Tribunal responsabiliza Holanda por mais de 300 mortes na Bósnia

Mikel_Oibar / Flickr

-

Um tribunal holandês da região de Haia considerou esta quarta-feira a Holanda culpada pela morte de mais de 300 homens e rapazes muçulmanos bósnios em Srebrenica, na Bósnia Herzegovina, em julho de 1995, abrindo caminho para que os parentes das vítimas possam receber indemnizações.

As vítimas estavam entre os 5 mil refugiados, na sua maioria mulheres e crianças, que buscaram abrigo junto às forças de paz holandesas ligadas à Organização das Nações Unidas (ONU) durante a Guerra da Bósnia (1992-1995), e acabaram sendo mortas por forças sérvias que levavam a cabo uma limpeza étnica na região.

No entanto, o Estado holandês foi isento de culpa pelo destino de outros cerca de 7 mil homens que morreram em Srebrenica, naquele que é considerado o pior massacre da história da Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

O ministério da Defesa holandês lamentou “o que aconteceu na época com a população local” e destacou que o tribunal entendeu que a Holanda “não foi responsável pela queda do enclave (Srebenica)”. O ministério também não anunciou se pretende apresentar um recurso contra a decisão.

Genocídio

Parentes das vítimas tinham movido o processo contra o Estado holandês, formando uma associação conhecida como “Mães de Srebrenica“.

No seu parecer, o tribunal de Haia (não confundir com o Tribunal Internacional de Haia) disse que a força de paz da Holanda, a Dutchbat, não fez o suficiente para proteger as 300 vítimas e que tinha de estar ciente de que havia possibilidade de um genocídio ser cometido na região.

Segundo o tribunal, o Estado holandês deveria saber que refugiados seriam mortos quando os retiraram de um complexo da ONU na vila de Potocari e os entregaram a sérvios bósnios.

“Se a Dutchbat os tivesse deixado ficar, eles teriam vivido. Ao cooperar com sua deportação, a Dutchbat agiu fora da lei”, declarou o tribunal.

O órgão determinou que o Estado holandês assuma parte da responsabilidade pelo que ocorreu e indemnize as famílias das vítimas.

Limpeza étnica

Durante a guerra, bósnios muçulmanos que viviam nas redondezas buscaram refúgio em Srebrenica quando o exército sérvio bósnio iniciou uma campanha de limpeza étnica contra não-sérvios.

A ONU declarou Srebrenica uma “área segura” para civis em 1993. Milhares de bósnios mulçulmanos foram para a base da ONU nos arredores de Srebrenica, na vila de Potocari.

Os soldados holandeses disseram aos refugiados que eles estariam seguros ao entregá-los ao exército sérvio bósnio.

No entanto, o tribunal não considerou a Holanda culpada pela maioria dos assassinatos de homens em Srebrenica já que eles não buscaram abrigo no complexo de refugiados mas “fugiram para a floresta nos arredores da cidade”.

Injustiça

Segundo Anna Holligan, correspondente da BBC em Haia, a decisão não foi satisfatória para os parentes das vítimas já que a Holanda foi considerada culpada por apenas uma pequena parte das mortes.

Por causa disso, a maioria das famílias não será indemnizada.

“Não se trata do dinheiro. O veredito não trouxe a justiça que as Mães de Srebrenica procuravam”, diz Holligan.

Munira Subasic, representante das famílias das vítimas, criticou a decisão ao dizer que “obviamente o tribunal não tem qualquer senso de justiça”.

“Como é possível dizer a uma mãe que o Estado holandês é responsável pela morte de um de seus filhos, mas não do outro?”

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Apneia obstrutiva do sono agrava doenças cardíacas, revela estudo

A apneia, que ocorre quando uma obstrução das vias aéreas superiores causa episódios repetidos de interrupção da respiração durante o sono, é encontrada em 40% a 80% das pessoas com doenças cardiovasculares, sendo, ainda assim, …

Estranho caso de infeção com SARS-COV-2 durante 218 dias em investigação no Brasil

Um grupo de cientistas brasileiros a estudar um caso de infeção pelo novo coronavírus que durou pelo menos 218 dias, período em que o vírus se replicou e até sofreu mutação, anunciaram fontes académicas na …

"Estou envergonhada". Primeira invasora do Capitólio a ser julgada evita prisão

Um juiz federal proferiu esta quarta-feira a primeira sentença contra uma das pessoas acusadas de invadir o Capitólio dos Estados Unidos, mas a ré evitou a pena de prisão depois de expressar o seu arrependimento. A …

Arqueólogos encontram vestígios do vinho mais antigo do mundo na Grécia

Uma equipa de arqueólogos encontrou amostras de vinho no local arqueológico de Dikili Tash, no norte da Grécia. As evidências datam de há 4200 a.C e acredita-se que sejam os vestígios de vinho mais antigos …

Comunidade no céu. Um novo projeto irá ligar vários edifícios com pontes aéreas

As pontes aéreas que ligam edifícios não são uma novidade no mundo, mas agora poderão ganhar um novo destaque num projeto que será desenvolvido em Toronto. A empresa de arquitetura Safdie Architects irá desenvolver o projeto …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo. Festival da Emoção

O Campeão da Europa continua a defender o título. A palpitante última jornada da fase de grupos. Mais recordes para Ronaldo. Quem joga contra quem nos oitavos-de-final. Visto da Linha de Fundo. Portugal 2 – …

Sergio Ramos terá pedido 50 milhões de euros ao AC Milan

Antigo capitão do Real Madrid procura clube. Paolo Maldini afastou-se da contratação do espanhol. Sergio Ramos não vai continuar no Real Madrid e, por isso, está à procura de uma "casa" nova, depois de ter estado …

Oposições criticam anúncios "pomposos” e gestão mediática do Governo

PSD, Bloco e PEV criticaram hoje a "gestão mediática" feita pelo Governo em relação ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e o PCP considerou que este programa revela o "grau de submissão" de Portugal …

Paquistanesas querem melhores leis contra a violação. Primeiro-ministro diz para vestirem mais roupa

As mulheres paquistaneses pedem melhores leis contra a violação. Entretanto, o seu primeiro-ministro diz-lhes que têm de vestir mais roupa. O Paquistão tem uma taxa de condenação por violação de 0,3%, uma das mais baixas do …

Jogador admite: "Escrevi uma frase racista"

Danilo Avelar está fora dos relvados há muito tempo, começou a jogar mais online e foi expulso. Corinthians também deverá castigar o atleta. Danilo Avelar não joga desde outubro de 2020 mas, mesmo longe dos jogos, …