Trump quer proteger imigrantes em troca do muro. Democratas dizem “não”

Michael Reynolds / EPA

O Presidente dos EUA ofereceu proteção temporária para imigrantes ilegais que entraram no país em crianças, numa tentativa de acabar com o shutdown e conseguir financiamento para construir um muro na fronteira com o México.

Num discurso a partir da Casa Branca, Donald Trump defendeu que o sistema de imigração norte-americano “tem sido maltratado ao longo da história. Estamos agora a viver as consequências disso, e são trágicas”.

Eu prometo resolver esta crise. O nosso sistema de imigração deve ser o nosso motivo de orgulho”, acrescentou, segundo a sapo24, salientando que “é tempo de reclamar o nosso futuro” e lembrando que “os problemas podem ser resolvidos se tivermos a coragem política para fazer o que é certo”.

Numa tentativa de desbloquear o shutdown que já dura há cerca de um mês, Donald Trump propôs alargar a proteção aos jovens imigrantes ilegais que entraram no país em crianças, em troca de 5,7 mil milhões de dólares para construir o muro, mas os democratas rejeitaram a proposta.

Em declarações na Casa Branca, em Washington, Donald Trump disse que estava a oferecer um “compromisso de senso comum que ambas as partes deveriam adotar”.

“Estou aqui para quebrar o impasse e propor ao Congresso um caminho para acabar com a paralisação do governo e resolver a crise na nossa Fronteira Sul. Se formos bem-sucedidos nesse esforço, teremos a melhor hipótese de uma reforma real da imigração bipartidária”, disse.

A presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, já reagira entretanto à proposta de Trump e diz que, apesar da esperança que os democratas tinham em relação ao discurso do presidente, “infelizmente, a sua proposta é uma uma compilação de várias iniciativas anteriormente rejeitadas, cada uma das quais inaceitáveis“.

Trump adiantou que iria alargar a proteção para jovens levados para o país ilegalmente em crianças, bem como para aqueles com estatuto de proteção temporária que fugiram de países afetados por desastres naturais ou violência.

Os democratas criticaram a proposta defendendo que esta não é uma solução permanente para os imigrantes e porque inclui dinheiro para o muro ao longo da fronteira entre os EUA e o México, a que o partido se opõe.

Donald Trump escreveu que o México “não estava a fazer nada” para travar a caravana de migrantes que se desloca para os EUA e defende que, apesar de terem sido paradas as duas últimas que tentaram entrar no país, a tarefa “não é fácil” para os agentes que estão na fronteira.

A Casa Branca partilhou uma mensagem em que o Presidente dos EUA refere a necessidade de união dos americanos. Trump fala em “amor, lealdade, amizade e afeto” e exalta que é necessário “olhar para o outro, cuidar uns dos outros”, tendo em vista “o interesse da nação e de todos os cidadãos que aqui vivem”.

O Governo norte-americano está em encerramento parcial devido ao “braço de ferro” entre Trump, que defende a obtenção de financiamento para a construção de um muro na fronteira com o México, e a oposição dos democratas relativamente a esta decisão. O impacto das cerca de quatro semanas de shutdown está a ser sentido em todo o país.

Cerca de 800 mil funcionários públicos não receberam salário, o que aumentou as ansiedades relativas ao pagamento de crédito imobiliário e outras contas, e metade deles não está a trabalhar, o que provocou o encerramento de vários serviços governamentais.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O tontinho que dizia que seria o México a pagar o muro, tem agora tudo “encravado” porque afinal os 5,7 mil milhões para o muro, vem mesmo dos palermas americanos que acreditaram nas tretas do Trampa!…

  2. Aqui vai, não matem o mensageiro: antigo democrata Jeffrey Peterson diz que a única razão pela qual os democratas não querem que se construa o muro é porque estes são financiados pela Máfia Mexicana… A ser verdade, muita coisa começa a fazer sentido.
    Devia ser apurada a verdade desta afirmação. Mas não me surpreenderia se sim, pois no passado há mais histórias semelhantes a esta… Veja-se o caso Iran-Contra https://en.wikipedia.org/wiki/CIA_involvement_in_Contra_cocaine_trafficking

RESPONDER

Há três datas prováveis para o Apocalipse. Duas das quais ainda este século

A humanidade corre o risco de ser extinta devido à colisão da Terra com um corpo celeste, a uma catástrofe natural ou até tecnológica. Este cenário não é uma fantasia saída dos filmes de Hollywood, …

Tondela vs Porto | Dragões garantem vantagem para o Clássico

O FC Porto fez o que lhe competia para garantir que chegava ao “clássico” do próximo sábado, com o Benfica, no primeiro lugar do campeonato. Na visita ao Tondela, os “dragões” não deram grandes veleidades …

Enfermeiras suspeitas de sabotar hospital com baratas. Queriam emprego melhor

Enfermeiras das emergências de um hospital italiano terão, alegadamente, libertado baratas no seu departamento. O objetivo era conseguirem uma transferência para outro hospital. As autoridades sanitárias da região de Nápoles abriram uma investigação a um caso …

Cancro do colo do útero pode ser extinto até 2100

Todos os anos, o cancro do colo do útero é a causa de morte de mais de 300 mil mulheres em todo o mundo - mas pode ser extinto até 2100. No ano passado, o diretor-geral …

Fortnite retira anúncios do YouTube para fugir aos predadores sexuais

A produtora de videojogos que criou o Fortnite, muito popular entre jovens e crianças, decidiu retirar os anúncios publicitários do YouTube por temer que estes apareçam ao lado de comentários publicados por pedófilos. A empresa norte-americana …

O alpinista sem pernas que chegou ao cume do Everest foi premiado com o "Momento do Ano"

Um alpinista chinês de 69 anos, que tem ambas as pernas amputadas, conseguiu chegar ao topo do Evereste em maio de 2018. A perseverança de Xia Boyu valeu-lhe nesta semana um prémio.  Em 1975, Xia Boyu …

Numa empresa neozelandesa só se trabalham quatro dias por semana (mas a produtividade aumentou)

Em março e abril do ano passado, uma empresa neozelandesa implementou um novo modelo laboral: trabalhar apenas quatro dias por semana. O estudo final foi publicado esta terça-feira e as conclusões mostram resultados animadores. Quase um …

Portugueses não sabem fazer queixa contra discriminação (e acham que não vale a pena)

Quase toda a gente já ouviu falar de discriminação ou crimes de ódio, mas a maioria tem dificuldade em distinguir os conceitos, desconhece o que fazer perante um caso ou a quem recorrer para fazer …

Imigrantes que entraram ilegais em Portugal terão visto desde que tenham um ano de descontos

Os imigrantes que se encontram em Portugal a trabalhar e a descontar para a Segurança Social há pelo menos 12 meses vão poder ter a autorização de residência mesmo que não tenham entrado no país …

Estudantes no Porto até aos 15 anos vão andar gratuitamente de metro e autocarro

A Câmara do Porto vai garantir passes gratuitos para residentes estudantes na cidade até aos 15 anos, complementando a medida do Governo que prevê a gratuitidade do título de transporte até aos 12 anos. O anúncio …