O álbum mais vendido de sempre foi lançado há 40 anos

Epic Records

Thriller, Michael Jackson

Thriller chegou à incrível e única marca de 70 milhões de discos vendidos. O primeiro single deste álbum de Michael Jackson não foi a escolha mais popular.

30 de Novembro de 1982: uma data histórica para a cultura a nível mundial.

Não propriamente pelo nascimento de Elisha Cuthbert – parabéns à actriz, já agora – mas porque esse foi o dia do lançamento de um álbum musical.

Não um LP qualquer: foi Thriller. Sim, esse de Michael Jackson.

Nesta quarta-feira completaram-se 40 anos desde o lançamento do álbum que vendeu mais cópias em toda a história da música.

Estima-se que se tenham vendido 70 milhões de cópias, embora as certificadas pelo sistema se “fiquem” pelo modesto número de 50 milhões. Ainda hoje fica bem distante de Back in Black, dos AC/DC, que chegou aos 30 milhões oficiais e está no segundo lugar.

Lembrar Thriller é lembrar Billie Jean, claro. É ouvir outra vez Beat it, passando pela Human nature (do rei do pop Michael Jackson, não da rainha da pop Madonna) e escutando a própria Thriller.

No entanto, o primeiro single do álbum, aquele que apresenta o disco, não foi nenhum destes. E não foi propriamente uma escolha popular.

Em Abril desse ano, 1982, começou a ser gravado o disco e logo com um dueto com um senhor chamado Paul McCartney: The girl is mine foi o primeiro single e criticada na altura (apesar de ter chegado aos lugares cimeiros das tabelas em diversos países, incluindo número 2 nos EUA).

O single apareceu em Outubro. Ficou a sensação de que Thriller, que sairia um mês depois, não seria grande coisa.

Até que surgiu o álbum mesmo e, em Janeiro de 1983, surgiu Billie Jean. Uma música eterna, que justificou versões tão diversas como esta:

Todos os singles de Thriller entraram no top-10 da Billboard, a tabela oficial de vendas dos EUA.

E, curiosamente, Thriller nem estava incluída na lista inicial de singles. “Quem quer um single sobre monstros?”, perguntou o director-executivo. Mas quando as vendas do disco começaram a descer em 1983, Michael Jackson convenceu a editora a comercializar essa música, já nos últimos dias desse ano. Um vídeo de mais de 13 minutos, como se pode ver ali em cima.

A curiosidade é que a MTV – Music Television, estação televisiva onde os seus singles passaram centenas de vezes naquela altura, também saiu beneficiada deste sucesso. Chegou a novos tipos de audiências por causa de Michael Jackson.

Thriller bateu recordes nos Grammys 1984: oito prémios naquela noite de Fevereiro, incluindo álbum do ano e música do ano (Beat it). Ainda hoje é recorde, ao lado de Supernatural, de Santana.

Um disco que causou grande sucesso na altura mas que, ainda hoje, é cantarolado por milhões de pessoas. Assim se percebe quando um disco ou um artista tem sucesso eterno.

Thriller 40 foi o álbum lançado há menos de duas semanas, para assinalar o 40.º aniversário do Thriller original.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.