Tribunal dá razão a pasteleiro que recusou fazer bolo para casamento homossexual

Dennis Bratland / wikimedia

O Supremo Tribunal dos EUA anulou a decisão de um Tribunal do Colorado que considerou que a recusa de um pasteleiro em confeccionar um bolo para um casamento homossexual era uma discriminação. As crenças religiosas do homem explicam a decisão.

O Tribunal do Colorado condenou o pasteleiro Jack Phillips por se ter recusado a fazer o bolo de casamento de David Mullins e Charlie Craig, em 2012. Uma decisão assente na lei anti-discriminação daquele Estado que inclui a orientação sexual como um factor a considerar.

Todavia, o Supremo Tribunal dos EUA, para onde o pasteleiro recorreu da decisão de primeira instância, decidiu em sentido contrário, considerando as crenças religiosas de Jack Phillips.

O homem alegou que não podia fazer o bolo de casamento por ser católico, o que não o leva a aceitar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Com sete votos a favor e dois contra, o Supremo entende que a primeira condenação é uma “hostilidade” para com a liberdade religiosa do pasteleiro, cita a ABC News.

A decisão determina que, mesmo que a Lei do Colorado deva “proteger as pessoas homossexuais na aquisição de produtos e serviços”, essa mesma Lei deve “ser aplicada de forma a ser neutra relativamente à religião“, cita a BBC.

A BBC acrescenta que os grupos de defesa dos direitos dos homossexuais estão preocupados que esta decisão venha a ter repercussões negativas em termos gerais, e especialmente no que concerne aos casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Mas a decisão do Supremo reporta-se apenas ao caso do pasteleiro, “não refere que floristas, fotógrafos, ou outros serviços podem agora recusar trabalhar com casais homossexuais”, sustenta a BBC.

  ZAP //

PARTILHAR

18 COMENTÁRIOS

  1. Esta gente tomou conta do mundo por isso é que estamos como estamos, está tudo podre os casais normais é que ainda passam por “anormais” e são discriminados nesta sociedade que perdeu todos os valores.
    Tenham vergonha …

    • Realmente vergonha é o que falta a essa escomalha que se convenceu que aparecer com esse “defeito de fabrico” é que ser maiis á frente, e quem não estiver de acordo com tal aberração é logo apelidado de homofóbico e não sei quantas coisas mais.
      Sinais dos tempos que tenderão a desaparecer para bem da humanidade

  2. Meus senhores ide opinar sobre a vida alheia para o seio das vossas famílias. É incrível como é que a vida dos outros lhes dá tanta comichão! A normalidade será sim viver de forma tranquila onde pode acordar ao lado de quem ama, seja homem, mulher ou lá o que for. O que é que isso lhes interessa? Meus senhores expliquem o porquê de tanto incomodo por pensarem no que se passa entre quatro paredes na casa do lado? Não deveriam na verdade pensar nas vossas paredes, o que elas realmente vos contam? Que podres dirão elas dos senhores?

    A gente normalmente normal que não tomou conta do mundo, que passam por anormais, que não têm defeito de fabrico e que são apelidados de homofóbicos é que constroem uma sociedade de valores e contribuem para o futuro da humanidade. Os restantes, que procuram sentir-se aceites por terem nascido assim, ou ´mal fabricados´ (usem a expressão que lhes melhor convier), que lutam por não ter constrangimentos tal como os/as senhores/as ´carlos f´,´mm´e ´mnm´ são seres humanos que não escolheram nascer, que não escolheram ser assim, nasceram tal e qual! Mas a realidade é esta, uns nascem perfeitos, outros simplesmente nascem como os senhores, que se comportam desta forma.

    Dito isto, espero que entendam o que aqui escrevi, se não eu entendo o porquê de terem escrito o que escreveram.

    • Não entendi. Diz, e passo a citar, “…a realidade é esta, uns nascem perfeitos, outros simplesmente nascem como os senhores…”.
      Isto quer dizer que ser perfeito é ser homossexual?
      Os heterossexuais são aberrações, na sua opinião?
      Se tivesse a possibilidade de mandar no mundo tornaria a homossexualidade obrigatória?

      • José Raul, não entremos por aí, porque graças a Deus (provavelmente vou ler que não posso referencia-Lo) a ignorância não é apenas heterossexual, é algo comum a tudo e todos. No entanto se lhe serviu a carapuça esteja à vontade para a usar.

        Boa continuação com as suas demagogias.

    • A realidade é que se quero respeito tenho de respeitar os outros.
      A realidade é que há movimentos ditos de “emancipação” que exigem para si, direitos maiores que os têm a maioria da população.
      A realidade é que há dentro destes movimentos libertadores, pessoas que se movem por ódio aos ditos “normais” e querem impor a sua cultura aos outros.
      Os seus direitos terminam onde começam os meus, senão alguém está a oprimir alguém!

      • Direitos superiores aos outros por querer um bolo de casamento ?

        Cambada. Também vou deixar de atender fanáticos religiosos que é contra a minha ideologia. Agora cada um só respeita quem for da mesma ideologia.

