UE retira Barbados da lista de paraísos fiscais e junta Dominica

O Conselho da União Europeia (UE) decidiu esta segunda-feira retirar os Barbados da lista de jurisdições não cooperantes para fins fiscais, juntando a estes designados paraísos fiscais a Dominica e faz avisos à Turquia para aumentar a troca de informações.

“O Conselho adotou hoje [segunda-feira] conclusões sobre a lista revista de jurisdições não cooperantes para fins fiscais, tendo decidido acrescentar a Dominica à lista da UE de jurisdições não cooperantes e retirar os Barbados dessa lista”, referiu a estrutura em nota de imprensa, citado pela agência Lusa.

Com as alterações feitas segunda-feira, são assim 12 os paraísos fiscais identificados pela UE: Samoa Americana, Anguila, Dominica, Fiji, Guam, Palau, Panamá, Samoa, Seychelles, Trinidad e Tobago, as Ilhas Virgens Americanas e Vanuatu.

Tendo como base o Fórum Global sobre Transparência e Troca de Informações para Fins Fiscais, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a UE justifica que juntou a Dominica à sua lista por este país ter obtido uma classificação “parcialmente conforme” com as regras para trocas de informação.

Por seu lado, o arquipélago dos Barbados foi retirado da lista, após ter sido incluído em outubro de 2020, por estar a rever as suas regras e aguardar uma nova classificação, adiantou o Conselho.

Criada em 2017, a lista faz parte da estratégia externa da UE em matéria fiscal, visando promover a boa governação a nível mundial. Abrange países não comunitários que ou não iniciaram um diálogo construtivo com a UE sobre governação fiscal ou não cumpriram os seus compromissos de implementar reformas.

Com base nas conclusões adotadas segunda-feira, foram ainda identificadas as jurisdições que, apesar de ainda não cumprirem todas as normas fiscais internacionais, já assumiram compromissos suficientes para implementar os princípios da boa governação fiscal.

O Conselho da UE apontou que foi solicitado à Turquia que resolvesse todas as questões em aberto no que respeita à troca efetiva de informações com todos os Estados-membros.

“Neste contexto, espera-se que a Turquia se comprometa a um alto nível político até 31 de maio de 2021 a ativar efetivamente a sua relação de troca automática de informações com todos os 27 Estados-membros até 30 de junho de 2021″, assinala a estrutura onde estão representadas os países.

Já Marrocos, Namíbia e Santa Lúcia foram retirados desse documento por terem cumprido todos os seus compromissos, enquanto a Jamaica foi acrescentada por se ter comprometido a alterar ou abolir o seu regime fiscal prejudicial (regime da zona económica especial) até ao final de 2022.

À Austrália e à Jordânia foi concedida uma prorrogação do prazo para o cumprimento dos seus compromissos até que esteja pendente a avaliação das suas reformas. E foram dados ainda quatro meses adicionais às Maldivas para ratificarem a Convenção relativa à Assistência Administrativa Mútua em Matéria Fiscal da OCDE.

Segundo o Conselho da UE, são assim nove as jurisdições que se comprometeram a reformar as suas políticas fiscais: Austrália, Barbados, Botswana, Suazilândia, Jamaica, Jordânia, Maldivas, Tailândia e Turquia. As jurisdições são avaliadas pela UE com base em critérios como transparência fiscal, tributação justa e implementação de normas internacionais destinadas a evitar a erosão da base tributária e a transferência de lucros.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bactérias benéficas do leite materno mudam ao longo do tempo

De acordo com um novo estudo, a mistura de bactérias benéficas transmitidas pelo leite materno muda significativamente com o tempo. Este pode atuar como uma injeção de reforço diário para a imunidade e metabolismo infantil. Os …

Quando um tigre vale mais morto do que vivo: A sórdida realidade das quintas de procriação

Em alguns países asiáticos, quintas de procriação de tigres exploram até ao tutano o valor económico do animal, submetendo-o a condições de vida degradantes. Tigres já foram puderam ser encontrados em grande parte da Ásia, do …

Ana Estrada Ugarte. Em decisão histórica, Peru abre as portas à eutanásia

Numa decisão histórica esta quinta-feira, o 11.º Tribunal Constitucional do Superior Tribunal de Justiça de Lima, no Peru, ordenou ao Ministério da Saúde do país que respeitasse a vontade de Ana Estrada Ugarte de acabar …

Árbitros estrangeiros na próxima época? APAF recusa "atestado de incompetência"

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) tem a certeza de que o Conselho de Arbitragem (CA) não irá passar um "atestado de incompetência" aos árbitros portugueses, chamando estrangeiros para encontros de Ligas nacionais. Segundo …

Depois do desconforto que a série causou na Família Real, Harry defende "The Crown"

Durante uma entrevista a James Corden, para o programa americano The Late Late Show, o príncipe Harry defendeu a série The Crown da Netflix, explicando que embora não seja “estritamente precisa”, retrata a pressão da …

Benfica vai apresentar queixa por ameaças de morte a Vieira e vandalismo

O Benfica vai avançar com queixas devido às ameaças de morte ao presidente do clube em tarjas colocadas nas imediações do Estádio da Luz, mas também pela vandalização de várias casas benfiquistas. Segundo o jornal online …

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …