Tribunal dá razão a pasteleiro que recusou fazer bolo para casamento homossexual

Dennis Bratland / wikimedia

O Supremo Tribunal dos EUA anulou a decisão de um Tribunal do Colorado que considerou que a recusa de um pasteleiro em confeccionar um bolo para um casamento homossexual era uma discriminação. As crenças religiosas do homem explicam a decisão.

O Tribunal do Colorado condenou o pasteleiro Jack Phillips por se ter recusado a fazer o bolo de casamento de David Mullins e Charlie Craig, em 2012. Uma decisão assente na lei anti-discriminação daquele Estado que inclui a orientação sexual como um factor a considerar.

Todavia, o Supremo Tribunal dos EUA, para onde o pasteleiro recorreu da decisão de primeira instância, decidiu em sentido contrário, considerando as crenças religiosas de Jack Phillips.

O homem alegou que não podia fazer o bolo de casamento por ser católico, o que não o leva a aceitar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Com sete votos a favor e dois contra, o Supremo entende que a primeira condenação é uma “hostilidade” para com a liberdade religiosa do pasteleiro, cita a ABC News.

A decisão determina que, mesmo que a Lei do Colorado deva “proteger as pessoas homossexuais na aquisição de produtos e serviços”, essa mesma Lei deve “ser aplicada de forma a ser neutra relativamente à religião“, cita a BBC.

A BBC acrescenta que os grupos de defesa dos direitos dos homossexuais estão preocupados que esta decisão venha a ter repercussões negativas em termos gerais, e especialmente no que concerne aos casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Mas a decisão do Supremo reporta-se apenas ao caso do pasteleiro, “não refere que floristas, fotógrafos, ou outros serviços podem agora recusar trabalhar com casais homossexuais”, sustenta a BBC.

ZAP //

PARTILHAR

18 COMENTÁRIOS

  1. Esta gente tomou conta do mundo por isso é que estamos como estamos, está tudo podre os casais normais é que ainda passam por “anormais” e são discriminados nesta sociedade que perdeu todos os valores.
    Tenham vergonha …

    • Realmente vergonha é o que falta a essa escomalha que se convenceu que aparecer com esse “defeito de fabrico” é que ser maiis á frente, e quem não estiver de acordo com tal aberração é logo apelidado de homofóbico e não sei quantas coisas mais.
      Sinais dos tempos que tenderão a desaparecer para bem da humanidade

  2. Meus senhores ide opinar sobre a vida alheia para o seio das vossas famílias. É incrível como é que a vida dos outros lhes dá tanta comichão! A normalidade será sim viver de forma tranquila onde pode acordar ao lado de quem ama, seja homem, mulher ou lá o que for. O que é que isso lhes interessa? Meus senhores expliquem o porquê de tanto incomodo por pensarem no que se passa entre quatro paredes na casa do lado? Não deveriam na verdade pensar nas vossas paredes, o que elas realmente vos contam? Que podres dirão elas dos senhores?

    A gente normalmente normal que não tomou conta do mundo, que passam por anormais, que não têm defeito de fabrico e que são apelidados de homofóbicos é que constroem uma sociedade de valores e contribuem para o futuro da humanidade. Os restantes, que procuram sentir-se aceites por terem nascido assim, ou ´mal fabricados´ (usem a expressão que lhes melhor convier), que lutam por não ter constrangimentos tal como os/as senhores/as ´carlos f´,´mm´e ´mnm´ são seres humanos que não escolheram nascer, que não escolheram ser assim, nasceram tal e qual! Mas a realidade é esta, uns nascem perfeitos, outros simplesmente nascem como os senhores, que se comportam desta forma.

    Dito isto, espero que entendam o que aqui escrevi, se não eu entendo o porquê de terem escrito o que escreveram.

    • Não entendi. Diz, e passo a citar, “…a realidade é esta, uns nascem perfeitos, outros simplesmente nascem como os senhores…”.
      Isto quer dizer que ser perfeito é ser homossexual?
      Os heterossexuais são aberrações, na sua opinião?
      Se tivesse a possibilidade de mandar no mundo tornaria a homossexualidade obrigatória?

