/

“Devíamos estar preocupados”. Mais alta temperatura em 100 anos na terra do Pai Natal

A Lapónia, conhecida como a terra do Pai Natal, atingiu a sua temperatura mais alta dos últimos 100 anos, com os termómetros a baterem os 33,6 graus Celsius.

Se imaginarmos a aldeia do Pai Natal, pensamos num pequeno vilarejo pintado de branco pela neve intensa. A Lapónia, no extremo norte da Finlândia, é conhecida como a terra do Pai Natal e, de facto, tem invernos frios com temperaturas negativas. Mas agora, registou a sua temperatura mais alta dos últimos 100 anos.

No domingo, atingiu 33,6 graus Celsius. Esta é a temperatura mais alta registada na Lapónia, que fica dentro do Círculo Polar Ártico, desde 1914, quando atingiu 34,7 graus Celsius, escreve a VICE.

Os países nórdicos estão a atravessar uma onda de calor intensa, com novos recordes estabelecidos na Noruega e na Suécia. Os cientistas dizem que os eventos climáticos extremos estão a aumentar em número e intensidade devido ao aquecimento global.

A onda de calor que dura há uma semana no Canadá provocou a morte a cerca de 500 pessoas e está na origem de dezenas de incêndios florestais e inundações no oeste do país.

“[Isto vai piorar], a menos que tomemos medidas urgentes para cumprir a meta de 1,5 °C delineada no Acordo de Paris para evitar os piores cenários climáticos”, disse Juha Aromaa, vice-diretora do programa do Greenpeace Nordic na Finlândia. “Devemos acabar com o nosso uso de combustíveis fósseis agora para interromper o aquecimento global que alimenta os incêndios florestais”.

“As alterações climáticas impulsionadas por combustíveis fósseis estão a contribuir para um aumento na frequência e intensidade das ondas de calor, bem como a impulsionar as condições para incêndios florestais maiores e de crescimento mais rápido”, disse Aromaa. “Devíamos estar preocupados”.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE