Terapia com avatares reduz alucinações de esquizofrenia

King's College London

Um novo tratamento que utiliza um sistema de avatar para controlar as vozes tipicamente ouvidas por esquizofrénicos pode ser um novo aliado dos pacientes contra as alucinações da doença.

Segundo um novo estudo publicado na prestigiada revista científica The Lancet, as pessoas que receberam a terapia virtual tornaram-se menos angustiadas e passaram a ter alucinações com menos frequência do que as pessoas submetidas apenas ao tratamento convencional.

Um em cada quatro pacientes com esquizofrenia continua a ouvir vozes mesmo seguindo o tratamento convencional, com medicamentos e terapia cognitivo-comportamental.

A nova abordagem, desenvolvida por cientistas da Universidade College London e da King’s College London, ambas em Inglaterra, procura ensinar o paciente a enfrentar essa voz por meio de uma simulação virtual que personaliza a alucinação.

Na prática funciona assim: com a ajuda de um sistema de computador, o paciente cria um avatar com a voz – incluindo intensidade e tom – e a fisionomia que representa a que costuma ouvir em sua cabeça.

Durante a sessão, o terapeuta assume o controlo do avatar, e simultaneamente conversa com o paciente interpretando o avatar e desempenhando o seu papel profissional, numa conversa com três participantes.

No novo estudo, 150 pacientes que continuaram a ouvir as vozes por mais de um ano foram divididos em dois grupos: metade foi submetida a seis sessões da nova terapia e os outros 75 pacientes fizeram a mesma quantidade de sessões da terapia convencional.

Nas sessões com o avatar os pacientes eram encorajados a tomar o controlo da conversa e dizer coisas como “não te vou ouvir mais”. Dessa forma, o paciente aprende a tomar as rédeas da situação e enfrentar a voz, ao contrário do que acontece num momento de alucinação.

Os resultados mostraram que a nova abordagem foi duas vezes mais efetiva do que a terapia na redução da frequência das alucinações. “Após 12 semanas houve uma melhora considerável em comparação com a terapia convencional. Com a ajuda de um avatar, os pacientes estão a aprender a confrontar e ter resposta do confronto, o que muda a ideia de que a voz está no comando”, disse Tom Craig, principal autor do estudo, à BBC.

Entretanto, após 24 semanas os pacientes de ambos os grupos apresentaram os mesmos níveis de melhora. Segundos autores, esse resultado sugere que a terapia avatar precisa de ser frequentemente reforçada para uma recuperação a longo prazo.

De acordo com Robin Murray, professor do Instituto de Psiquiatria do King’s College London, a nova descobreta pode trazer uma nova e importante abordagem ao tratamento para a esquizofrenia. “Se uma intervenção inteiramente psicológica, como a terapia avatar, pode produzir tal melhora, precisamos repensar a maneira como conceptualizamos as alucinações auditivas”.

Por outro lado, para Stephen Lawrie, diretor de psiquiatria da Universidade de Edimburgo, mais pesquisas são necessárias para comprovar o efeito do novo tratamento. “É necessário um estudo mais aprofundado para replicar esses resultados, estabelecer o papel desse tratamento em relação a outros, como a terapia cognitivo-comportamental, e esclarecer qual deles tem maiores benefícios”.

// Move

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …