Turquia acusa formalmente 20 sauditas pelo assassinato de Jamal Khashoggi

pomed / Flickr

O Jornalista saudita Jamal Khashoggi

A Turquia acusou formalmente 20 sauditas, incluindo duas pessoas próximas do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi.

O gabinete do procurador-geral de Istambul adiantou, em comunicado, que identificou duas pessoas próximas do príncipe Mohammed bin Salman como autores intelectuais do assassinato do jornalista Jamal Khashoggi: o ex-conselheiro Saud Al Qahtani e o ex-diretor de inteligência, general Ahmed Al Assiri.

Após vários meses de investigação, a relatora da ONU sobre tortura, Agnes Callamard, concluiu que o príncipe herdeiro saudita, assim como outros altos responsáveis do regime, têm responsabilidades no assassínio.

Em dezembro, um tribunal da Arábia Saudita condenou à morte cinco pessoas pelo seu alegado envolvimento no crime e condenou outras três a penas de prisão. “Diz-se que vão ser executadas algumas pessoas sem explicar quem são e porque o fizeram, não foi um julgamento aberto, tudo decorreu à porta fechada, desta forma não aceito o resultado nem creio que ninguém o faça”, afirmou Cengiz, noiva do jornalista.

A 9 de março, a também investigadora turca, criticou a inação da ONU perante este crime, dizendo que prejudica o seu prestígio e apelando a que se adotem medidas concretas contra a monarquia saudita. “O relatório da relatora da ONU Agnes Callamard foi claro, pediu que fosse investigado o crime, mas infelizmente não foi dado qualquer passo”, disse.

Segundo as agências noticiosas, Cengiz compareceu na sede europeia da ONU para renovar perante o Conselho de Estado as suas pressões dirigidas à Arábia Saudita para que se investigue e castigue os autores do crime.

“Apesar da inação e da paralisia ainda estou otimista e acredito que este é o lugar onde algo tem de ocorrer, e por isso estou aqui, para recordar que ainda se pode fazer algo. Esta é a oportunidade da ONU para se fortalecer a si própria e surgir como a autoridade na matéria, como um corpo para impor sanções e castigar os culpados”, afirmou Cengiz.

A investigadora e ativista turca também se dirigiu aos países da União Europeia, a quem pediu um papel mais ativo que não se limite a simples declarações de condenação pelo assassínio do jornalista.

“Posso ver que muitos países estão incomodados com o odioso crime cometido, e por isso exorto-os a tomarem ações individuais. Sei que entre eles existe essa vontade”, declarou.

Jamal Khashoggi, um jornalista crítico da monarquia saudita e que trabalhava para o The Washington Post, foi assassinado e desmembrado a 2 de outubro de 2018, no consulado da Arábia Saudita em Istambul.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Investigadores da Microsoft sugerem que todo o Universo é um "computador autodidata"

Uma equipa de físicos teóricos, que estão a trabalhar com a Microsoft, acredita que todo o Universo é um sistema de autoaprendizagem de leis evolutivas. Chamado de "The Autodidactic Universe" ("O Universo Autodidata"), o artigo argumenta …

Marte não secou de uma vez. Em vez disso, passou por vários ciclos de "vida e morte"

As preciosas capturas da Curiosity no Monte Sharp, localizado dentro da cratera Gale, permitiram aos cientistas identificar as condições climáticas de Marte no passado. Tudo graças às assinaturas que deixaram nas rochas e que agora …

Neuralink divulga vídeo de macaco a jogar videojogo com a mente

A Neuralink, empresa de implantes cerebrais do empresário Elon Musk, divulgou na quinta-feira um vídeo que mostra a tecnologia a funcionar em macacos. No vídeo, um cientista da Neuralink explica a forma como a empresa implantou …

Obra de Paula Rego vai a leilão com estimativa de um milhão de libras

A obra “The Aunt (Nada)”, da pintora portuguesa Paula Rego, vai ser leiloada pela Phillips, em Londres, na quinta-feira, com uma estimativa de venda entre 800 mil e 1,2 milhões de libras (922 mil a …

Minerar bitcoin na China vai gerar mais emissões de carbono do que as de toda a República Checa

Um novo estudo estima que o processo de mineração de bitcoin na China poderá gerar em breve 130,50 milhões de toneladas de emissões de carbono por ano (mais do que a produção anual de toda …

Chelsea 0-1 FC Porto | Adeus com sentimento de injustiça

Difícil de lidar. O Porto mostrou capacidade para afastar o poderoso Chelsea nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, mas ficou a um golo de levar a eliminatória para prolongamento, acabando afastado. Após a derrota por 2-0 …

Suíça cria a moeda mais pequena do mundo com a imagem de Einstein

Com a famosa imagem de Albert Einstein a mostrar a língua, e com apenas 2,96 mm de diâmetro, é necessário o recurso a uma lupa para conseguir apreciar o objeto. Esta é a  moeda mais …

Citroën apresenta o seu novo topo de gama. O C5 X promete audácia e inovação

A Citroën apresentou o C5 X, uma carrinha sobrelevada ao estilo de crossover, que faz uma maior apologia da tecnologia, do conforto e de um desenho mais irreverente face aos rivais que se encontram no …

J-Lo, H.E.R. e Foo Fighters em concerto para financiar vacinas contra a covid-19

As cantoras Jennifer Lopez e H.E.R. são duas das participantes num espetáculo especial, que será transmitido a nível global, no próximo dia 8 de maio, com o objetivo de angariar fundos para as vacinas contra …

"Indecente e imoral". Paquistão em guerra aberta com o TikTok, a rede social mais popular do país

O TikTok é a rede social mais popular no Paquistão, mas a aplicação mostra um lado do país que não se alinha com a sua imagem conservadora. Em 2019, o TikTok tornou-se a segunda aplicação mais …