/

Urso polar filmado a morrer à fome no Ártico

5

paulnicklen / Instagram

Urso polar filmado no norte do Canadá a morrer à fome mostra o devastador impacto que as alterações climáticas estão a provocar nos animais da região.

As imagens foram capturadas pelo grupo Sea Legacy durante uma expedição este verão na Ilha de Baffin, no norte do Canadá, segundo o The Guardian. “Toda a minha equipa da Sea Legacy estava a chorar enquanto filmávamos este urso polar”, escreveu o fotógrafo Paul Nicklen nas redes sociais, depois de publicar o vídeo esta semana.

As imagens mostram o animal, visivelmente magro, e com dificuldades a andar enquanto procura por comida. O fotógrafo acredita que não era um urso com muita idade e que provavelmente terá morrido horas depois deste episódio.

“Isto é morrer à fome. Atrofia muscular. Sem energia. É uma morte lenta e dolorosa“, continua.

My entire @Sea_Legacy team was pushing through their tears and emotions while documenting this dying polar bear. It’s a soul-crushing scene that still haunts me, but I know we need to share both the beautiful and the heartbreaking if we are going to break down the walls of apathy. This is what starvation looks like. The muscles atrophy. No energy. It’s a slow, painful death. When scientists say polar bears will be extinct in the next 100 years, I think of the global population of 25,000 bears dying in this manner. There is no band aid solution. There was no saving this individual bear. People think that we can put platforms in the ocean or we can feed the odd starving bear. The simple truth is this—if the Earth continues to warm, we will lose bears and entire polar ecosystems. This large male bear was not old, and he certainly died within hours or days of this moment. But there are solutions. We must reduce our carbon footprint, eat the right food, stop cutting down our forests, and begin putting the Earth—our home—first. Please join us at @sea_legacy as we search for and implement solutions for the oceans and the animals that rely on them—including us humans. Thank you your support in keeping my @sea_legacy team in the field. With @CristinaMittermeier #turningthetide with @Sea_Legacy #bethechange #nature #naturelovers This video is exclusively managed by Caters News. To license or use in a commercial player please contact [email protected] or call +44 121 616 1100 / +1 646 380 1615”

A post shared by Paul Nicklen (@paulnicklen) on

A equipa diz que há uma linha direta entre as condições de vida destes animais e das consequências do aquecimento global. “Com a temperatura a aumentar e o gelo a derreter, os ursos polares perdem o acesso à principal base da sua dieta – as focas”.

“A morrer à fome, e começando a ficar sem energia, estes animais são forçados a procurar por qualquer fonte de alimento noutros locais”, escrevem.

Desde que publicou o vídeo, Nicklen tem sido questionado sobre o porquê de não ter tentado salvar o urso. “Claro que isso me passou pela cabeça. Mas não ando propriamente com uma arma tranquilizante no bolso ou com 200 quilos de carne de foca”, contou numa entrevista à National Geographic.

“Não havia salvação para este urso. A verdade pura e dura é esta – se a Terra continuar a aquecer, vamos perder os ursos e todos os ecossistemas polares”, alerta.

“É uma cena que aperta o coração que ainda me atormenta, mas eu sei que precisamos de partilhar tanto o bonito como o angustiante se queremos derrubar os muros de apatia”.

A associação destaca ainda um estudo de 2015, da International Union for the Conservation of Nature, que acusa o aquecimento global de ser a principal ameaça para os cerca de 26 mil ursos polares que existem no mundo.

Os investigadores alertam para uma alta probabilidade desta população poder vir a diminuir em cerca de 30% até 2050 graças às mudanças no seu habitat natural.

  ZAP //

5 Comments

  1. já não tarda a chegar a vez dos ursos que tem provocado toda esta situação. irónico no minimo. porque é para assegurarem o futuro dos filhos, qual futuro?

  2. Podia n ter 200kg de carne de foca,mas será q n teria qq coisa? Suficiente p manter mais tempo o animal vivo e chamar as autoridades competentes? Nao sei,digo eu…

  3. Podes ter razao.. mas é como o artigo menciona.. às vezes tem de se sacrificar alguma parte para chamar a atenção dos que estão de olhos tapados.. este urso foi parte do sacrificio, mas isto apenas vai mudar quando começar-mos a girar em volta do sol e nao em volta do dinheiro..

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.