Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser “determinados de forma precisa”

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada que contradiz o candidato.

“Devido à nova e sem precedentes quantidade massiva de boletins não solicitados que serão enviados a eleitores, o resultado da eleição de 3 de novembro pode nunca ser determinado de forma precisa, que é o que alguns desejam. Parem com o caos dos boletins”, escreveu Donald Trump.

Segundo dados divulgados pelo canal de televisão CNN, há nove estados que enviarão boletins de voto por correio aos eleitores registados para votar nas eleições de novembro (Colorado, Oregon, Utah, Havai, Washington, Califórnia, Vermont, Nevada e Nova Jérsia, além do distrito de Columbia), ainda que os cinco primeiros o fizessem mesmo antes da pandemia.

Noutra publicação, Trump incentivou esses estados a não prosseguirem com os seus planos de votação por correio e para pedirem “às pessoas para irem às urnas”.

Ainda assim, para o presidente, o envio de boletins solicitados por eleitores é uma medida positiva.

Um total de 35 estados permitem aos eleitores votar por correspondência, segundo o que diz a CNN. Quer seja devido ao novo coronavírus ou sem apresentar uma justificação, enquanto em seis estados os eleitores devem fornecer “uma justificação plausível”, que não inclui a pandemia, para votar por correio.

Nas suas mensagens no Twitter, Trump assegurou que “os boletins não solicitados são incontroláveis, completamente vulneráveis a interferência eleitoral por parte de países estrangeiros e conduzirão a um caos e confusão massivos”.

A rede social etiquetou dois dos ‘tweets’ do Presidente norte-americano com uma mensagem que dizia “Descubra como votar por correio é seguro”, que, ao ser clicada, abria uma série de publicações com artigos de meios de comunicação que citam especialistas e dados que afirmam que esta modalidade de sufrágio é legal e segura.

Perante esta ação, Trump respondeu na mesma rede social que o “Twitter assegura-se” de que as tendências nesta rede “sejam qualquer coisa má, falsa ou não, sobre o Presidente Trump”.

Trump mantém aberta uma ofensiva contra o voto por correio, que muitos estados estão a alargar devido à pandemia e que Trump considera que pode facilitar a fraude, apesar de numerosos estudos demonstrarem que isso é extremamente improvável.

Entretanto, um juiz bloqueou hoje as polémicas mudanças do Serviço Postal, que desaceleraram o correio em todo o país, considerando que são “um ataque com motivação política à eficiência” deste serviço em véspera das eleições de novembro.

O juiz Stanley Bastian, de Yakima, Washington, explicou estar a emitir uma liminar (uma ordem judicial provisória decorrente daquilo que se denomina na jurisprudência de “perplexidade da lei” para todo o país, solicitada por 14 estados que processaram a administração do Presidente, Donald Trump, e os Correios dos EUA.

Os estados desafiaram a chamada política de “deixar correspondência para trás” do Serviço Postal, que implica que as carrinhas de distribuição saiam a horas das instalações dos Correios, haja ou não mais correspondência para carregar.

Além disso, os estados também querem forçar os Correios a tratar a correspondência eleitoral como prioritária.

A ação judicial apresentada exige que as alterações efetuadas no serviço de correio pelo diretor-geral, Louis DeJoy, sejam anuladas por “serem ilegais”.

A coligação responsável pela ação alega que a USPS, agência do Governo federal, começou a reduzir as operações sob a tutela de DeJoy, um dos principais doadores da campanha de Trump para as eleições presidenciais de 2016.

  LUSA // Zap

PARTILHAR

RESPONDER

Técnicos insistem que INEM transporta muitos doentes não urgentes para urgências hospitalares

Os técnicos de emergência pré-hospitalar insistiram na necessidade de rever os fluxos de triagem dos doentes transportados pelo INEM para as urgências dos hospitais e reconhecem maior dificuldade na passagem do doente devido à elevada …

Ministro da Defesa não participou na organização das comemorações do Dia do Exército — onde foi vaiado

João Gomes Cravinho não participou no processo de organização do Dia do Exército, cerimónia onde foi vaiado e onde não foi tocado o hino daquela força militar. O governante foi, nas últimas 24 horas, defendido …

Recorde: Palmeiras de Abel rematou... 36 vezes num jogo

Um "massacre" da equipa de Abel Ferreira, que conseguiu uma vitória difícil contra o Sport. O Palmeiras prolongou a série positiva no Brasileirão. A equipa de Abel Ferreira chegou à terceira vitória consecutiva no campeonato, levando …

A vitória em Barcelona deve ajudar... a bilheteira do Real Madrid

O máximo que o Santiago Bernabéu registou nesta época foi 24 mil espectadores. Com condicionantes. O renovado Estádio Santiago Bernabéu já acolheu três jogos do Real Madrid nesta temporada mas muitas cadeiras ficaram vazias. O mítico palco …

Mais três mortes e 829 novos casos por covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal conta mais mais 1284 recuperados. A maioria dos novos casos são em Lisboa e Vale do Tejo e no Centro. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais três mortes e 829 casos de infecção pelo …

Operação Marquês. Relação de Lisboa obriga Ivo Rosa a admitir o recurso do MP e a ficar com os autos da não pronúncia

O Tribunal da Relação de Lisboa decidiu que o juiz de instrução criminal tem de continuar a ser responsável por parte do megaprocesso da Operação Marquês, contra a vontade do magistrado. O Tribunal da Relação de …

OE2022: Catarina Martins diz que Governo “talvez queira” uma crise política

A coordenadora do BE, Catarina Martins, acusou hoje o PS de não querer uma solução para o Orçamento do Estado, considerando que o Governo “talvez queira” uma crise política e eleições antecipadas, o que será …

Nova maternidade de Gaia entra em funcionamento em janeiro de 2022

Vila Mova de Gaia está prestes a ter uma nova maternidade. Espera-se que as obras fiquem concluídas em dezembro deste ano. O funcionamento deverá ter início em janeiro de 2022. Rui Guimarães, presidente do Conselho de …

Teste à covid-19

Investigadores descobrem marcador biológico que antecipa prognóstico de covid-19

Um grupo internacional de investigadores no qual estiveram envolvidos especialistas da Fundação Champalimaud descobriu um marcador biológico com potencial para dar prognóstico da gravidade da covid-19, com a deteção do marcador a resultar de um …

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque

Nem as regiões autónomas são boia de salvação. PSD Açores e PSD Madeira contra OE2022

As regiões autónomas têm historial de votar de forma diferente o Orçamento do Estado, caso seja essa a indicação da comissão política regional e se houver ganhos para a região. Desta vez, parece não ser …