Trabalhar por turnos envelhece o cérebro

erix! / flickr

-

Trabalhar em horários “antissociais” pode envelhecer o cérebro prematuramente e diminuir a capacidade intelectual, de acordo com investigadores das universidades de Toulouse (França) e Swansea (País de Gales).

O estudo, publicado na revista Occupational and Environmental Medicine, afirma que dez anos de jornadas de trabalho instáveis envelhecem o cérebro em mais de seis anos.

Na pesquisa, depois das pessoas pararem de trabalhar em horários alternados, houve recuperação, mas o cérebro demorou cinco anos para voltar ao normal.

Os efeitos nocivos de trabalhar contra o relógio biológico, de cancro de mama à obesidade, já eram conhecidos. O relógio interno do corpo é projetado para que as pessoas estejam ativas durante o dia e durmam à noite.

O novo estudo explora o impacto também sobre a mente. O cérebro perde naturalmente a sua capacidade à medida que envelhecemos, contudo os investigadores afirmam que trabalhar em turnos antissociais acelera o processo.

Três mil pessoas em França foram submetidas a testes de memória, velocidade de pensamento e capacidade cognitiva.

Quem tinha trabalhado mais de dez anos em turnos instáveis obteve resultados comparáveis a uma pessoa seis anos e meio mais velha.

‘Perda significativa’

“Houve uma perda significativa na função cerebral. É provável que as pessoas cometam mais erros e deslizes ao tentar executar tarefas cognitivas complexas. Talvez uma em cem cometa erros com consequências importantes, mas é difícil medir a diferença que isso faz no dia a dia”, disse Philip Tucker, que integrou a equipa de cientistas em Swansea.

Com base nos resultados, Philip Tucker afirmou que evitaria trabalhos noturnos “se possível”, mas observou que estes turnos são um “mal necessário” do qual a sociedade não pode prescindir.

“Há maneiras de mitigar os efeitos na forma como se planeiam horários de trabalho. Além disso, check-ups médicos devem incluir testes de desempenho cognitivo para encontrar sinais de perigo”, indicou.

Michael Hastings, do laboratório de biologia molecular da organização Medical Research Council, disse à BBC que “a possibilidade de reverter o quadro é uma descoberta muito animadora”.

“Não importa o quão comprometida uma pessoa esteja, há sempre esperança de recuperação“, ele disse. “Ninguém tinha demonstrado isso.”

Porém, Derk-Jan Dijk, do Centro de Sono de Surrey, observou que, em outras pesquisas, pessoas reformadas que costumavam trabalhar de madrugada ainda tinham um sono pior do que pessoas que nunca tinham trabalhado em horários insalubres.

“Ou seja, alguns destes efeitos podem não ser tão facilmente ou rapidamente revertidos.”

Demência

Para Hastings, os resultados da pesquisa podem ter implicações para o tratamento de demência, conhecida por prejudicar os padrões de sono de forma semelhante ao trabalho por turnos.

“É improvável que possamos reverter a neurodegeneração apenas mantendo o ciclo vigília-sono o mais sólido possível. Mas uma pessoa pode melhorar uma das suas consequências”, explicou.

“Em casas de repouso, uma coisa que você pode fazer para ajudar (os doentes) é estabelecer uma rotina diária. Eles precisam de claridade durante o dia, descanso à noite e medicação apropriada, como a melatonina antes de dormir.”

ZAP / BBC

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Quem bebe café tem melhor controlo motor e maior nível de atenção, diz estudo

Um investigador da Universidade do Minho (UMinho) concluiu que consumidores de café têm melhor controlo motor, maiores níveis de atenção e alerta e que a cafeína tem "benefícios na aprendizagem e na memória", divulgou esta …

Pas de Deux cósmico. NASA mostra dois buracos negros a distorcer a luz à sua volta

A NASA publicou um vídeo em que mostra um par de buracos negros com milhões de vezes a massa do Sol que executam um pas de deux hipnótico. A visualização da NASA mostra como os buracos …

Inteligência Artificial recriou a voz de Einstein (e é possível fazer-lhe perguntas)

Graças à Inteligência Artificial, os fãs do Nobel da Física Albert Einstein podem agora "falar" com o físico alemão online. Segundo o site IFLScience, a ideia partiu das empresas Aflorithmic e UneeQ, sediadas no Reino Unido …

O SUV BZ4X lança o mote para a nova sub marca de elétricos da Toyota

A Toyota apresentou o primeiro modelo 100% elétrico da BZ, acrónimo de Beyond Zero (além do zero), sub marca da fabricante nipónica dedicada exclusivamente aos elétricos. O SUV BZ4X será o primeiro de uma ofensiva …

A "tele-escola" em 2006: Gisela conta como era

20 de abril de 2020: o regresso da escola à RTP, agora com a designação Estudo Em Casa. Um ano depois desse momento, cruzámo-nos com uma jovem que nasceu em 1994 e que ainda estudou …

O famoso consumo de chá de Jane Austen liga a escritora ao comércio de escravos

O consumo de chá de Jane Austen vai ser submetido a "interrogatório histórico" sobre as suas ligações à escravatura, de acordo com o diretor de um museu dedicado à autora inglesa. A casa da escritora na …

Júri declara ex-polícia Derek Chauvin culpado da morte de George Floyd

Os jurados do julgamento do ex-agente da polícia acusado do homicídio do afro-americano George Floyd chegaram a acordo sobre o veredito esta terça-feira. Derek Chauvin foi considerado culpado. A decisão dos jurados, reunidos desde segunda-feira num …

Lago "assassino" matou cerca de 1.800 pessoas em apenas alguns minutos (e a história pode repetir-se)

A noite de 21 de agosto de 1986 parecia ser igual a outra qualquer. Até que, por volta das 21h30, ouviu-se um barulho muito estranho no Lago Nyos, no noroeste dos Camarões. E em minutos, …

Nigéria. Youtube fecha canal de pastor que pretende "curar a homossexualidade"

O pastor nigeriano TB Joshua apelou aos seus seguidores a "rezarem pelo YouTube" e a não responderem através do ódio ao encerramento do seu canal naquela plataforma, onde colocou vídeos em que afirmava "curar a …

Esquemas de Wall Street alimentaram a crise de 2008. Está a voltar a acontecer o mesmo

Bancos têm erroneamente relatado dados de rendimento inflacionados que comprometem a integridade dos valores imobiliários resultantes. Foi há mais de 12 anos que foi anunciada a falência do Lehman Brothers, o quarto maior banco de investimento …