        • Sim, direitos superiores.
          Porque se fosse qualquer outra pessoa, procuraria outro estabelecimento que lhe fizesse o bolo. Neste caso, não houve compreensão da dita religião do sr. e foi preciso processá-lo em tribunal.
          O fanatismo religioso não é para aqui chamado.
          Se fosse um vegan a exigir uma refeição das suas e a processar o restaurante por não lha fornecer?
          Se fosse um muçulmano a processar uma escola por não fornecer refeições halal aos seus filhos?
          E se fosse (como aliás já ouvi lésbicas a dizê-lo na rua) proibido aos heterossexuais exprimir o seu afecto na rua (como aliás muitos gays o fazem) porque ofendem as susceptibilidades dos gays?
          A questão aqui é uma de pura procura/oferta do mercado, qualquer estabelecimento se pode recusar a servir seja quem for. Resta à pessoa procurar outro estabelecimento.
          De resto, não conhecemos os contornos todos da questão, mas nos EUA não é preciso muito para uma pessoa por outra em tribunal.
          O mundo actual perdeu o bom senso e caiu-se no extremo do “quem não pensa como eu, está contra mim”.

          • Eu estava a ser irónico, mas fanáticos obtusos como você não são capazes de compreender a ironia.

            Não existem bolos específicos para homosexuais, isto não passa de perseguição pura e simples.

            Só um completo filhodaputa pode recusar servir alguém só por ser de outro clube.

            • Ahahah!
              Adoro quando deixam de argumentar e passam ao insulto.
              Só mostra o quanto estão preparados para discutir os assuntos!
              Viva a liberdade desde que pensem como você, não é?
              Deixe-me adivinhar BE ou PCP?

            • Você incita à perseguição das minorias e ainda tem a lata de se considerar insultado?

              E deixe lá que os comunas já perseguiram os homossexuais tanto como vocês.

        • De resto a mediatização desta questão apenas a posso compreender no âmbito de procurarem descobrir onde termina o direito à liberdade individual e religiosa do pasteleiro e começa (se não houver direito à liberdade que atrás referi) a discriminação.
          Você está à vontade de atender apenas quem quer, a isso acontecer, os negócios especializar-se-ão em atender nichos de mercado.
          Agora diga-me lá, e se fosse uma pastelaria só para LBGT a recusar-se a atender um heterosexual, teríamos todo este mediatismo?

          • Como é óbvio não existem estabelecimentos só para LGBT.

            A mania de perseguir os outros é própria de fanáticos religiosos como você.

            Você vivem de atiçar o ódio entre as pessoas.

            • Você não é capaz de fazer uma análise de um assunto no abstracto e com um mínimo de conhecimento de causa de como funciona uma economia, pois não?
              Já agora, procura informar-se sem ser só nos mainstream media, ou engole tudo o que lhe dão a ler/ouvir sem questionar?
              Diga lá, a avença paga bem?

  3. Nao compreendo porque o pasteleiro tem de respeitar o desejo do “casal”!!!

    E porque não respeitam o desejo do pasteleiro???

    Será que não há outros pasteleiros por aquelas banda?

    Ou tudo isto foi birra de “meninos/as”????

  4. Aos Homens hetero não sei a que intressa este tipo de escolhas, sou sincero: quantos mais homosexuais masculinos houver, mais Mulheres sobram para os heterosexuais, portanto, senhores hetero não se preocupem demasiado e vejam as coisas desta maneira…

    É estranho, mete “nojo” de ver? Sim mete, mas deixai-os andar, não fazem mal a ninguem.

    Cá eu, por mim 70% dos Homens da terra poderiam ser Homosexuais, haveriam mais 70% mais Mulheres disponiveis (se não se tornassem lesbicas é claro) e isso jamais me incomodaria, muito pelo contrário!

  5. Só o facto de isto chegar a tribunal já diz muito sobre o estado de certas “civilizações”!…
    Cada um faz o que lhe apetece e se o pasteleiro não quer fazer o bolo, eles só tem que ir a outro pasteleiro.
    Que se saiba, a pastelaria/pasteleiro não é nenhum serviço público essencial!!

RESPONDER

O segredo da Coreia do Sul para combater a covid-19? Tecnologia de ponta e toque humano

O sucesso da Coreia do Sul a combater a pandemia de covid-19 não assentou apenas no recurso à tecnologia de ponta — também envolveu o tradicional toque humano. De acordo com um recente relatório da Câmara …

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …

Nova faca de madeira é três vezes mais afiada do que as de aço - e pode ser lavada após ser usada

Através do uso de métodos alternativos, uma equipa de cientistas criou uma nova forma endurecida da madeira que pode ser transformada em facas afiadas. A equipa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, refere que as …

Áustria planeia confinar quem não estiver vacinado contra covid-19

O governo austríaco anunciou que, se ocupação de camas de Unidades de Cuidados Intensivos com pacientes covid-19 atingir nível crítico, pessoas não imunizadas poderão sair de casa apenas em casos excepcionais, como compras essenciais e …