Trabalhadores do Opart suspendem greve mas mantêm-se “vigilantes”

Janko Hoener / Wikimedia

Teatro Nacional de São Carlos

Os trabalhadores do Organismo de Produção Artística (Opart) suspenderam os pré-avisos de greve vigentes devido ao “caminho de compromisso e negociação” proposto pela nova administração, mas avisam que falta encontrar solução para as suas reivindicações.

“Os trabalhadores do OPART, EPE decidiram ontem [sábado], dia 6 de julho, pela suspensão dos pré-avisos de greve vigentes, mas esta suspensão não indica que se tenha encontrado a solução para todas as reivindicações e problemas laborais criados pelos factos e decisões das últimas semanas”, lê-se num comunicado divulgado hoje pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Espetáculos, do Audiovisual e dos Músicos (Cena-STE).

Segundo explica, “esta suspensão acontece porque os trabalhadores consideraram que o novo Conselho de Administração da empresa demonstrou ter a capacidade, em cerca de 48 horas, de propor um caminho de compromisso e negociação em que reconhece que os trabalhadores e o Cena-STE fazem parte da solução e em que se pretende fazer uma negociação com um horizonte mais profundo do que até agora tinha sido proposto”.

Os trabalhadores do Opart — organismo que tutela o Teatro Nacional de São Carlos (TNSC) e a Companhia Nacional de Bailado (CNB) — estavam em greve desde 7 de junho, num processo atribulado que culminou esta semana com o anúncio de um novo Conselho de Administração da empresa, cuja nomeação foi aprovada na quinta-feira em Conselho de Ministros e que entrou em funções na sexta-feira, sendo presidido pelo até aqui chefe de gabinete do ministro das Finanças, Mário Centeno, André Moz Caldas.

O protesto levou ao cancelamento de alguns espetáculos e ameaçava afetar também o Festival ao Largo, que começou no sábado em Lisboa, e os espetáculos “Dom Quixote”, que decorre de quinta-feira a sábado no Teatro Rivoli (Porto), e “15 Bailarinos e Tempo Incerto”, agendado para dias 17 e 18 no Teatro Municipal Joaquim Benite, no âmbito do 36º Festival de Almada.

De acordo com o sindicato, do “caminho de negociação” a desenvolver com a administração da empresa consta “a criação de uma comissão paritária para análise e proposta de soluções para a questão do horário de trabalho da CNB e para a harmonização salarial entre a CNB e o TNSC”.

“Esta comissão terá um representante de cada organismo e um terceiro elemento independente a decidir pelas partes”, sustenta, adiantando que “a reunião de criação desta comissão acontecerá já esta segunda-feira, dia 8”.

Ainda referidos pelo Cena-STE são os “compromissos do Conselho de Administração do Opart de “envidar todos os esforços para que se prorrogue a decisão sobre a aplicação das 40 horas na CNB até 30 de setembro” e de “entregar no dia 9 de julho [terça-feira] um projeto de protocolo negocial em que constem as matérias e calendário negocial”.

Segundo diz, “neste protocolo constará a apresentação de uma proposta de Acordo de Empresa, bem como de Regulamento Interno de Pessoal, na primeira semana de setembro”, sendo que “o processo de negociação não partirá do zero e terá sempre como base o trabalho realizado nos últimos anos”.

De acordo com o sindicato, o Conselho de Administração do Opart “pretende ainda priorizar as intervenções ao nível das condições de trabalho e segurança, dando continuidade e elevada importância às reuniões entretanto iniciadas pelo anterior Conselho de Administração e que constavam do acordo assinado em 29 de março”, tendo-se ainda comprometido a “tentar reativar o ensaio geral solidário do bailado D. Quixote, no Teatro Rivoli, que entretanto tinha sido cancelado”.

“Os trabalhadores mandataram o sindicato para a suspensão desta greve, mas mantêm-se unidos e unânimes nas reivindicações constantes dos pré-avisos, mantendo a sua natural vigilância relativamente ao decorrer das negociações”, lê-se no comunicado, segundo o qual “se, no decorrer dos próximos dias, algo fugir ao que entretanto está acordado” será ponderado “o regresso a ações de luta”.

No comunicado, o sindicato sublinha que a suspensão da greve “não acontece por este ser um novo Conselho de Administração e merecer o benefício da dúvida“, mas “porque este novo Conselho de Administração mostrou estar disposto a dialogar e a encontrar verdadeiras soluções para o Opart, tanto no aspeto laboral, como no aspeto artístico”.

“Acreditamos que podem ser os interlocutores adequados para a profunda reorganização de que necessita a maior empresa pública artística”, sustenta, atribuindo ao Governo a “total e inteira responsabilidade” pelos erros cometidos e criticando a “postura de intransigência” demonstrada pela ministra da Cultura e pelo executivo.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Plano de vacinação arranca em janeiro com três fases. 950 mil pessoas no primeiro grupo prioritário

Pessoas com mais de 50 anos com uma patologia frequente nos casos graves de covid-19, residentes e/ou internados em lares e profissionais de saúde integram o primeiro grupo prioritário para a administração da vacina de …

Segunda vaga de moratórias autorizada pela Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA) autorizou a reabertura de moratórias de crédito, com efeitos a partir de 01 de outubro até 31 de março de 2021, dois meses após ter suspendido novas adesões. Num comunicado publicado …

Turquia alvo de críticas duras em reunião da NATO e em risco de sanções

A Turquia esteve esta quarta-feira sob um fogo de críticas na reunião virtual dos Ministros dos Negócios Estrangeiros (MNE) da NATO e, com a deceção manifestada pelos Estados Unidos, deve preparar-se para sanções económicas americanas …

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …

Medidas estão a dar resultados. Novas regras apresentadas sábado vão vigorar até 7 de janeiro

O primeiro-ministro afirmou que as medidas adotadas estão a produzir resultados, havendo uma trajetória descendente de novos casos de covid-19, mas advertiu que janeiro é mês de risco e as restrições não podem ser aliviadas. Esta …

Interpol alerta para ameaça do crime organizado ligado às vacinas. Falsificações podem ser fatais

A Interpol emitiu um alerta global aos perigos de burlas à volta da nova vacina para a covid-19. As falsificações podem ser lucrativas para os criminosos e fatais para quem as usar. A Interpol emitiu um …

Alguns distritos de Portugal continental e Madeira com avisos meteorológicos até domingo

Alguns distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira vão estar a partir de hoje e pelo menos até domingo com vários avisos meteorológicos devido à agitação marítima, vento e queda de neve, de …