United às avessas. Jogadores tiveram de ser separados após bulha no treino e CR7 dá pista sobre o seu futuro

3

Tim Keeton / EPA

O treinador interino do Manchester United, Ralf Rangnick.

O treinador interino do Manchester United, Ralf Rangnick.

O ambiente é de cortar à faca no balneário do United e o treino desta sexta-feira até terá acabado mais cedo após um confronto entre dois jogadores. Ronaldo já comentou a escolha de Erik ten Hag para o leme do clube.

Não tem sido uma temporada fácil para o Manchester United. O clube vai terminar a época sem qualquer troféu e fora dos lugares de acesso à Liga dos Campeões, estando agora a lutar pela qualificação para a Liga Europa.

As perfomances têm deixado muito a desejar e os resultados também, com o clube a ter sofrido mais de 4 golos num jogo seis vezes nesta temporada contra o Leicester, Watford, Manchester City, Brighton e duas vezes contra o Liverpool.

Os maus resultados podem também ser resultado da falta de harmonia no balneário, com notícias e vazamentos sobre divisões sobre se Ronaldo deve passar a ser o capitão em vez de Maguire, descontentamento com a falta de tempo de jogo e jogadores que não se conseguem entender.

A lenda do clube Paul Scholes afirmou ainda que Jesse Lingard lhe confidenciou que o ambiente é uma “desgraça” e há também supostos conflitos entre a equipa e o treinador interino, Ralf Rangnick, com os jogadores a queixarem-se dos métodos de treino e com os horários que os obrigavam a chegar a casa já de noite.

A tensão terá culminado esta sexta-feira com um confronto físico entre dois jogadores, que tiveram se ser separados pelos colegas. O desentendimento levou a que o treino terminasse mais cedo, avança o The Sun, que adianta que o resto da equipa ficou surpreendida com o sucedido.

Rangnick está também tão frustrado com a situação que até tem dado dias de folga aos jogadores antes do último jogo da temporada, contra o Crystal Palace.

Ronaldo entusiasmado com ten Hag

Perante a situação complicada do clube e a revolução que o plantel precisa, a continuação de Cristiano Ronaldo tem sido posta em causa, principalmente devido à ausência do United da Liga dos Campeões na próxima temporada.

O craque português quebrou o silêncio pela primeira vez desde o anúncio de que o holandês Erik ten Hag vai assumir o comando permanente da equipa e deu uma grande pista de que deve continuar a vestir a camisola dos red devils na próxima temporada ao mostrar-se contente com a escolha.

“O que eu sei sobre ele é que fez um trabalho fantástico com o Ajax, que é um treinador com experiência, mas precisamos de lhe dar tempo. As coisas precisam de mudar da maneira que ele quer”, começou CR7.

O jogador acrescenta que “deseja o melhor” para o novo técnico do clube, que esta semana disse adeus ao Ajax após conquistar a terceira liga holandesa com o clube.

“Estamos felizes e entusiasmados, não só como jogadores, mas como adeptos também. Desejo-lhe o melhor e quero acreditar que no próximo ano vamos ganhar troféus”, remata.

  Adriana Peixoto, ZAP //

3 Comments

  1. O Ronaldo enquanto houver quem lhe pague vencimentos milionários nunca se vai reformar.
    Na Juventus foi o que se viu que quase levou o clube à falência e no MU para lá caminha.
    Só tenho pena de continuar a ser um indiscutivel na Seleção quando já nao o é.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE