Críticas ao governo no Facebook condenam vietnamita a 2 anos de prisão

Doan Khanh Vinh Quang, de 42 anos, foi condenado pelo “abuso da liberdade democrática para infringir os interesses legítimos do Estado”. O vietnamita insultou o governo e o Partido Comunista numa publicação do Facebook.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Um tribunal do Vietname condenou um ativista a 2 anos e 3 meses de prisão por publicações no Facebook que continham insultos ao Partido Comunista e ao Governo, e nas quais se apelava a protestos contra o regime.

Doan Khanh Vinh Quang, de 42 anos, foi condenado pelo “abuso da liberdade democrática para infringir os interesses legítimos do Estado”, noticiou esta terça-feira a agência de notícias do Vietname.

A sentença foi decretada esta segunda-feira pelo Tribunal Popular no distrito de Ninh Kieu, província de Can Tho, depois de um julgamento que durou um dia.

Segundo os juízes, ao partilhar o post no facebook, as ações de Quang “ativamente encorajaram forças hostis e reacionárias de dentro e fora do país” que querem derrubar o partido e o governo.

A condenação ocorre quando as autoridades comunistas do Vietnam intensificam a repressão a qualquer voz divergente no país. Quang foi o terceiro ativista a ser preso numa só semana, por acusações semelhantes.

No sábado, Nguyen Hong Nguyen e Truong Dinh Khang foram condenados por insultar o Partido Comunista e os seus líderes, incluindo o falecido Presidente fundador Ho Chi Minh, tendo sido condenados a dois anos e a um ano de prisão, respetivamente, em casos separados.

Apesar das reformas económicas nos últimos 30 anos, que abriram o Vietname ao investimento estrangeiro e ao comércio, que o tornaram numa das economias da região em que se regista um maior crescimento, o Partido Comunista do Vietnam continua a não tolerar qualquer desafio ao seu regime de partido único.

Alguns governos ocidentais e grupos internacionais de direitos humanos têm criticado o país pela detenção de cidadãos que expressam pacificamente os seus pontos de vista.

Hanói, contudo, sublinha que apenas os criminosos são colocados atrás das grades. Segundo a Amnistia Internacional, cerca de 97 ativistas vietnamitas estavam presos em abril deste ano.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.