Tempos de espera para consultas acima dos dois anos em vários hospitais

No final do ano passado, pelo menos uma dezena de hospitais tinha tempos de espera para primeiras consultas de especialidade acima dos dois anos.

Os tempos de espera para primeiras consultas de especialidade estão acima dos dois anos em vários hospitais portugueses.

Os dados mais recentes do Ministério da Saúde revelam que, a 30 de novembro, pelo menos 74 consultas apresentavam prazos médicos acima de um ano, quando não deveriam exceder os 150 dias. Esta situação afetava cerca de cem mil doentes.

O Diário de Notícias refere que um dos casos mais dramáticos é o da especialidade de dermatologia no Hospital de Aveiro, que apresentava perto de 1900 dias de espera para uma consulta prioritária, isto é, mais de cinco anos para uma consulta que devia ter resposta em dois meses.

Além da dermatologia, a ortopedia, urologia ou reumatologia são outras das áreas mais afetadas nos 60 hospitais que o jornal analisou. Também a oftalmologia é uma das que tem mais tempos de espera.

No que diz respeito às unidades de saúde, o hospital de Vila Real destaca-se como a unidade com mais especialidades com atrasos superiores a dois anos: quatro, desde logo com urologia, que em novembro apresentava um tempo de espera médio de 1599 dias (mais de quatro anos).

Ao DN, o Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV), que inclui o Hospital Infante D. Pedro, de Aveiro, garante que a a situação melhorou, mas que atualmente a espera continua a ser de três anos. A falta de profissionais de saúde e de vagas são a justificação que o hospital apresenta para estes atrasos.

O hospital adianta que pediu vagas para contratar recém-especialistas, mas que nem todos os pedidos foram atendidos pela Administração Central do Sistema de Saúde e que, no caso da dermatologia, a única vaga que abriu não teve concorrentes.

Esta situação foi denunciada no início do ano pelo Sindicato Independente dos Médicos, que citou dados disponíveis no Portal do SNS referentes a outubro o ano passado. Esta análise demonstrou que mais de metade dos hospitais públicos está a falhar os tempos máximos de resposta legalmente previstos para primeiras consultas de especialidade.

O Sindicato apontava o facto de metade do horário normal de trabalho dos especialistas ser dedicado ao serviço de urgências para justificar os atrasos nas consultas de especialidade.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Juventus é campeã pela oitava vez consecutiva. E Ronaldo estava lá

A Juventus conquistou este sábado a Serie A pela oitava vez consecutiva, depois de vencer em casa a Fiorentina por 2-1, em jogo da 33ª jornada. Poucos dias após a eliminação nos quartos de final da …

Coletes Amarelos: novo sábado de violência em Paris

Mobilizados há mais de cinco meses, os "coletes amarelos" voltaram este sábado às ruas para o seu "acto XXIII" marcado por uma nova escalada da tensão entre manifestantes e forças de autoridade. Tiros de gás lacrimogéneo, …

Porto vs Santa Clara | Dragão suficiente assume liderança

O FC Porto venceu hoje o Santa Clara por 1-0, em partida da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que permite aos ‘dragões' regressarem, à condição, ao comando do campeonato. O FC Porto cumpriu …

Notre-Dame pode não ser a única. Vários monumentos em todo o mundo estão em risco

O incêndio na catedral de Notre-Dame, em Paris, levantou questões sobre a forma como os órgãos responsáveis pelo património cultural realizam políticas de conservação e detetam possíveis problemas. Além disso, a Unesco indicou que vários locais de …

Hubble espreita aglomerado cósmico azul

Os enxames globulares são objetos inerentemente belos, mas o alvo desta imagem do Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA, Messier 3, é frequentemente reconhecido como um dos mais esplêndidos de todos. Contendo, incrivelmente, meio milhão de estrelas, …

Comer carne vermelha (mesmo moderadamente) aumenta risco de cancro do intestino

O maior estudo alguma vez realizado no Reino Unido sugere que devemos reduzir (ainda mais) o consumo de carne vermelha. Um estudo financiado pela Cancer Research UK e desenvolvido pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, …

Gémeas alemãs nascem com 3 meses de diferença (e em anos distintos)

Um hospital alemão anunciou na segunda-feira o caso de duas meninas que, apesar de serem gémeas, nasceram com três meses de diferença e em anos distintos. Com apenas 26 semanas de gravidez, a 17 de novembro …

Avião hospital da Luftwaffe levou doze feridos da Madeira para a Alemanha

Doze feridos do acidente com um autocarro turístico partiram hoje do Aeroporto da Madeira, cerca das 12:00, a bordo de um avião alemão equipado com meios hospitalares, com destino a Colónia, após operação de transferência …

Família desalojada e nove casas atingidas em queda de grua no Porto

Uma grua caiu hoje em cima de várias habitações na rua da Corticeira, na zona das Fontainhas, na cidade do Porto, mas não há feridos a registar, disse fonte dos Bombeiros Sapadores do Porto. A grua …

Mulheres são quase metade dos “100 mais influentes” da Time

Há 48 mulheres na lista das 100 personalidades mais influentes do mundo publicada esta quarta-feira pela revista norte-americana Time. A lista, publicada anualmente desde 2004, junta personalidades das mais diferentes áreas distribuídas por cinco categorias: “Pioneiros”, …