Um terço das crianças do mundo estão intoxicadas com chumbo

Um terço das crianças do mundo estão intoxicadas com chumbo, o que pode causar danos irreparáveis ao cérebro, de acordo com um relatório divulgado nesta quarta-feira pela Unicef e pela organização não-governamental (ONG) Terra Pura (Pure Earth).

Segundo o estudo, uma em cada três crianças, 800 milhões no total, tem níveis de chumbo no sangue iguais ou superiores a cinco microgramas por decilitro, o nível em que é considerado necessário intervir. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mesmo os níveis mais baixos de chumbo podem estar ligados a menor inteligência, dificuldades comportamentais e problemas de aprendizagem em menores.

Embora o problema ocorra em todo o mundo, as áreas mais afetadas correspondem a países com poucos recursos. Quase metade dos 800 milhões de crianças intoxicadas vive na região do sul da Ásia.

O estudo, o primeiro a ser realizado a esta escala, de acordo com seus autores, concluiu inequivocamente que as crianças em todo o mundo estão a ser “envenenadas em uma escala maciça e anteriormente não reconhecida”.

“O chumbo, que apenas gera sintomas no início, causa danos silenciosos à saúde e ao desenvolvimento das crianças, com consequências potencialmente fatais”, disse a diretora executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Henrietta Fore.

De acordo com Fore, “conhecer a extensão da contaminação por chumbo e entender a destruição que causa na vida de indivíduos e comunidades deve inspirar medidas urgentes para proteger as crianças de uma vez por todas”.

O chumbo, um metal pesado amplamente utilizado desde os tempos antigos para uma ampla variedade de aplicações, gera uma poderosa neurotoxina que é especialmente prejudicial para crianças e, acima de tudo, para crianças menores de cinco anos.

Nessas idades, quando o cérebro não está totalmente desenvolvido, a substância pode causar deterioração neurológica, cognitiva e física para toda a vida.

Numerosos estudos relacionaram a exposição do chumbo na infância a problemas de saúde mental e comportamental e a um aumento no crime e na violência. Para crianças mais velhas e adultos, considera-se que a exposição prolongada ao chumbo aumenta o risco de problemas de saúde, incluindo complicações cardiovasculares e renais.

No estudo defende-se que a reciclagem clandestina e deficiente de baterias de chumbo comuns nos automóveis é um dos principais fatores que contribui para o envenenamento de crianças que vivem em países de baixo e médio rendimento, onde o número de veículos triplicou no últimos 20 anos.

Esse aumento, juntamente com a falta de regulamentação e infraestrutura para reciclagem, significa que até 50% das baterias de chumbo são recicladas de maneira perigosa na economia paralela, denunciou a Unicef. Isso coloca em risco os trabalhadores, mas também as pessoas que vivem em áreas próximas, expostas a vapores tóxicos.

Outras fontes de intoxicação incluem chumbo na água pelo uso de canos feitos a partir dele; chumbo de atividades como mineração, pintura e pigmentos à base de chumbo ou gasolina com chumbo, que diminuiu significativamente nas últimas décadas; bem como pode ser encontrado em latas de alimentos e em especiarias, cosméticos, brinquedos e outros produtos de consumo.

Nos países mais ricos, os níveis de chumbo no sangue foram reduzidos muito significativamente, desde a eliminação gradual da gasolina com chumbo e nas tintas feitas à base desse elemento, mas o problema subsiste ainda em outras áreas do mundo.

A Unicef e a Pure Earth, uma organização com sede em Nova Iorque, pedem aos governos que tomem medidas para acabar com a exposição das crianças e a avançarem com legislação, melhor prevenção e controlo, mais sistemas de monitorização, reforço em áreas como o tratamento de crianças e menores afetados, assim como desenvolver campanhas de sensibilização pública.

“A boa notícia é que o chumbo pode ser reciclado com segurança sem expor os trabalhadores, os seus filhos e os bairros vizinhos. Locais contaminados com chumbo podem ser reparados e restaurados. É possível educar as pessoas sobre os perigos do chumbo e capacitá-las para se protegerem a si mesmas e aos seus filhos. O retorno do investimento é enorme: melhor saúde, maior produtividade, QI [Quociente de Inteligência] mais alto, menos violência e um futuro”, explicou o presidente da Pure Earth, Richard Fuller, em comunicado.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Como é que esses países subdesenvolvidos conseguem arranjar meios para reciclar esse chumbo se nem pão têm para alimentar essas crianças como vimos, há pouco, o que acontece com algumas crianças angolanas?É para chumbar,de facto, o comportamento humano que desencadeia tais situações. As marcas desses produtos tóxicos são responsáveis pela ausência de sensibilização para a sua manipulação! o que lhe interessa mesmo é o dinheiro fácil! Mas, se as crianças morrem, são menos adultos a consumir os seus produtos no futuro.

RESPONDER

Ljubomir Stanisic rescindiu contrato “de forma unilateral” com a TVI

A caminho da SIC, o apresentador rescindiu o contrato com a estação de Queluz, avança a TVI. Ljubomir Stanisic tinha contrato até dezembro de 2020. “O Chef Ljubomir Stanisic rescindiu hoje [esta sexta-feira], unilateralmente, o contrato …

Netflix tem uma nova funcionalidade. Os cegos e os surdos agradecem

A nova funcionalidade da Netflix permite alterar a velocidade de reprodução dos seus filmes e séries. Esta é uma novidade bem recebida por espetadores cegos e surdos. A Netflix tem uma nova funcionalidade que permite que …

Cientistas transformam tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade

Uma equipa de investigadores descobriu como converter o pigmento vermelho dos tijolos num plástico condutor de eletricidade. Esse processo permitiu transformar os tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade. Esses supercapacitores de tijolo podem ser …

Primeiro Museu do Godzilla abre no Japão (e os visitantes podem entrar na boca do monstro)

O primeiro Museu do Godzilla do mundo está agora aberto no Japão e tem uma estátua enorme do icónico monstro, em cuja boca se pode entrar de slide. De acordo com a Newsweek, atualmente, os visitantes …

Hubble faz a primeira observação de um eclipse lunar total

Tirando vantagem de um eclipse lunar total, astrónomos usaram o Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA para detetar ozono na atmosfera da Terra. Este método serve como um substituto de como vão observar planetas semelhantes à Terra …

Biden tem 71% de probabilidade de vencer as eleições contra Trump

Joe Biden, candidato democrata à Casa Branca, tem 71% de probabilidade de vencer as eleições presidenciais norte-americanas frente a Donald Trump, o atual Presidente dos Estados Unidos, aponta uma nova sondagem. A pesquisa de opinião, levada …

Barcelona 2-8 Bayern | Atropelamento histórico na Champions

Noite histórica no Estádio da Luz. Em jogo dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, o Bayern goleou o Barcelona por impensáveis 8-2 – com 4-1 em cada uma das metades. Um resultado que se tornou …

Depois das sementes, norte-americanos recebem máscaras, óculos de sol e até meias sujas da China

Vários residentes da Flórida, nos Estados Unidos, receberam pacotes misteriosos da China pelo correio que não tinham encomendado. Desta vez não eram sementes, mas sim máscaras cirúrgicas, óculos de sol e até meias sujas. Em declarações …

Imposto sobre refrigerantes reduziu o seu consumo

O imposto especial sobre as bebidas com maior teor de açúcar levou mais de 40% dos inquiridos num estudo da Universidade Católica esta sexta-feira divulgado a reduzir o seu consumo, comportamento que adotariam também com …

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …