Tiroteio na Califórnia faz quatro mortos, incluindo uma criança

Etinne Laurent / EPA

Quatro pessoas, incluindo uma criança, morreram na noite de quarta-feira num tiroteio num complexo de escritórios em Orange, no estado norte-americano da Califórnia.

De acordo com a NBC News, a polícia foi chamada ao local por volta das 17h30 locais. “Os nossos agentes envolveram-se num tiroteio”, explicou a porta-voz do departamento de polícia local Jennifer Amat.

O edifício da empresa, cujo não foi divulgado, parecia ter vários escritórios. Amat explicou que há um andar de cima, um andar de baixo e uma área de pátio. “É uma situação que estava a mudar de áreas, então, no meu entendimento, foi em toda essa área”, disse.

Segundo o Los Angeles Times, no complexo de escritórios existem cerca de uma dúzia de negócios, incluindo uma seguradora, um terapeuta de casal, uma loja de reparação de telemóveis, um terapeuta da fala e várias imobiliárias.

Quatro pessoas, incluindo uma criança, morreram no incidente.

Uma quinta pessoa foi atingida e levada para o hospital, tal como o suspeito do crime. Ambos estavam em estado crítico. O suspeito ficou ferido por uma arma de fogo, mas ainda não se sabe se foi autoinfligido.

Nenhum agente da polícia ficou ferido.

A polícia recuperou a arma usada no tiroteio e está a trabalhar para determinar um motivo do incidente. A investigação vai incluir várias agências, informou Amat.

O governador Gavin Newsom, que considerou os eventos “horríveis e comoventes”, disse, em comunicado, que “os nossos corações estão com as famílias afetadas por esta terrível tragédia esta noite”.

“Estou profundamente triste com os relatos de um tiroteio em massa no Condado de Orange e continuo a manter as vítimas e os seus entes queridos nos meus pensamentos à medida que continuamos a aprender mais”, disse a polícia Katie Porter, no Twitter. “A minha equipa e eu continuaremos a monitorizar a situação de perto.”

Este é o terceiro tiroteio em massa registado nos Estados Unidos nas últimas três semanas. Dez pessoas morreram na semana passada quando um atirador abriu fogo num supermercado de Boulder, Colorado. Uma semana antes, oito pessoas, incluindo seis mulheres de ascendência asiática, foram mortas em três spas da área de Atlanta.

Amat disse que não havia uma situação como este em Orange desde 1997, quando um atirador matou quatro pessoas num pátio de manutenção do Departamento de Transportes da Califórnia. O atirador naquele tiroteio, que tinha sido despedido pelo departamento por roubo, matou quatro trabalhadores e feriu outros antes de ser morto pela polícia.

  Maria Campos, ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE