UNICEF faz o maior apelo de sempre

Marcello Casal Jr. / Flickr

-

A UNICEF lançou hoje um apelo de emergência de 2,2 mil milhões de dólares, o maior de sempre, para ajudar 85 milhões de pessoas, entre as quais 59 milhões de crianças, em 50 países.

O montante inédito – que ronda 1,6 mil milhões de euros – previsto no Apelo Humanitário para as Crianças em 2014 deve-se “ao número de situações de emergência em larga escala e de grande complexidade que continuam a causar deslocações massivas de populações e a pôr em risco a vida e o bem-estar de milhões de crianças”, escreve a UNICEF num comunicado enviado hoje à imprensa.

A maior percentagem deste montante (28%) destina-se a fornecer água, higiene e saneamento a 23 milhões de crianças e outros 20% a alimentar 2,7 milhões de crianças que sofrem de malnutrição aguda severa.

Cerca de 40% do total pedido pela UNICEF, 835 milhões de dólares, são destinados à Síria e àquela sub-região, onde a UNICEF quer prestar assistência vital, nomeadamente em “imunização, água e saneamento, educação e proteção”, mas também para promover competências em matéria de coesão social e de reforço da paz.

Situações esquecidas

O diretor de Programas de Emergência do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Ted Chaiban, conta que acaba de regressar do Sudão do Sul, “onde o mais recente conflito de grandes proporções está a pôr em causa a vida de milhões de crianças inocentes”.

“Mais de 400 mil crianças e as suas famílias foram deslocadas devido ao conflito e mais de 3,2 milhões de pessoas precisam de assistência humanitária”, exemplifica Ted Chaiban, sublinhando que as crianças do Sudão do Sul se juntam a “milhões de outras crianças afetadas pelos conflitos na República Centro-Africana e na Síria”.

Apesar de estes serem os casos que atualmente centram mais atenções mediáticas, “há muitas outras situações críticas para as quais também é necessário financiamento imediato e ajuda humanitária urgente”, acrescenta o mesmo responsável, citando os casos do Afeganistão, da Colômbia, da República Democrática do Congo, da Birmânia, da Somália ou do Iémen.

Seis milhões para Angola

Entre os 50 países para os quais a UNICEF pede um montante específico está Angola, para o qual são pedidos seis milhões de dólares, metade dos quais se destinam ao setor da água, higiene e saneamento, “devido à crítica falta de água”.

Este apelo para Angola visa alcançar 517.800 pessoas, entre as quais 421 mil crianças, em 2014.

“As crianças são sempre o grupo mais vulnerável em emergências, correndo riscos elevados de violência, exploração, doença e negligência,” afirmou Ted Chaiban.

No relatório que acompanha o apelo humanitário deste ano, a UNICEF faz o balanço do trabalho realizado em 2013, referindo que, nesse ano, 24,5 milhões de crianças foram vacinadas contra o sarampo, perto de 20 milhões de pessoas passaram a ter acesso a água potável, 2,7 milhões de crianças obtiveram acesso a uma educação de melhor qualidade, 1,9 milhões de crianças receberam tratamento para a malnutrição aguda severa e 935 mil beneficiaram de apoio psicológico.

No entanto, sublinha a organização, devido ao défice de financiamento em países como a Eritreia, o Lesoto ou Madagáscar, bem como às restrições ao acesso humanitário, à insegurança e a um ambiente em que as intervenções são difíceis, muitas das necessidades ficaram por satisfazer.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Companhia aérea australiana oferece voos de 7 horas (para lugar nenhum)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou recentemente planos para um voo panorâmico de sete horas que fará um loop gigante em Queensland e Gold Coast, New South Wales e os remotos centros do interior do …

Barack Obama vai publicar um livro de memórias (mas só depois da eleições de novembro)

O livro de memórias do antigo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, só vai ser publicado depois das eleições presidenciais de novembro. Uma enxurrada de livros políticos chegou às prateleiras nas últimas semanas, no final da …

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …

Guardas da Revolução do Irão prometem vingar morte do general Soleimani

O chefe dos Guardas da Revolução, o exército ideológico do Irão, garantiu hoje que a morte do general Qassem Soleimani, alvo de um raide aéreo dos Estados Unidos, será vingada em “todos os seus implicados”. “Senhor …

"O mundo está no momento mais perigoso da história humana", diz Noam Chomsky

O professor norte-americano Noam Chomsky, conhecido como o pai da linguística moderna, advertiu que o mundo está no momento mais perigoso da história da humanidade devido à crise climática, à ameaça de guerra nuclear e …

Portugal com 849 novas infecções por covid-19. Há 20.722 casos activos

Portugal registou 849 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, mantendo-se a tendência de subida verificada nos dias anteriores. Mas o número de pacientes recuperados também não era tão alto desde Julho. O boletim da …

A Grândola Vila Morena abafou "a maior marcha alguma vez vista" do Chega

Com a Praça do Giraldo, em Évora, dividida por barreiras anti-motim, os participantes da concentração "Pela Liberdade" receberam os apoiantes do Chega de André Ventura ao som de "Grândola Vila Morena" e empunhando cravos vermelhos …

Pandemia assola Irão. EUA com mais 888 mortos. 19 países europeus bateram recorde de casos

Naquele que é o número mais elevado de casos diários desde abril, a Alemanha registou 2.297 novos contágios, 19 países europeus já ultrapassaram o recorde de casos do pico da pandemia. O Irão ultrapassou as …

Rangel "é um turista do carago". SMS atestam que Vieira usou Benfica em "benefício pessoal"

Luís Filipe Vieira é um dos acusados da Operação Lex, com o Ministério Público (MP) a alegar que o presidente do Benfica utilizou o clube em "benefício pessoal" para obter uma cunha do juiz Rui Rangel. O …