Três praias perdem bandeira azul por falta de nadadores-salvadores

Alvesgaspar / Wikimedia

-

A falta de nadadores-salvadores fez com que três zonas balneares perdessem a bandeira azul atribuída este ano, uma vez que o critério de segurança exige “pelo menos dois nadadores-salvadores por praia”, disse à Lusa a Associação Bandeira Azul.

Símbolo de qualidade das praias portuguesas, o galardão não vai ficar hasteado na Praia de Quiaios, na Figueira da Foz, e nas zonas balneares do Carapacho e da Vila da Praia, em Santa Cruz da Graciosa (Açores).

Segundo a coordenadora nacional do programa Bandeira Azul, Catarina Gonçalves, estas praias “têm excelente qualidade”, mas “sem nadadores-salvadores é impossível hastear o galardão”.

A origem do problema da falta de nadadores-salvadores difere entre as praias afetadas.

No que diz respeito às zonas balneares de Santa Cruz da Graciosa, a situação “é recorrente, quase todos os anos é muito difícil encontrar nadadores-salvadores”, por “ser um sítio muito pequeno” onde não existe curso de formação para a atividade, sendo necessário a deslocação de profissionais para a ilha, referiu Catarina Gonçalves.

Como o concurso lançado pela câmara ficou deserto, as duas zonas não chegaram a hastear a bandeira, como já aconteceu várias vezes: a autarquia candidata-se anualmente e obtém a distinção, mas acaba por não conseguir erguê-la por não ter nadadores.

Em relação à Praia de Quiaios, o problema surgiu porque “os concessionários não conseguiram contratar nadadores-salvadores”.

Segundo o Instituto de Socorros a Náufragos (ISN), o galardão chegou a ser hasteado este verão, mas foi retirado na sequência de uma auditoria realizada este mês.

De acordo com a Federação Portuguesa de Nadadores-Salvadores (FPONS), esta situação “tem a ver com as condições de trabalho oferecidas pelos concessionários, com salários baixos, pois querem rentabilizar ao máximo o seu negócio”.

Para resolver o problema e garantir a contratação de profissionais que garantam a segurança das praias, o presidente da FPONS, Alexandre Tadeia, defendeu que “a única solução é passar a responsabilidade às autarquias”.

A nível nacional estão atualmente certificados para o exercício da atividade “7.615 nadadores-salvadores, quando as necessidades são de 4.000”, informou o comandante Nuno Leitão, do ISN, para explicar que “não existe falta de profissionais, mas sim de condições por parte dos concessionários para os contratar”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Algarve escolhido como melhor destino de golfe do Mundo para 2020

A Associação Internacional de Operadores de Turismo de Golfe (IAGTO) escolheu o Algarve como "melhor destino de golfe do mundo para 2020", distinção que o presidente do Turismo do Algarve atribuiu à qualidade dos 40 …

Balakov deixa cargo de selecionador da Bulgária

O treinador Krasimir Balakov deixou nesta sexta-feira o cargo de seleccionador de futebol da Bulgária, na sequência da goleada (6-0) sofrida na recepção à Inglaterra, num jogo de qualificação para o Euro 2020 marcado por …

Fez-se História no Espaço com o primeiro passeio espacial feminino

As astronautas Jessica Meir e Christina Koch saíram esta sexta-feira da Estação Espacial Internacional (EEI) no primeiro passeio orbital sem a participação de homens, durante o qual repararão um controlo das baterias da estação. A saída …

UEFA proíbe Ajax de vender bilhetes

O Comité de Controlo, Ética e Disciplina da UEFA proibiu o Ajax de vender bilhetes para o próximo encontro da Liga dos Campeões, em Londres, frente ao Chelsea, a 5 de Novembro, devido ao mau …

Aumenta para cinco número de mortos em desabamento de prédio no Brasil

O número de mortos no desabamento de um prédio residencial em Fortaleza, capital do estado do Ceará, no nordeste do Brasil, aumentou para cinco, segundo informações do corpo de bombeiros divulgadas esta sexta-feira pelas autoridades …

Cartel de Sinaloa abre fogo e obriga polícia a libertar filho de “El Chapo”

O filho de El Chapo, Ovidio Guzmán López, foi libertado depois de várias horas de violência que se seguiram à sua detenção e o ministro da Defesa argumentou com medidas de segurança para o fazer. O …

Portugal tem 796 mil “eleitores-fantasma”

Portugal tem mais 796 mil eleitores do que população residente com 18 e mais anos. O número de inscritos nos cadernos eleitorais, em território nacional, apresenta uma diferença de 9,3% face ao número de residentes …

Lenine Cunha e Ana Filipe conquistam mais duas medalhas nos INAS Global Games

Os portugueses Lenine Cunha e Ana Filipe conquistaram esta quinta-feira medalhas de prata e bronze, respetivamente, nos INAS Global Games, competição mundial para atletas com deficiência intelectual, que decorre em Brisbane, na Austrália. Os dois pódios …

Homem detido em França por ameaça de ataque inspirado no 11 de setembro

Um indivíduo identificado como sendo um radical islâmico foi detido em França acusado de terrorismo devido a uma ameaça de sequestro e ataque inspirado no atentado às Torres Gémeas, nos Estados Unidos, em 2001, anunciaram …

Nick Cave and The Bad Seeds regressam a Portugal em 2020

Dois anos depois do concerto no NOS Primavera Sound, no Porto, Nick Cave and The Bad Seeds vão regressar a Portugal no Campo Pequeno, em Lisboa. Os dois concertos, marcados para 22 e 23 de abril, …