Tondela 1-3 FC Porto | Dragão vence e espera pelo título

O FC Porto cumpriu a sua parte e foi a Tondela vencer por 3-1. Os “dragões” foram quase sempre superiores, colocaram-se a vencer por dois golos – todos marcados após o intervalo -, mas no final da partida acabaram a defender perante a reacção tondelense.

Contudo, acabaram por fixar o resultado de penálti, nos descontos, ficando a somente uma vitória de conquistar o título de campeão – embora pudessem chegar a esse objectivo caso o Benfica perdesse em Famalicão.

Danilo Pereira, Moussa Marega e Fábio Vieira marcaram para os visitantes, Ronan David para os da casa.

O jogo explicado em números

  • À entrada para este jogo, os “dragões” sabiam que uma vitória poderia garantir o título já esta quinta-feira, caso o Benfica perdesse a seguir em Famalicão. Assim, o Porto entrou em campo com o mesmo “onze” que goleou o Belenenses na 30ª jornada e tomou desde logo conta das operações, empurrando o Tondela para a sua grande área.
  • A pressão portista deu o primeiro momento de perigo aos 12 minutos, quando Corona, na esquerda, cruzou para cabeceamento de Marega sem oposição. Contudo, Babacar Niasse – substituto do lesionado Cláudio Ramos – realizou uma defesa estupenda, evitando ainda a recarga de Tiquinho Soares.
  • No primeiro quarto-de-hora os portistas tiveram 73% de posse de bola e ganharam 15 de 19 duelos individuais (74%), registando, porém, somente dois remates, um enquadrado, para um disparo (sem a melhor direcção) dos homens da casa. O Tondela mostrava-se totalmente inofensivo nesta fase.
  • O Tondela, como quase sempre esta temporada, mostrava-se muito confortável na expectativa, recuado, pelo que as ocasiões de perigo criadas pelo Porto continuaram a escassear. Chegada a meia-hora, os “dragão” mantinha o domínio (69%) de posse, mas os mesmos dois remates do primeiro quarto-de-hora, enquanto os beirões já somavam quatro, mas nenhum que apresentasse perigo. Aliás, os da casa registavam apenas duas acções com bola na área portista.
  • Perto do intervalo, Sérgio Oliveira teve de sair com problemas físicos, entrando para o seu lugar Danilo Pereira. Este facto não tirou ímpeto ao Porto, que terminou a primeira metade em cima do seu adversário, mas sem resultados práticos.
  • Domínio completo dos portistas em Tondela, perante uma equipa da casa que não se importou – antes pelo contrário – de dar a iniciativa ao seu adversário. Os “dragões” chegaram ao descanso com 69% de posse de bola, mas apenas dois remates (um enquadrado), o último dos quais aos 13 minutos da partida. Os beirões tentavam o contra-ataque sem grande êxito, ainda assim remataram quatro vezes, sem a melhor pontaria. O melhor em campo nesta fase foi Otávio, com um GoalPoint Rating de 6.3. O brasileiro não criou muito, mas foi travado em falta três vezes, duas delas em zona de perigo, e ajudou muito colectivamente, com quatro recuperações de posse e três desarmes. Destaque para o cartão amarelo a Corona, aos 41 minutos, que tira o mexicano do jogo com o Sporting, na próxima jornada.
  • O segundo tempo trouxe o tão almejado golo para o Porto. Logo aos 47 minutos, Danilo Pereira acorreu a um canto da direita de Alex Telles e fez o 1-0 de cabeça, no segundo remate portista, primeiro enquadrado, no segundo tempo. Em somente dois minutos da etapa complementar, os “dragões” remataram tanto quanto em toda a primeira metade e fizeram o que antes não foram capazes: marcar.
  • Aos 59 minutos foi Alex Telles a ver amarelo e a ficar de fora do “clássico” com os “leões”. Isto numa fase em que o Porto, apesar de estar em vantagem, não tirava o pé do acelerador e, aos 60 minutos, registava impressionantes 79% de posse de bola desde o intervalo, bem como três disparos e 88% de eficácia de passe.
  • O domínio era tal que o 2-0 aconteceu aos 64 minutos. A assistência foi de Corona, o golo de Marega, isolado, a fazer o seu décimo tento na Liga NOS. Ao sexto disparo na segunda parte, segundo golo. E o Tondela não parecia minimamente capaz de reagir.
  • O domínio era tal que o 2-0 aconteceu aos 64 minutos. A assistência foi de Corona, o golo de Marega, isolado, a fazer o seu décimo tento na Liga NOS. Ao sexto disparo na segunda parte, segundo golo. E o Tondela não parecia minimamente capaz de reagir.
  • Aos 87 minutos o Tondela esteve quase a fazer o empate, com Tomislav Strkalj a fugir na grande área e a rematar forte. A bola passou por entre as pernas de Marchesín, mas o guardião consegui tocar o suficiente para a desviar rente ao poste. Nos últimos minutos os homens da casa empurraram o Porto para a sua grande área e os “dragões” sofreram muito para segurar a vantagem.
  • Mas conseguiram mesmo ampliá-la, em período de descontos, de grande penalidade. Philipe Sampaio fez falta na área sobre Marega e Fábio Vieira, dos 11 metros, não desperdiçou.

José Coelho / Lusa

O melhor em campo GoalPoint

Outros deram nas vistas, como Marega, Danilo ou Fábio pelos golos, Corona pelos momentos de inspiração e técnica. Outro, mais discreto, leva para “casa” o prémio de MVP.

Otávio registou o GoalPoint Rating mais alto do jogo, um 7.2 que destaca o trabalho em prol do colectivo. O brasileiro foi o “rei” dos desarmes, com seis, tendo sofrido o número máximo de faltas, nada menos que sete, quatro em zona de perigo. E venceu 19 duelos individuais, nada menos que 35% dos ganhos por toda a equipa do FC Porto. Faltou-lhe apenas uma integração mais efectiva em zonas de decisão no último terço.

Jogadores em foco

  • Moussa Marega 7.2 – O maliano está fisicamente bem e isso nota-se no seu jogo. Desperdiçou uma ocasião flagrante no arranque do encontro, mérito para o guardião do Tondela, mas no segundo tempo marcou mesmo, após isolar-se a passe de Corona. Ao todo fez dois remates, ambos enquadrados, dois passes para finalização e sete recuperações de posse.
  • Jesús Corona 7.1 – Mais um belíssimo jogo do mexicano. Em quatro passes para finalização criou duas ocasiões flagrantes e fez uma assistência (para Marega), tendo ainda sucesso em metade dos seis cruzamentos. E somou oito recuperações de posse.
  • Pepelu 6.2 – O médio já nos habituou a emprestar uma qualidade extra ao Tondela e voltou a fazê-lo, sendo o melhor dos beirões. Além de 82% de eficácia de passe, o espanhol recuperou cinco vezes a posse de bola e somou sete acções defensivas, entre elas dois desarmes.
  • Jonathan Toro 6.2 – O hondurenho foi um dos jogadores que mais problemas causou à defensiva portista e foi sobre ele que Uribe fez a grande penalidade que acabou no golo de Ronan. Aliás, o extremo sofreu cinco faltas ao longo da partida.
  • Danilo Pereira 6.0 – O “trinco” entrou cedo na partida, devido à lesão de Sérgio Oliveira, e foi ele a marcar o primeiro golo do jogo, num belo golpe de cabeça no arranque da segunda metade. Danilo acertou 90% dos passes que fez.
  • Mateus Uribe 5.8 – O médio estava a fazer um belo jogo, mas manchou a exibição em dois momentos próximos na segunda parte. Primeiro viu amarelo que o afasta do “clássico” com o Sporting e a seguir fez penálti sobre Toro. Ainda assim assinou um passe para finalização, completou 36 das 39 entregas que realizou (92%) – a totalidade dos seis passes longos – e ganhou os quatro duelos aéreos defensivos em que participou.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Bactérias benéficas do leite materno mudam ao longo do tempo

De acordo com um novo estudo, a mistura de bactérias benéficas transmitidas pelo leite materno muda significativamente com o tempo. Este pode atuar como uma injeção de reforço diário para a imunidade e metabolismo infantil. Os …

Quando um tigre vale mais morto do que vivo: A sórdida realidade das quintas de procriação

Em alguns países asiáticos, quintas de procriação de tigres exploram até ao tutano o valor económico do animal, submetendo-o a condições de vida degradantes. Tigres já foram puderam ser encontrados em grande parte da Ásia, do …

Ana Estrada Ugarte. Em decisão histórica, Peru abre as portas à eutanásia

Numa decisão histórica esta quinta-feira, o 11.º Tribunal Constitucional do Superior Tribunal de Justiça de Lima, no Peru, ordenou ao Ministério da Saúde do país que respeitasse a vontade de Ana Estrada Ugarte de acabar …

Árbitros estrangeiros na próxima época? APAF recusa "atestado de incompetência"

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) tem a certeza de que o Conselho de Arbitragem (CA) não irá passar um "atestado de incompetência" aos árbitros portugueses, chamando estrangeiros para encontros de Ligas nacionais. Segundo …

Depois do desconforto que a série causou na Família Real, Harry defende "The Crown"

Durante uma entrevista a James Corden, para o programa americano The Late Late Show, o príncipe Harry defendeu a série The Crown da Netflix, explicando que embora não seja “estritamente precisa”, retrata a pressão da …

Benfica vai apresentar queixa por ameaças de morte a Vieira e vandalismo

O Benfica vai avançar com queixas devido às ameaças de morte ao presidente do clube em tarjas colocadas nas imediações do Estádio da Luz, mas também pela vandalização de várias casas benfiquistas. Segundo o jornal online …

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …