A vacina da covid-19 está a causar discórdia na Rússia. Tudo por causa da vodka

Uma autoridade de saúde russa alertou os seus compatriotas para não beberem álcool durante cerca de dois meses, em caso de toma da nova vacina Sputnik V. Nesta época festiva que se avizinha, há muitos russos que não estão propriamente satisfeitos com o conselho.

Na passada terça-feira, Anna Popova, responsável do órgão de vigilância da saúde do consumidor Rospotrebnadzor, pediu aos russos para que não ingiram álcool nas duas semanas que antecedem a primeira dose da vacina e, depois da toma, durante mais 42 dias.

“Se queremos manter-nos saudáveis e ter uma reação protetora, não devemos beber álcool”, disse, em declarações à rádio Komsomolskaya Pravda.

À Reuters, Elena Kriven, que vive em Moscovo, confessou que a restrição do álcool é algo que a “incomoda“. “Acho que o stress no corpo de abandonar o álcool, especialmente durante um período festivo, seria pior do que os efeitos colaterais da vacina.”

De acordo com a Vice, o aviso causou um conflito entre os esforços da Rússia para controlar a pandemia e o seu lendário caso de amor nacional com a vodka. Apesar de o consumo desta bebida alcoólica ter diminuído significativamente nos últimos anos, o país ainda está entre os países que mais álcool consomem.

No entanto, o próprio fabricante da vacina veio desmentir Popova. Alexander Gintsburg, diretor do Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, disse que as pessoas que vão ser vacinadas deve evitar beber álcool durante três dias após cada uma das doses da vacina.

No Twitter, o laboratório considerou o período de dois meses uma “notícia falsa”. “Uma taça de champanhe não fará mal a ninguém, nem mesmo ao seu sistema imunológico”, lê-se na publicação.

Mas os confrontos não ficaram por aqui. A vice-primeira-ministra Tatyana Golikova também exortou publicamente os russos a “limitar” a ingestão de álcool durante um período de 42 dias.

Por outro lado, Alexei Agranovsky, professor de virologia da Universidade Estadual de Moscovo, disse ao Komsomolskaya Pravda que beber uma quantidade moderada de champanhe seria “a decisão certa”, porque “manter o bom humor é tão importante para o sistema imunológico quanto não beber muito”.

Ao The Independent, um porta-voz da Pfizer, que desenvolveu a vacina contra a covid-19 que está agora a ser distribuída no Reino Unido, disse que os reguladores de saúde não incluíram nenhum aviso sobre o consumo de álcool.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Bem…já que o alcool elimina o virus…..talvez os Russos tenham razão !… há que se desinfectar por fora e por dentro !…sempre é mais divertido que o conselho do Trump com o uso de “Desinfectantes Domésticos” !

    • Eu tenho seguido esse princípio e até ao momento ainda não tive qualquer sintoma do vírus. E como em equipa que ganha não se mexe, vou manter.

RESPONDER

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …