“Uniformes inteligentes” da China acordam alunos que adormecem nas aulas (e não só)

USP Imagens

Escolas na China criaram uniformes com chips GPS para monitorizar o paradeiro do aluno e impedi-lo de faltar às aulas sem razão.

Os chamados “uniformes inteligentes” registam a hora e a data em que o aluno entra na escola num curto vídeo ao qual os pais podem ter acesso através de uma app, de acordo com o The Independent.

Onze escolas na província de Guizhou, no sudoeste, apresentaram os uniformes desenvolvidos pela empresa de tecnologia local Guizhou Guanyu Technology.

Faltar a uma aula enquanto se está dentro do perímetro da escola aciona um alarme que notifica os professores e os pais sobre a ausência do aluno. Se o aluno sair da escola sem permissão é ativado um alarme automático de voz. O sistema de GPS também monitoriza os movimentos dos alunos mesmo depois de saírem da escola.

Se um aluno adormecer na aula, os alarmes soarão. Além disso, os pais poderão acompanhar as compras que o filho faz na escola e usar uma app para dispositivos móveis para definir os limites de gastos, de acordo com o site da empresa.

Yuan Bichang, gerente de projetos da empresa, disse que a escola só usaria a localização além do horário escolar se um aluno desaparecesse. Bichang referiu ainda que a assiduidade aumentou desde que os uniformes foram introduzidos.

Os dois chips, instalados nos ombros de cada uniforme, são capazes de suportar até 500 lavagens e 150ºC. O reconhecimento facial garante que cada uniforme seja usado pelo seu próprio proprietário para impedir que os alunos tentem enganar o sistema e troquem os uniformes.

A empresa divulgou uma declaração pública a dizer que os uniformes “concentram-se em questões de segurança” e fornecem um “método de gestão inteligente” que é vantajoso para alunos, pais e professores.

Os uniformes foram muito criticados nas redes sociais. “Se fosse criança, gostaria de ser monitorizado 24 horas por dia?” e “As crianças não têm direitos humanos e privacidade?” foram algumas das questões que surgiram.

Lin Zongwu, diretor da Escola Nº 11 de Renhuai, em Guizhou, disse que, apesar do facto de a escola ser capaz de monitorizar os alunos em todos os momentos, usavam a tecnologia com moderação. “Escolhemos não verificar a localização exata dos alunos depois da escola, mas quando um aluno está a faltar às aulas, os uniformes ajudam a localizá-lo”, disse Lin.

A Guanyu Technology defendeu-se das críticas, insistindo que a empresa “respeitou e protegeu os direitos humanos”. “O uniforme inteligente não acompanha cada movimento dos alunos o tempo todo”, disse a empresa.

A empresa de desenvolvimento disse que os uniformes foram projetados para “implementar integralmente a política do estado de construir ativamente escolas inteligentes e gestão educacional inteligente para o desenvolvimento da educação”.

Esta não é a primeira vez que a China usa tecnologia para monitorizar os estudantes na escola. Em maio, foi revelado que uma escola em Hangzhou instalou câmaras para medir a atenção dos alunos nas aulas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …

Turismo, indústria e energia fazem do Norte região que mais cresceu em 2018

O Norte foi a região portuguesa que mais cresceu em 2018, com um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,9%, impulsionado pelo turismo, indústria e energia, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística …

Um milhão de assinaturas contra sátira de Natal da Porta dos Fundos

A petição online contra o filme “Especial de Natal: A Primeira Tentação de Cristo”, uma sátira da produtora brasileira Porta dos Fundos, exibido na Netflix, conta com mais de um milhão de assinaturas. Lançada na semana …

Sondagem: 81% dos brasileiros defende continuidade da operação Lava Jato

Uma sondagem aponta que 81% dos brasileiros consideram que a investigação levada a cabo pela Lava Jato, maior operação contra a corrupção no país, ainda não cumpriu o seu objetivo e que deve continuar. A sondagem, …