“Tempestade de areia” de Pequim foi, na verdade, uma tempestade de poeira – e isso é muito pior

Wu Hong / EPA

A “tempestade de areia” de Pequim, noticiada esta semana, foi, na verdade, uma tempestade de poeira, que é potencialmente um problema muito mais sério do que areia.

O céu em Pequim ficou laranja recentemente, graças ao que foi amplamente divulgado como uma grande tempestade de areia.

O problema, pelo menos em termos de saúde pública, é que não foi exatamente uma tempestade de areia. Foi uma tempestade de poeira.



Isso pode soar a um ato de pedantismo geológico, mas representa uma diferença crucial e resume-se a uma questão de tamanho. Os grãos de areia são partículas minerais com diâmetro maior que 0,06 mm – do tipo que roça os tornozelos num dia de vento na praia. A poeira é potencialmente um problema muito mais sério do que areia ao vento.

Partículas de poeira são aqueles grãos menores, sedosos ao toque e que não arranham a pele. Crucialmente, esses grãos menores e mais leves podem viajar muito mais longe.

Eles podem ver-se suspensos num processo atmosférico global que os vê transferidos ao redor do mundo. A areia não sopra facilmente por centenas de quilómetros, ou mesmo ao à volta do mundo – a poeira sim.

O tamanho do grão também é importante, pois as partículas de poeira mais finas são sérios riscos para a saúde humana, pois são pequenas o suficiente para serem absorvidas pelos pulmões.

Tempestades de poeira na China ocorreram muito antes de os humanos terem um impacto generalizado na paisagem. Durante as repetidas idades do gelo dos últimos 2,6 milhões de anos, enormes volumes de poeira foram gerados pelo avanço e recuo das camadas de gelo, formando depósitos conhecidos como loess.

Ao longo dos milénios, eles acumularam-se a uma espessura de até 350 metros para formar o planalto chinês de Loess, cobrindo uma área maior do que França. O loess é rico em nutrientes minerais e contribui para um solo agrícola produtivo. Em grande parte, são essas terras agrícolas que agora estão a ser erodidas novamente pelo vento e a recircular como poeira.

Mas então, o que está a causar as tempestades de poeira atuais? É um processo puramente natural, ou uma função das alterações climáticas, ou má gestão da terra, talvez? A resposta é complexa – e provavelmente inclui um pouco de cada um desses fatores.

Um recente publicado no ano passado na Nature Communications considerou o papel combinado que diferentes regimes dinásticos e alterações climáticas tiveram na frequência das tempestades de poeira na China nos últimos 2.000 anos e mostrou que um aumento nas tempestades de poeira coincidiu com o aumento da população e com o fortalecimento da circulação das monções asiáticas.

Paradoxalmente, o aumento da atividade da tempestade de poeira ocorreu durante os períodos de aumento das chuvas, pois permitiu o florescimento de dinastias e o crescimento da população, aumentando a demanda por desflorestação agrícola.

À primeira vista, parece um quadro implacavelmente sombrio de erosão da paisagem, perda de terras agrícolas produtivas, poluição atmosférica e impactos na saúde, mas há um aspeto final na história das tempestades de poeira. O seu papel no transporte de nutrientes minerais essenciais, mais notavelmente ferro, para os oceanos foi reconhecido há algum tempo, e então as tempestades de poeira às vezes são consideradas “fertilizantes” de fitoplâncton dos oceanos.

  ZAP // The Conversation

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Malditos chineses! Cozem os canitos vivos e dizem que a carne assim é mais gostosa. Imaginem o sofrimento dos pobres bichinhos. Malditos! Trinta vezes malditos!!!

RESPONDER

Mais de mil ovelhas e cabras tomaram conta das ruas de Madrid (por um bom motivo)

Mais de mil ovelhas e cabras encheram as ruas de Madrid, este domingo, a propósito do tradicional Festival da Transumância, que foi cancelado no ano passado devido à pandemia da covid-19. De acordo com a agência …

Crise de abastecimento provoca escassez de camisolas de Natal

Na próxima época natalícia, os Estados Unidos podem enfrentar uma escassez de Ugly Sweaters, causada pela crise mundial dos transportes marítimos. As Ugly Sweaters são as típicas camisolas de Natal - por norma, coloridas e com …

Erupção de La Palma. Cães salvos por um grupo misterioso

Um grupo misterioso - que se auto-denomina A-Team - afirma ter resgatado vários animais "presos" devido à erupção do vulcão Cumbre Vieja em La Palma, nas Canárias. De acordo com o jornal britânico The Guardian, as …

Alec Baldwin

Assistente que entregou arma a Alec Baldwin já teria tido práticas inseguras

Uma fabricante de adereços disse que, no passado, já tinha mostrado preocupação com o facto de o assistente de realização ter protagonizado situações inseguras. No fim-de-semana, um documento judicial obtido pela CNN mostrou que a arma …

Metade dos chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se em bloco

Uma dezena de chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se esta segunda-feira, em protesto contra a falta de condições de trabalho e o "desinvestimento" no Serviço Nacional de Saúde. Contactada pela agência Lusa, …

Primeiro-ministro da Polónia acusa UE de ter "arma apontada à cabeça" do país

O primeiro-ministro polaco acusou a União Europeia (UE), esta segunda-feira, de "ter uma arma pontada à cabeça" da Polónia, ao exigir que Varsóvia reveja as reformas judiciais, ameaçando-a com sanções. Numa entrevista publicada pelo Financial Times, …

Carlos César acusa BE e PCP de terem preferido "jogos de poder"

O presidente do PS acusou, esta segunda-feira, os partidos de esquerda de terem preferido "os jogos de poder", no seguimento do anúncio de ambos do voto contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "BE e …

O dirigente do PSD Paulo Mota Pinto

Mota Pinto aponta "irresponsabilidade" de marcar diretas. Rangel reforça importância de ter líder "fortemente legitimado"

O dirigente do PSD defendeu, esta segunda-feira, que o partido "está preparado" para legislativas antecipadas, defendendo que estas devem ocorrer "o mais rapidamente possível". Em declarações à agência Lusa, o presidente da Mesa do Congresso e …

EMA aprova terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) deu luz verde, esta segunda-feira, à administração da terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos. Em comunicado, a agência refere que os dados apontam que uma …

Câmara do Porto aprova sistema de videovigilância no centro histórico

Esta segunda-feira, na reunião do Executivo portuense, foi aprovado, com o voto contra da CDU e do BE, o protocolo a celebrar com a PSP para implementação da videovigilância na Baixa do Porto. O presidente da …