Trump reitera ameaça “iminente” de Soleimani. Mas “isso não importa verdadeiramente”

Jim Lo Scalzo / EPA

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump

O Presidente norte-americano, Donald Trump, defendeu na segunda-feira a sua decisão de ordenar a morte do general iraniano Qassem Soleimani, argumentando que este era uma ameaça iminente para os Estados Unidos (EUA). Afirmou, ainda, que isso não é importante tendo em conta o historial do líder militar.

“A comunicação social ‘fake news’ e os seus parceiros democratas estão a esforçar-se por determinar se o futuro ataque do terrorista Soleimani estava ou não ‘iminente’ e se a minha equipa estava de acordo [comigo]. A resposta a ambas [as perguntas] é um forte SIM, mas isso não importa verdadeiramente por causa do seu passado horrível!”, escreveu Trump no Twitter, noticiou o Expresso.

O Presidente norte-americano já tinha partilhado publicações de outros utilizadores contra a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, como uma fotomontagem em que esta surge com um ‘hijab’ (véu islâmico) ao lado do líder democrata no Senado, Chuck Schumer, com um turbante, e com uma bandeira iraniana ao fundo.

Desde a confirmação da morte de Soleimani, Trump tem alegado que a operação contra o general iraniano surgiu devido a um risco iminente de ataques contra diplomatas americanos no Iraque e em toda a região, não tendo divulgado, contudo, provas que sustentassem as suas explicações. Democratas e republicanos questionaram a ação.

Na semana passada, Trump afirmou que o Irão se preparava para visar quatro embaixadas americanas antes do ataque fatal contra o general iraniano. No domingo, o Secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, admitiu não ter visto provas específicas de que o país estava a planear ataques a embaixadas.

De acordo com a NBC News, Trump autorizara a morte de Soleimani em junho. Uma das condições é que seria o próprio a dar o aval final e que essa opção só seria usada se um norte-americano fosse morto pelas autoridades iranianas. A informação foi avançada com base nas declarações de cinco atuais e antigos funcionários da Administração.

A Câmara dos Representantes, controlada pelos democratas, aprovou na quinta-feira uma resolução não vinculativa que visa limitar a capacidade do Presidente de atacar o Irão no futuro sem aprovação do Congresso.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Harry Potter. HBO Max trabalha em possível série de televisão

A saga Harry Potter pode estar a caminho da televisão. Segundo o The Hollywood Reporter (THR), o projeto ainda está em fase inicial, mas os diretores executivos da HBO Max já estão em reuniões com …

Intrigante sistema de seis exoplanetas com movimentos rítmicos desafia teorias de formação planetária

Com o auxílio de vários telescópios, incluindo o VLT (Very Large Telescope) do Observatório Europeu do Sul (ESO), os astrónomos descobriram um sistema com seis exoplanetas, cinco dos quais estão presos numa dança rítmica rara …

Boavista 0-2 Sporting | Leões garantem dérbi confortável

O Sporting cumpriu a sua “obrigação” e foi vencer por 2-0 a casa do Boavista, numa 15ª jornada fundamental, uma vez que na próxima segunda-feira a formação de Alvalade recebe o Benfica, no grande dérbi …

Violino põe em risco compromisso da Alemanha de devolver objetos saqueados pelos nazis

Um violino com 300 anos está no centro de uma disputa que ameaça minar o compromisso da Alemanha em devolver objetos saqueados pelos nazis. Ninguém sabe por que Felix Hildesheimer, um negociante de instrumentos musicais judeu, …

Consumo de álcool aumentou durante a pandemia de covid-19

Embora o consumo de álcool tenha aumentado mais entre os jovens, os adultos mais velhos, sobretudo os que sofrem de ansiedade e depressão, também revelaram estar dentro desta tendência. “O aumento do consumo de álcool, especialmente …

Alphabet diz adeus ao Loon, projeto que queria espalhar Internet através de balões

O projeto da Alphabet que tinha como objetivo levar Internet às partes mais remotas do mundo "perdeu o fôlego" e os seus responsáveis decidiram pôr-lhe um ponto final. Num comunicado divulgado na última sexta-feira, Alastair Westgarth, …

Estudo identifica cidades europeias com maior mortalidade devido à poluição do ar

Madrid, Antuérpia e Torino (em Espanha, Bélgica e Itália, respetivamente) lideram o ranking de mortes associadas à poluição por dióxido de azoto (NO2). Já a maior mortalidade atribuível a partículas finas é encontrada em cidades …

Fim do Flash Player colapsou sistema de estação ferroviária chinesa

O sistema ferroviário na cidade de Dalian, no nordeste da China, ficou paralisado por causa da desativação do programa Flash Player da Adobe. A Adobe encerrou o suporte técnico do seu player de multimédia Flash Player …

Eis o que o mundo pode aprender com o confinamento da China

O confinamento na China tem apresentado resultados excecionais no controlo da pandemia, à custa da perda de liberdade das pessoas. Ainda assim, há muito que se pode aprender com o exemplo chinês. Colocar o autoritarismo contra …

Descoberto fármaco "100 vezes mais potente" contra a covid-19 (e "nasceu" das seringas-do-mar)

Uma equipa internacional de investigadores descobriu um medicamento antiviral que é "100 vezes mais potente" do que o remdesivir no tratamento da covid-19. Trata-se de um fármaco usado para tratar um cancro sanguíneo, que só foi …