Pandemia pode vir a matar indiretamente seis mil crianças por dia, prevê Unicef

Mohamed Hossam / EPA

A luta contra a covid-19 pode vir a provocar a morte de seis mil crianças por dia nos países mais pobres, nos próximos seis meses, vítimas colaterais da sobrecarga dos sistemas de saúde, alertou esta quarta-feira a Unicef.

De acordo com a agência Lusa, os números do Fundo das Nações Unidas para a Infância baseiam-se num estudo da universidade norte-americana Johns Hopkins, citada num comunicado da organização humanitária.

Segundo o pior de três cenários analisados no estudo, nos próximos seis meses poderão morrer até 1,2 milhões de crianças em 118 países, por causa de cuidados sanitários deficientes, provocados pela luta contra a propagação do novo coronavírus, explicou a agência da ONU em comunicado. Estes óbitos suplementares juntar-se-iam aos 2,5 milhões menores que morrem por semestre nestes países, atualmente.

No mesmo período, a luta contra a covid-19 poderá também provocar indiretamente a morte de 56.700 mulheres, devido à falta de acompanhamento antes e depois do parto, além das 144 mil vítimas que já se produzem por semestre. Um balanço que, a confirmar-se, aniquilaria “décadas de progresso na redução das mortes evitáveis de mães e crianças”, lamentou a diretora da Unicef, Henrietta Fore.

“Não podemos deixar as mães e crianças serem vítimas colaterais do combate ao vírus”, que já fez quase 290 mil mortos em todo o mundo, apelou a responsável.

O estudo da Universidade Johns Hopkins, publicado na Lancet Global Health, mostra que em países com sistemas de saúde precários a covid-19 perturba as cadeias de aprovisionamento de medicamentos e o acesso a alimentos, pressionando os recursos humanos e financeiros desses países.

As medidas instituídas para lutar contra o novo coronavírus, como o confinamento, o recolher obrigatório ou as restrições nas deslocações, e o receio de contágio das populações, reduzem as visitas aos centros de saúde e fazem diminuir o recurso a procedimentos médicos essenciais. Entre os serviços afetados estão o planeamento familiar, os cuidados pré e pós-natais, os partos, a vacinação e os serviços de prevenção e cuidados de saúde, apontou a Unicef.

Na nota, a organização sublinhou que mais de 117 milhões de crianças em 37 países poderão não ter sido vacinadas contra o sarampo, até meados de abril, por causa da interrupção nas campanhas de vacinação, provocada pela pandemia.

O sul da Ásia seria a região mais afetada, seguindo-se a África subsariana e a América do Sul, com falhas particularmente elevadas no Bangladesh, Índia, Brasil, República Democrática do Congo e Etiópia.

A nível global, segundo um balanço da agência AFP, a pandemia já provocou mais de 290 mil mortos e infetou mais de 4,2 milhões de pessoas em 195 países e territórios. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas, encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando setores inteiros da economia mundial.

Lusa //

PARTILHAR

RESPONDER

OE2021. Bloco prepara voto contra. PSD só salva proposta se Costa pedir desculpa

O Bloco de Esquerda prepara-se para votar contra o Orçamento do Estado para 2021 na generalidade, avança este sábado o semanário Expresso. Governo e Bloco de Esquerda tem negociado nos últimos dias a proposta de …

Inscrição perdida contém a chave para o enigma dos esqueletos de Almaçã

Uma inscrição de pedra desaparecida esconde a chave para o mistério dos esqueletos de Almaçã, enterrados debaixo de uma muralha medieval. Em Almaçã, Espanha, onze corpos foram enterrados debaixo de uma enorme muralha de uma vila …

Espanha prepara-se para decretar estado de alerta

O Governo espanhol prepara-se para decretar estado de alerta em todo o território, depois de ter colocado a região de Madrid neste nível de alerta. A notícia é avançada este sábado pelo jornal espanhol El País, …

Jerónimo de Sousa deve ser reconduzido na liderança do PCP

O atual secretário-geral do PCP deve ser reconduzido no cargo no congresso que está agendado para o final de novembro, avança este sábado o jornal Público. De acordo com o matutino, as atuais regras sanitárias …

Elixir oral (e outros produtos domésticos) poderá ajudar a neutralizar o SARS-CoV–2

Alguns produtos domésticos, como é o caso do elixir oral e produtos para a descongestionar as vias nasais, mostraram-se eficazes em neutralizar um tipo coronavírus num estudo científico levado a cabo com células humanas. A …

Presidente da Polónia com teste positivo de covid-19

O Presidente da Polónia, Andrzej Duda, testou positivo para o novo coronavírus, anunciou este sábado o porta-voz do chefe de Estado. "Como se esperava, o Presidente @AndrzejDuda foi ontem [sexta-feira] submetido a um teste para detetar …

"Com o futebol acabei com a Guerra do Iraque". Jorvan Vieira, o treinador português que é Deus no mundo árabe

Jorvan Vieira é um nome que pouco deve dizer à maioria dos adeptos de futebol. Filho de portugueses emigrados no Brasil, fez grande parte da sua carreira no Médio Oriente, onde é acarinhado por milhões. …

Capacidade de cuidados intensivos na Europa vai chegar ao limite, alerta OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou esta sexta-feira que muitas unidades de cuidados intensivos na Europa vão chegar ao limite da sua capacidade nas próximas semanas. "Há uma situação muito preocupante a acontecer na Europa. …

Geólogos "ressuscitam" placa tectónica desaparecida

A existência da placa tectónica Ressurreição nunca foi consensual: alguns geólogos argumentam que nunca foi real e outros alegam que a placa sofreu um processo de subducção no manto da Terra, em algum lugar da …

Não se esqueça: muda a hora este domingo

Os relógios vão atrasar 60 minutos na madrugada do próximo domingo em Portugal para dar início ao horário de inverno. Em Portugal Continental e na Região Autónoma da Madeira, os relógios deverão ser atrasados uma hora …