      • José Raul, não entremos por aí, porque graças a Deus (provavelmente vou ler que não posso referencia-Lo) a ignorância não é apenas heterossexual, é algo comum a tudo e todos. No entanto se lhe serviu a carapuça esteja à vontade para a usar.

        Boa continuação com as suas demagogias.

    • A realidade é que se quero respeito tenho de respeitar os outros.
      A realidade é que há movimentos ditos de “emancipação” que exigem para si, direitos maiores que os têm a maioria da população.
      A realidade é que há dentro destes movimentos libertadores, pessoas que se movem por ódio aos ditos “normais” e querem impor a sua cultura aos outros.
      Os seus direitos terminam onde começam os meus, senão alguém está a oprimir alguém!

      • Direitos superiores aos outros por querer um bolo de casamento ?

        Cambada. Também vou deixar de atender fanáticos religiosos que é contra a minha ideologia. Agora cada um só respeita quem for da mesma ideologia.

        • Sim, direitos superiores.
          Porque se fosse qualquer outra pessoa, procuraria outro estabelecimento que lhe fizesse o bolo. Neste caso, não houve compreensão da dita religião do sr. e foi preciso processá-lo em tribunal.
          O fanatismo religioso não é para aqui chamado.
          Se fosse um vegan a exigir uma refeição das suas e a processar o restaurante por não lha fornecer?
          Se fosse um muçulmano a processar uma escola por não fornecer refeições halal aos seus filhos?
          E se fosse (como aliás já ouvi lésbicas a dizê-lo na rua) proibido aos heterossexuais exprimir o seu afecto na rua (como aliás muitos gays o fazem) porque ofendem as susceptibilidades dos gays?
          A questão aqui é uma de pura procura/oferta do mercado, qualquer estabelecimento se pode recusar a servir seja quem for. Resta à pessoa procurar outro estabelecimento.
          De resto, não conhecemos os contornos todos da questão, mas nos EUA não é preciso muito para uma pessoa por outra em tribunal.
          O mundo actual perdeu o bom senso e caiu-se no extremo do “quem não pensa como eu, está contra mim”.

          • Eu estava a ser irónico, mas fanáticos obtusos como você não são capazes de compreender a ironia.

            Não existem bolos específicos para homosexuais, isto não passa de perseguição pura e simples.

            Só um completo filhodaputa pode recusar servir alguém só por ser de outro clube.

            • Ahahah!
              Adoro quando deixam de argumentar e passam ao insulto.
              Só mostra o quanto estão preparados para discutir os assuntos!
              Viva a liberdade desde que pensem como você, não é?
              Deixe-me adivinhar BE ou PCP?

            • Você incita à perseguição das minorias e ainda tem a lata de se considerar insultado?

              E deixe lá que os comunas já perseguiram os homossexuais tanto como vocês.

        • De resto a mediatização desta questão apenas a posso compreender no âmbito de procurarem descobrir onde termina o direito à liberdade individual e religiosa do pasteleiro e começa (se não houver direito à liberdade que atrás referi) a discriminação.
          Você está à vontade de atender apenas quem quer, a isso acontecer, os negócios especializar-se-ão em atender nichos de mercado.
          Agora diga-me lá, e se fosse uma pastelaria só para LBGT a recusar-se a atender um heterosexual, teríamos todo este mediatismo?

          • Como é óbvio não existem estabelecimentos só para LGBT.

            A mania de perseguir os outros é própria de fanáticos religiosos como você.

            Você vivem de atiçar o ódio entre as pessoas.

            • Você não é capaz de fazer uma análise de um assunto no abstracto e com um mínimo de conhecimento de causa de como funciona uma economia, pois não?
              Já agora, procura informar-se sem ser só nos mainstream media, ou engole tudo o que lhe dão a ler/ouvir sem questionar?
              Diga lá, a avença paga bem?

  3. Nao compreendo porque o pasteleiro tem de respeitar o desejo do “casal”!!!

    E porque não respeitam o desejo do pasteleiro???

