Trabalhadores da CP em greve nacional no dia 24 de julho

Giacomo Giugiaro / Flickr

Os trabalhadores das bilheteiras e revisores da CP cumprem dia 24 de julho uma greve nacional, exigindo a retirada da proposta de regulamento de carreiras apresentada pela empresa.

Os trabalhadores das bilheteiras e revisores da CP cumprem a 24 de julho uma greve nacional de 24 horas exigindo a retirada da proposta de regulamento de carreiras apresentada pela empresa, que consideram “humilhante”, anunciou esta sexta-feira o sindicato.

“A proposta de regulamento de carreiras que a empresa apresentou na quinta-feira da semana passada [dia 2 de julho] é humilhante para os trabalhadores do comercial e é inaceitável. Nesse sentido, os trabalhadores querem que a empresa retire esta proposta da mesa negocial”, afirmou o presidente do Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante (SFRCI) em declarações, esta sexta-feira, à Lusa.

A Lusa tentou obter um comentário por parte da CP, mas tal não foi possível até ao momento.

Segundo o dirigente sindical Luís Bravo, os trabalhadores “não aceitam” a pretendida “extinção, por fusão, das categorias de revisor e de operador de venda e controlo da bilheteira”, considerando que se “mistura o conteúdo funcional das categorias, quando um trabalhador itinerante não tem nada a ver com um trabalhador fixo de uma bilheteira ou vice-versa”.

“O que nos apresentam é uma polivalência total que não se compreende e que os trabalhadores rejeitam por completo”, sustenta. Também “inaceitável” para o sindicato é “a extinção de carreiras para onde os trabalhadores podiam progredir, como técnico comercial 1 e 2”.

“Estas e ainda outras questões tornam a proposta da CP inaceitável e os trabalhadores ficaram muito surpreendidos, pela negativa, por aquilo que a empresa vem propor”, afirmou o dirigente sindical. Relativamente à greve parcial dos trabalhadores comerciais da CP da Linha do Sado (entre o Barreiro e Praias do Sado-A), iniciada na segunda-feira entre as 05h e as 08h e que termina esta quinta-feira, Luís Bravo diz que registou uma “adesão total, de 100%”, por parte dos revisores.

Contudo, lamentou, viu o seu “impacto diluído”, porque “na segunda-feira a empresa, violando a lei da greve, colocou lá trabalhadores de outros postos de trabalho”.

A paralisação dos revisores na Linha do Sado foi já um protesto contra a proposta de regulamento de carreiras apresentada pela CP e contra a gestão operacional da empresa, que dizem colocar trabalhadores “em trabalho extraordinário excessivo nuns postos de trabalho, deixando outros (em casa) sem qualquer trabalho”.

Pretendeu ainda exigir a “reposição total da oferta de comboios a nível nacional” e “uma gestão de comboios competente, que não necessite de três meses para reforçar da oferta de comboios na linha de Sintra/Azambuja de forma a reduzir a taxa de ocupação nas horas de ponta”.

Também criticada pelos grevistas é a “proibição imposta pela gestão operacional, na linha de Sintra/Azambuja, que impede os ORV [operadores de revisão e venda] de executar as suas funções de controlo, acompanhamento e intervenção na taxa de ocupação dos comboios”.

De acordo com Luís Bravo, “em momento algum a administração [da CP] se disponibilizou para resolver estes problemas” pelo que, e tendo-se “agravado a situação a nível nacional”, foi agora decido “avançar para uma greve nacional” que abrange “toda a área comercial da CP”, designadamente os “revisores, os trabalhadores das bilheteiras e as chefias diretas”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Claro,cheira a dinheiro fresco que vem de Bruxelas e os comunistas já estão de olho ”nele”.Como pode um país suportar todas estas greves e confusões se após meses de confinação com as empresas a laborar com dificuldades,vão agora enfrentar uma greve? o Salazar tinha razão em não deixar esta seita respirar.

RESPONDER

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …

Cardiologista do Tottenham admite ponto final na carreira de Eriksen

O cardiologista do Tottenham, Sanjay Sharma, admite um ponto final na carreira de Christian Eriksen, que caiu inanimado no jogo entre a Dinamarca e a Finlândia. O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do …