Trabalhadores em regime de lay-off vão deixar de pagar IRS

António Pedro Santos / Lusa

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho

O regime de lay-off simplificado permite que a Segurança Social assuma a responsabilidade pelo pagamento de uma percentagem do salário dos trabalhadores que, de acordo com o jornal ECO, ficarão isentos de pagar qualquer Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares (IRS).

A este novo regime têm acesso as empresas que tenham registado uma paragem total da atividade resultante de rutura no abastecimento ou da suspensão ou cancelamento das encomendas ou as empresas que tenham tido uma quebra “abrupta e acentuada” de, pelo menos, 40% da faturação nos 60 dias anteriores ao pedido face ao período homólogo.

Após estarem abrangidos pelo regime de lay-off simplificado, os trabalhadores verão o seu salário encolher, ficando com direito a dois terços da remuneração bruta anterior.

Este valor é suportado em 30% pela empresa e em 70% pela Segurança Social, podendo este apoio, que tem a duração de um mês, ser renovado por um período de até seis meses.

Neste regime, o trabalhador não poderá levar para casa menos de 635 euros nem mais do que 1.905 euros. De acordo com o ECO, o trabalhador tem de continuar a descontar a taxa social única (11%), mas deixa de pagar IRS.

Nem os trabalhadores com rendimentos mais elevados pagarão este imposto, porque só a parte do salário pago pela empresa continuará sujeito a IRS e, havendo um teto de 1.905 euros no rendimento bruto, o valor desembolsado pelo empregador nunca é suficiente para atingir o primeiro escalão da tabela de retenção de IRS.

ZAP //

 

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • Um dos primeiros a morrer até foi um dos administradores do Santander. E quanto às perdas serão maiores quanto maior o empregador. Sem receitas, com imensas dívidas e com obrigações para com a banca, trabalhadores,…

  1. A situação actual é preocupante para todos, nomeadamente para aqueles que não têm rendimentos que possibilitem uma vida normal. Mas, senhores governantes, esqueceram-se de que há pessoas à espera de receber a sua reforma há mais de 1 ano? Não são desempregados (já trabalharam toda uma vida) mas, tal como os desempregados, também têm de viver. Para quando o pagamento das reformas destas pessoas? É inaceitável que este atraso que, repito, nalguns casos ultrapassa 1 ano, não se resolva. Haja decência.

RESPONDER

Juiz Carlos Alexandre está em isolamento profilático

O juiz Carlos Alexandre encontra-se em isolamento profilático depois de ter participado, no final de junho, numa busca a uma agência bancária em que estiverem envolvidas três pessoas infetadas com covid-19. De acordo com a RTP, …

Jogo de loucos em Itália. Milan de Ibrahimovic derrota Juve de CR7 com golo português

Cristiano Ronaldo fez o 2-0 para a Juventus em casa do AC Milan, porém, o campeão perdeu 4-2 e desperdiçou a oportunidade de ampliar para 10 os pontos de vantagem para a Lazio, derrotada em …

A maior promessa do futebol alemão pede para sair. Chelsea prepara 100 milhões de euros

O internacional alemão Kai Havertz pediu à direção do Leverkusen para sair este verão. O Chelsea é o principal candidato à contratação do médio, tendo de desembolsar 100 milhões de euros. Kai Havertz é provavelmente a …

"A sombra de Sarkozy" e a filha de imigrantes cabo-verdianos. Novo Governo de Macron vira à direita

É um "Governo mais à direita do que nunca". O desabafo é do líder dos socialistas franceses, Olivier Faure, numa crítica ao Presidente Emmanuel Macron pelas escolhas que fez para o novo Governo do país. …

Trincão ainda não pôs os pés em Camp Nou e já tem pretendentes

O português Francisco Trincão, contratado em março passado pelo Barcelona ao Sporting de Braga, ainda não colocou os pés em Camp Nou e já tem clubes interessados na sua compra ao clube catalão. O negócio que …

Costa e Conte perfeitamente alinhados. Previsões de Bruxelas exigem um acordo europeu imediato

Os primeiros-ministros de Portugal e de Itália defenderam que o agravamento das previsões negativas da economia da Comissão Europeia impõe um acordo entre os 27 Estados-membros já na próxima reunião do Conselho Europeu. Esta posição comum …

Novo Banco vendeu ativos com 70% de desconto a fundo com ligações ao seu chairman

O chairman do Novo Banco, Byron Haines, liderou um banco detido pelo fundo norte-americano Cerberus. Foi precisamente este fundo a que o Novo Banco vendeu quase 200 imóveis com um desconto de 70%. O Novo Banco …

As antigas águas da Austrália estavam cheias de escorpiões gigantes predadores

As antigas águas em redor da Austrália podem ter estado cheias de enormes escorpiões marinhos predadores que mediam 2,5 metros de comprimento. Conhecidos como Eurypterida, estes animais ferozes foram os maiores predadores marinhos a aparecer no …

Siza Vieira sobre Efacec: Estado está a salvar uma empresa viável e não os bancos que financiaram Isabel dos Santos

O ministro da Economia esclareceu esta terça-feira que o Estado está a “salvar uma empresa” e não “os financiadores e os acionistas” da Efacec e que o valor da indemnização não será suficiente para saldar …

Casos de covid-19 encerram Câmara de Paços de Ferreira. Presidente está infetado

A Câmara Municipal de Paços de Ferreira, distrito do Porto, anunciou esta quarta-feira que o seu edifício sede se encontra temporariamente encerrado depois de terem sido detetado casos positivos de covid-19 entre os trabalhadores. "A …