    Será que não há outros pasteleiros por aquelas banda?

    Ou tudo isto foi birra de “meninos/as”????

  4. Aos Homens hetero não sei a que intressa este tipo de escolhas, sou sincero: quantos mais homosexuais masculinos houver, mais Mulheres sobram para os heterosexuais, portanto, senhores hetero não se preocupem demasiado e vejam as coisas desta maneira…

    É estranho, mete “nojo” de ver? Sim mete, mas deixai-os andar, não fazem mal a ninguem.

    Cá eu, por mim 70% dos Homens da terra poderiam ser Homosexuais, haveriam mais 70% mais Mulheres disponiveis (se não se tornassem lesbicas é claro) e isso jamais me incomodaria, muito pelo contrário!

  5. Só o facto de isto chegar a tribunal já diz muito sobre o estado de certas “civilizações”!…
    Cada um faz o que lhe apetece e se o pasteleiro não quer fazer o bolo, eles só tem que ir a outro pasteleiro.
    Que se saiba, a pastelaria/pasteleiro não é nenhum serviço público essencial!!

RESPONDER

Há uma "Matilde" na Bélgica que também precisa do medicamento mais caro do mundo

Mais de 950 mil belgas responderam ao apelo de um casal, que precisava de reunir 1,9 milhões de euros para comprar o medicamento mais caro do mundo para a filha. Pia, de nove meses, sofre de …

System of a Down confirmados no festival VOA, no Estádio Nacional

Os System of a Down são a primeira grande confirmação do VOA - Heavy Rock Festival, que em 2020 se realiza a 2 e 3 de julho no Estádio Nacional. De acordo com a Blitz, este …

PSV 3-2 Sporting | “Leão” vendeu cara uma derrota injusta

O Sporting iniciou a sua participação na fase de grupos da Liga Europa com uma derrota amarga na Holanda, na visita ao PSV, por 3-2. Seis minutos fatais na primeira parte deixaram os “leões” em desvantagem …

Políticos da Coreia do Sul estão a rapar o cabelo (e já se sabe porquê)

Políticos da oposição na Coreia do Sul estão a rapar o cabelo em protesto contra a nomeação de um ministro da Justiça cuja família está a ser investigada por suspeita de irregularidade. O vice-presidente do parlamento, …

Paris acordou repleto de cartazes que denunciam violência contra as mulheres

Um dos bairros de Paris acordou com cartazes, escritos em português, numa ação de rua contra a violência sobre as mulheres, uma iniciativa do movimento "Collages Feminicides", que tem feito este tipo de ações ilegais …

Ana Julia Quezada declarada culpada no caso da morte de Gabriel

Um júri popular considerou esta quinta-feira por unanimidade que Ana Julia Quezada é culpada de assassinar, com maldade (que segundo o código pena espanhol serve de agravante penal), Gabriel, o filho de oito anos do …

Burger King vai deixar de oferecer brinquedos de plástico nas refeições infantis

A cadeia de hambúrgueres Burger King no Reino Unido vai deixar completamente de usar plástico não biodegradável nos brinquedos que acompanham as refeições infantis. A decisão segue-se a uma petição pública lançada no site Change.org por …

Presidente veta “barrigas de aluguer”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vetou esta quinta-feira a alteração à lei relativa à procriação medicamente assistida, em consequência de o Tribunal Constitucional (TC) ter declarado inconstitucional duas normas do diploma. “Na sequência …

Raquel é a nova embaixadora do combate às alterações climáticas da ONU

A investigadora Raquel Gaião Silva promete dar o seu melhor como embaixadora da juventude para o combate às alterações climáticas, estatuto que alcançou ao vencer um concurso internacional de vídeo promovido pela ONU. "É uma responsabilidade. …

Huawei lança telemóvel sem aplicações do Google e Facebook

Os novos telemóveis topo de gama da Huawei vão chegar ao mercado sem aplicações do Google pré-instaladas. O Mate 30 e o Mate 30 Pro terão um sistema Android, mas virão sem serviços como o …