Tondela vs FC Porto | Aí está Aboubakar

O FC Porto somou o segundo triunfo na Liga NOS e junta-se a Sporting. Os “dragões” bateram o Tondela, na casa deste, por 1-0, num jogo de sentido único, sem grande brilho, é certo, mas no qual justificou em pleno os três pontos arrecadados.

Tiveram mais bola e mais remates, e foram mais fortes nos duelos, e em nenhum detalhe os da casa foram melhores. Aboubakar foi decisivo, numa partida em que os dois laterais portistas se revelaram uns furos acima dos demais jogadores.

O Jogo explicado em Números

  • Jogo de sentido (quase) único nos primeiros dez minutos. Porto com 80% de posse de bola perante um Tondela expectante e veloz nas transições. Nesta fase apenas um remate para cada lado, desenquadrado, com os da casa a pecarem na eficácia de passe (apenas 48%).
  • Portistas donos da bola, mantendo a posse nos 79% pelos 20 minutos, mas sem espaço de penetração. A consequência foi um jogo mastigado, com muitos passes, mas com 55% do jogo a desenrolar-se na zona central.
  • Boa primeira meia-hora de Ricardo Pereira, com um GoalPoint Rating de 6.1. Apenas um passe falhado, um passe para finalização, um cruzamento eficaz em duas tentativas, três desarmes e três duelos ganhos em cinco disputados.
  • Até que aos 37 minutos, ao oitavo remate, o Porto marcou. Alex Telles atirou em zona frontal, muito torto, mas a bola foi ter caprichosamente aos pés de Aboubakar. O camaronês rematou para primeira defesa de Cláudio Ramos, mas o guardião nada pôde fazer perante a recarga do atacante. Foi o primeiro golo de Aboubakar nesta Liga, ao 11ª remate.
  • Ao intervalo, apesar das poucas ocasiões de golo, a verdade é que o Porto aproveitou a mais flagrante, com o golo de Aboubakar. Até ao apito do árbitro, jogo marcado pelo domínio total dos “dragões”, que terminaram o primeiro tempo com 68% de posse de bola, nove remates contra dois, dois enquadrados (contra nenhum do Tondela), 82% de eficácia de passe e 65% de duelos ganhos. Ao descanso, os melhores em campo eram os dois laterais portistas, Ricardo Pereira e Alex Telles. O português somava o melhor GoalPoint Rating, com 6,5, graças a três passes para finalização (um deles para ocasião flagrante), dois cruzamentos eficazes em três tentativas e três desarmes.
  • Reentrada forte dos comandados de Sérgio Conceição, sempre de olhos na baliza contrária. Nos primeiros 15 minutos do segundo tempo registavam 63% de posse, dois remates, embora sem a melhor direcção, e mais uma vez superioridade absoluta nos duelos individuais (64% desde o descanso). Aos 63 minutos, Aboubakar atirou ao poste.
  • O Tondela parecia incapaz de importunar Iker Casillas, apesar de ter aumentado para 38% a sua posse de bola. Porém, aos 75 minutos, os homens da casa não tinham realizado qualquer remate no segundo tempo. E Marega esteve perto de marcar, um remate para uma estupenda defesa de Cláudio Ramos. Nesta altura, o Porto somava seis remates só na etapa complementar, mas só um enquadrado.
  • E o pendor de jogo manteve-se até ao final, apesar das substituições mais conservadoras de Conceição. O Tondela apenas perto do final realizou o seu primeiro remate do segundo tempo, e enquadrado, diga-se. Mas a equipa de Pepa nunca justificou o empate. O Porto terminou por cima, com 64% de posse de bola, 16 remates, quatro enquadrados, seis cantos e 62% de duelos ganhos.

O Homem do Jogo

O Porto construiu grande parte da sua superioridade pelas faixas laterais, onde dois jogadores brilharam. Mas só um ficou no topo do GoalPoint Ratings, e esse foi Alex Telles, com uns excelentes 7.3.

O brasileiro voltou a mostrar as suas melhores características, com dois remates, quatro passes para finalização (uma de ocasião flagrante), dois cruzamentos eficazes em sete tentativas, e ainda 79 toques na bola (apenas atrás dos 81 de Danilo Pereira). E colocou 16 vezes a bola na área adversária – o dobro dos segundos melhores registos. Ganhou ainda seis de sete duelos aéreos e registou sete alívios e quatro intercepções.

