Turquia deteve 17 jornalistas acusados de pertencerem a “grupo de terror”

faungg's photos / Flickr

A praça de Sultanahmet, no centro histórico de Istambul, na Turquia

A praça de Sultanahmet, no centro histórico de Istambul, na Turquia

A Turquia deteve este sábado 17 jornalistas acusados de pertencerem a um “grupo de terror” e o Presidente turco disse aos responsáveis europeus para “se meterem na sua vida”, referindo-se à repressão que se sucedeu ao golpe falhado.

Dezassete jornalistas continuam sob custódia de um tribunal de Istambul, acusados de terem ligações a Fethullah Gulen, oposicionista tido com responsável pelo golpe de Estado de 15 de julho, uma acusação que nega.

Na sexta-feira, 21 jornalistas foram a julgamento e estiveram em audições que duraram até à meia-noite, sendo que, destes, quatro foram libertados, mas 17 foram colocados em detenção pré-julgamento, acusados de “pertencerem a um grupo de terror“, segundo avançou a Anadolu, a agência de notícias estatal.

Entre os detidos estão o jornalista veterano Nazli Ilicak e também Busra Erdal, o antigo correspondente de uma publicação pró-Gullen.

A Turquia deteve mais de 18 mil pessoas durante a tentativa de golpe de Estado atribuída a Gullen, exilado nos Estados Unidos. Desde então, assistiu-se no país a uma onda de repressão que levou Bruxelas a pôr em causa a adesão de Ancara à União Europeia.

No entanto, duas semanas depois do golpe de Estado de 15 de julho, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou que estava a levantar vários processos judiciais contra pessoas que estavam acusadas de o insultar.

Centenas de detidos desde o golpe estão agora a ser libertados: o tribunal de Istambul já libertou 758 soldados na noite de sexta-feira e outros 3.500 suspeitos foram também soltos.

No entanto, com a preocupação crescente quanto a estes números, o comissário europeu para o Alargamento da UE, Joanned Hahn, afirmou que precisa de ver “factos preto no branco sobre como estas pessoas são tratadas”.

“E, se houver a mais pequena dúvida em relação a um tratamento impróprio, então as consequências serão inevitáveis”, disse Hahn ao diário alemão Sueddeutsche Zeitung.

Num discurso no seu palácio presidencial ao final do dia de sexta-feira, em que recordou os que morreram durante o golpe falhado, Erdogan denunciou as críticas e acusou o Ocidente de desertar a Turquia quando o país mais precisa.

“Algumas pessoas dão-nos conselhos. Dizem que estão preocupados. Metam-se na vossa vida, olhem para os vossos próprios atos”, afirmou Recep Tayyip Erdogan.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Governo indiano ordena inspeção a todos os centros da congregação da Madre Teresa

O Governo da Índia ordenou uma inspeção a todos os centros para crianças geridos pela congregação católica da Madre Teresa no país, após a detenção de uma das suas freiras por alegadamente vender bebés. A ministra …

Peru decreta estado de emergência na fronteira com a Colômbia

O Peru decretou na segunda-feira o estado de emergência por 60 dias na fronteira com a Colômbia, devido à presença de narcotraficantes e de dissidentes da antiga guerrilha das Forças Armadas Revolucionários da Colômbia. O Presidente …

CP acaba com o primeiro Alfa Pendular do dia (e reforça receios de colapso)

A partir de 5 de Agosto, deixa de haver o primeiro comboio Alfa Pendular do dia a realizar o percurso de Lisboa ao Porto. A CP - Comboios de Portugal vai acabar com esta ligação …

São feitos por dia quase 600 créditos para comprar carro

Vendem-se cada vez mais carros em Portugal. Só no mês de maio foram concedidos quase 290 milhões de euros e feitos mais de 20 mil contratos, segundo dados do Banco de Portugal. Os empréstimos para compra …

Transferência do Infarmed "ameaça saúde pública” em Portugal e no mundo

A presidente do Infarmed, Maria do Céu Chamado, alertou esta terça-feira que uma deslocalização da instituição pode ser uma “ameaça à saúde pública” em Portugal e também no mundo. Ouvida na comissão parlamentar de Saúde, a …

Campanha oficial do Brexit multada por violar lei eleitoral

A campanha oficial para o voto a favor da saída do Reino Unido da União Europeia - Vote Leave - foi multada por violar a lei eleitoral, anunciou esta terça-feira a Comissão Eleitoral. Segundo revelou a …

Bitcoin ajudou a financiar ciberespionagem eleitoral da Rússia, acusam os EUA

A bitcoin terá ajudado a financiar o esquema de ciberespionagem nos Estados Unidos levado a cabo por 12 agentes russos durante as eleições presidenciais de 2016. Segundo um relatório, apresentado esta sexta-feira pelo vice-procurador-geral dos Estados …

Parlamento chumba fim do adicional ao imposto dos combustíveis

O Parlamento chumbou esta terça-feira, na especialidade, com os votos da esquerda, o projeto de lei do CDS que punha fim ao adicional ao Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP). PS, PCP e Bloco chumbaram o projeto …

UE e Japão assinam acordo de comércio livre contra protecionismo

A União Europeia e o Japão assinaram nesta terça-feira, em Tóquio, um acordo de comércio livre que o presidente do Conselho Europeu considerou ser uma "mensagem clara" contra o protecionismo. "Enviamos uma mensagem clara de que …

Alunos da secundária Pedro Nunes tiveram de pagar 10 euros para se matricularem

Os alunos da Escola Secundária Pedro Nunes tiveram de pagar 10 euros para se matricularem. A diretora do estabelecimento de ensino desconhecia a situação e já deu instruções para que o dinheiro seja devolvido. Os alunos …