar mais estudos em animais, para otimizar a quantidade de tempo que o adesivo deve permanecer em contacto com a pele, de forma a aumentar adequadamente a resposta imune. Além disso, os cientistas querem realizar testes em seres humanos.

Se o adesivo for eficaz em pessoas, poderá tratar qualquer tipo de doença para a qual já existe uma vacina.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

França em choque com ação da polícia em acampamento de migrantes

A atuação da polícia durante o desmantelamento de um acampamento improvisado de migrantes no centro de Paris, na noite de segunda-feira, está a gerar críticas e indignação. Na noite desta segunda-feira, a polícia francesa dispersou algumas …

Centro Europeu de Controlo de Doenças alerta: países que retirem medidas para o Natal terão aumento de internamentos

O Centro Europeu de Controlo de Doenças estima que se os países que em outubro e novembro tomaram novas medidas para controlar a pandemia as levantassem a 21 de dezembro, os internamentos hospitalares aumentariam na …

Pensilvânia certifica vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais

As autoridades da Pensilvânia certificaram, esta terça-feira, a vitória do democrata naquele estado nas eleições presidenciais norte-americanas. Na sua conta do Twitter, o governador local, o democrata Tom Wolf, escreveu que o Departamento de Estado da Pensilvânia …

Nos Países Baixos, há drive-ins para as crianças poderem visitar o Pai Natal em tempo de pandemia

Muito se tem falado de como será o Natal neste ano atípico. Contudo, há países que já começam a arranjar alternativas para a época festiva. Nos Países Baixos, os drive-ins estão a ser usados para …

Vereador da Educação de Lisboa ameaça autarca com “um par de murros”

O vereador da Educação da Câmara de Lisboa afirmou, num comentário no Facebook, em resposta a uma publicação de um vogal da Junta de Freguesia do Areeiro, estar disponível para lhe dar "um par de …

Papa Francisco critica negacionistas da covid-19 e fala da morte de George Floyd

O papa Francisco, num livro esta segunda-feira publicado, criticou os opositores ao uso de máscaras ou outras restrições impostas para conter a pandemia de covid-19, sublinhando que nunca se manifestariam contra a morte do afro-americano …

Fenprof reconhece abertura da tutela do Ensino Superior para negociar apesar de divergências

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) reconheceu esta segunda-feira a abertura do Governo para negociar algumas questões do Ensino Superior, depois de uma reunião em que a tutela e a organização sindical nem sempre estiveram …

Bombeiros vão receber verba adicional de três milhões de euros

As associações humanitárias de bombeiros vão receber uma verba adicional de três milhões de euros em 2021 para fazer face aos constrangimentos financeiros devido à pandemia de covid-19, segundo uma proposta do PS hoje aprovado. Este …

Media Capital desafia ERC e elege Mário Ferreira como presidente

Os acionistas da Media Capital elegeram, esta terça-feira, o empresário Mário Ferreira presidente da dona da TVI. A assembleia-geral esteve inicialmente convocada para 28 de outubro, tendo sido suspensa, retomando hoje os trabalhos e com uma …

Estado de emergência. Maioria dos portugueses concorda com novas medidas de restrição

Uma sondagem da Intercampus para o Correio da Manhã revela que a maioria dos portugueses concorda com o regresso ao estado de emergência e com as restrições impostas pelo Governo. De acordo com o Correio da …