Jogadores em foco

  • Ricardo Pereira 6.8 – O lateral-direito português foi o melhor da primeira parte e manteve o bom nível na etapa complementar. Fui importante a atacar, momento em que registou três passes para finalização e fez dois cruzamentos eficazes em quatro tentativas. A defender, fez também desarmes.
  • V. Aboubakar 6.6 – Fez o seu primeiro golo nesta Liga NOS, ao 11º remate, e à segunda tentativa perante Cláudio Ramos. No total fez quatro remates, dois deles enquadrados, e ganhou quatro duelos aéreos em seis.
  • Marcano 6.4 – Tal como frente ao Estoril, o capitão portista voltou a ser importante, e mais uma vez dominou nos alívios, com dez registados este domingo. Ganhou 11 dos 13 duelos em que participou (sete de oito aéreos).
  • Bruno Monteiro 5.5 – O melhor do Tondela. O médio registou seis desarmes, o máximo do jogo a par dos somados por Ricardo. Fez ainda quatro alívios, recuperou nove vezes a bola e ganhou sete de 18 duelos.
  • Marega 4.6 – O homem do jogo dos “dragões” frente ao Estoril foi, desta feita, o pior do FC Porto. Isto apesar de ter terminado como o mais rematador do encontro, com seis disparos. No entanto, apenas enquadrou dois e desperdiçou uma ocasião flagrante, para além de ter somado cinco controlos de bola deficientes.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, Vénus pode não ser tão semelhante à Terra como pensávamos

Uma nova investigação questiona a habitabilidade de Vénus, planeta que os cientistas consideram há pouco tempo numa outra investigação poder ter um clima habitável semelhante ao da Terra. De acordo com a nova investigação, cujos …

Há gelo no polo sul da Lua e pode ter muitas fontes

Um novo estudo sugere que o gelo encontrado na superfície lunar pode ter milhares de milhões de anos, além de ter surgido de diferentes fontes. O estudo, publicado recentemente na Icarus, sugere que a maioria do …

A Evolução mostra que podemos ser a única forma de vida inteligente no Universo

As reduzidas probabilidades que acompanham a nossa evolução ao longo da história podem ser uma pista que talvez sejamos a única forma de vida inteligente no Universo. Será que estamos sozinhos no Universo? Tudo se resume …

A China está a usar a educação como arma para controlar o Tibete

A China quer obrigar crianças tibetanas a abandonarem as escolas da região e mudarem-se para escolas chinesas. O objetivo, segundo uma especialista, é "tirar o tibetano da criança". A batalha geopolítica entre a China e o …

Revelada explosão violenta no coração de um sistema que alberga um buraco negro

Uma equipa de astrónomos, liderada pela Universidade de Southampton, usou câmaras de última geração para criar um filme com alta taxa de quadros de um sistema com um buraco negro em crescimento e a um …

"É altura de dizer basta". Sporting corta com as claques

O Sporting rescindiu “com efeitos imediatos” os protocolos que celebrou em 31 de julho com a Associação Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI – Associação, anunciou hoje o clube, devido à “escalada de …

Poluição atmosférica associada a abortos espontâneos

Elevados níveis de poluição atmosférica foram associados a abortos espontâneos num estudo feito com mulheres grávidas a viver e trabalhar em Beijing, na China. A China é um dos países que mais sofre com a poluição …

Empresas espanholas dominam obras públicas na ferrovia

As empresas espanholas dominam as obras públicas na ferrovia em Portugal, ascendendo a sua quota a 70%, avança o Expresso na sua edição deste sábado. Para presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras …

Cada vez mais mulheres denunciam abusos médicos durante o parto

Um número crescente de mulheres tem vindo a denunciar casos de abuso durante o trabalho de parto. No entanto, pouco está a ser feito para mudar isto. Durante o parto, as mulheres ficam numa posição vulnerável …

Já podemos explorar "Melckmeyd", naufrágio holandês do século XVII

Nas profundezas do Oceano Atlântico, perto da costa da Islândia, encontram-se os destroços de um navio holandês que afundou há 360 anos, no qual agora podemos "mergulhar" graças a uma experiência de realidade virtual. Quando a …