Uso intenso de smartphones provoca alterações no nosso cérebro

tim caynes / Flickr

-

A utilização intensa de certos tipos de telemóveis está provoca uma alteração no cérebro do cérebro dos utilizadores, pela adaptação à nova actividade motora.

A conclusão faz parte de um estudo do Instituto de Neuroinformática da Universidade de Zurique, que analisou as reações de um grupo de 37 voluntários.

Segundo os investigadores, os cérebros dos utilizadores de smartphones estão a ser alterados pelo uso recorrente dos ecrãs de toque.

Para medir a actividade cerebral do grupo, os cientistas utilizaram uma técnica conhecida como eletro-encefalografia, ou EEG, e analisaram diferenças  marcantes entre os utilizadores de smartphones e de telemóveis “convencionais”.

Analisando os resultados dos EEG, os cientistas concluíram que os utilizadores de smartphones demonstravam maior destreza no uso dos dedos.

Dos 37 voluntários, 26 eram utilizadores de smartphones com ecrãs de toque e 11 mantinham-se fieis aos modelos mais antiquados de telemóvel.

O teste de EEG monitorizou os impulsos eléctricos trocados entre o cérebro e as mãos dos indivíduos através dos nervos.

A actividade foi monitorizada por diversos eléctrodos colocados no couro cabeludo de cada voluntário, capazes de captar esta troca de mensagens na forma sensorial.

DR BBC

O EEG monitoriza e regista a actividade eléctrica do cérebro.

O EEG monitoriza e regista a actividade eléctrica do cérebro.

A partir dessas informações, os investigadores puderam criar um “mapa” que indica a porção do tecido cerebral dedicada à operação de uma determinada parte do corpo.

Os resultados revelaram diferenças entre os utilizadores. Os que usavam smartphones apresentaram maior actividade cerebral em resposta aos toques dados nocrã dos aparelhos pelos dedos médio, polegar e indicador.

E, aparentemente, há uma correlação com a frequência com que se usa o smartphone – quanto mais frequente é o uso, maior é a resposta registada pelo EEG.

Segundo os cientistas, o resultado – publicado na revista científica Current Biology – faz sentido, uma vez que o cérebro é maleável e, portanto, pode ser moldado pela prática e utilização repetida.

ini.uzh.ch

O neurocientista Arko Ghosh, investigador da Universidade de Zurique

O neurocientista Arko Ghosh, investigador da Universidade de Zurique

Os cientistas citam como exemplo os violinistas, que têm a área do cérebro dedicada ao controle dos dedos usados para tocar o instrumento maior do que a mesma área do cérebro de alguém que não toca violino.

Os investigadores acreditam que o mesmo está a acontecer com os utilizadores de smartphones – os seus cérebros estão a ser “esculpidos” pelo uso repetido pelos toques nos ecrãs dos aparelhos.

O neurocientista Arko Ghosh, que liderou o grupo de investigadores da Universidade de Zurique, disse à BBC que ficou surpreendido pela “escala das mudanças introduzidas no cérebro pelo uso de smartphones”.

Segundo Ghosh, o estudo reforça a ideia de que a omnipresença dos smartphones está a ter um grande efeito na nossa vida quotidiana.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Os olhos são (mesmo) o espelho da alma. Estudo revela que experiências traumáticas afetam as pupilas

Uma nova investigação acaba de revelar que as pupilas podem revelar se uma pessoa sofreu uma experiência traumática no passado. Recentemente, uma equipa de investigadores da Universidade de Swansea, no Reino Unido, descobriu que as pupilas …

No Japão, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação

Na Terra do Sol Nascente, é possível contratar um agente privado para sabotar a sua própria relação (sem ter de arcar com as culpas). De acordo com a BBC, estes agentes privados chamam-se "wakaresaseya" e têm …

Arqueologia estelar revela restos de antigo enxame globular. É o "último do seu género"

Uma equipa de astrónomos, incluindo Ting Li e Alexander Ji do Instituto Carnegie, descobriu uma corrente estelar composta pelos restos de um antigo enxame globular que foi dilacerado pela gravidade da Via Láctea, há 2 …

Petição para Reino Unido incluir Portugal no corredor aéreo com quase 30 mil assinaturas

O jornal em língua inglesa com maior circulação em Portugal lançou uma petição pela Internet a pedir ao Governo britânico para reconsiderar e incluir Portugal no corredor aéreo com o Reino Unido, já assinada por …

eBussy é o novo elétrico modular que se transforma em 10 carros diferentes

10 em 1. O eBussy, um veículo elétrico projetado pela alemã ElectricBrands, permite variar a carroçaria numa dezena de configurações diferentes. A fabricante alemã ElectricBrands revelou o seu mais recente carro-conceito: o eBussy, um elétrico modular capaz …

República Dominicana nega que Juan Carlos tenha entrado no país

A imprensa espanhola noticiou, esta terça-feira, que o rei emérito de Espanha estaria na República Dominicana, depois de ter anunciado que ia viver para fora. Mas as autoridades deste país negam essa informação. De acordo com …

Fome causada pelo coronavírus mata 10 mil crianças todos os meses

A cada mês que passa, 10 mil crianças morrem devido à fome causada pela pandemia do novo coronavírus. Há ainda 500 mil crianças malnutridas todos os meses. A pandemia do novo coronavírus está a intensificar problemas …

Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem clandestina que o FBI

A operação Lava Jato usou os mesmos métodos de espionagem utilizados por John Edgar Hoover, o temível líder do FBI durante quase 50 anos. Durante quase 50 anos, John Edgar Hoover liderou o FBI, ficando conhecido …

Por três dólares, já é possível comer refeições de avião em casa

A empresa Tamam Kitchen, líder na produção de alimentos para várias companhias aéreas de Israel, decidiu vender ao público e a baixo custo as refeições que habitualmente vende a empresas de aviação e que depois …

Ministério Público está a investigar acidente com Alfa Pendular em Soure

O Ministério Público está a investigar o descarrilamento do comboio Alfa Pendular, em Soure, que, na última sexta-feira, provocou dois mortos, oito feridos graves e 36 feridos ligeiros. Questionada na sexta-feira pela agência Lusa, a Procuradoria-Geral …